CBN - A rádio que toca notícia

ARTIGO

O magistrado e o exaurimento da jurisdição

Portanto, uma vez prolatada e publicada a sentença o juiz cumpre e encerra o ofício jurisdicional no respectivo processo-crime. Encerrada sua função, não mais cabe ao magistrado se manifestar sobre a causa

10/07/18, 13:41

Por Nixonn Freitas Pinheiro, advogado (foto)

N

o Direito Penal e no Processual Penal, tal qual no âmbito civil, colhemos uma questão jurídica de substancial relevância constitucional: “o exaurimento da função jurisdicional” ou simplesmente o “exaurimento da jurisdição”.

Segundo Ricardo Benevenuti Santolini, especialista em Direito Penal e Processo Penal, em seu compêndio “A Jurisdição no Processo Penal”, jurisdição existe para vários ramos do direito. Pela definição de Giuseppe Chiovenda - cita o especialista -, jurisdição é “a função do Estado que tem por escopo a atuação da vontade concreta da lei por meio da substituição, pela atividade de órgãos públicos, na atividade de particulares ou de outros órgãos públicos, já no afirmar da existência da vontade da lei, já no torná-la, praticamente, efetiva.” José Frederico Marques é ainda mais objetivo, dizendo que é “a função estatal de aplicar as normas da ordem jurídica em relação a uma pretensão”.

Quando se exaure, então, a função jurisdicional? Em outros termos, interroga-se: “Quando termina a função do juiz no processo-crime, por exemplo?” A resposta é simples: “Quando há a prolação da sentença”. É justamente aqui que se encerra a prestação jurisdicional, a função judicante no processo-crime. Aqui surge a figura jurídica do “juiz sentenciante”. Após, o juiz tem apenas uma oportunidade para se manifestar processo-crime: quando julga admitindo ou não o recurso de embargos de declaração.

Havendo recurso de apelação contra uma sentença condenatória ou absolutória, seja pelo Ministério Público ou pelo sentenciado (quando condenado), o juiz sentenciante se desliga do processo-crime.

Transitada em julgado a sentença, o juiz sentenciante somente voltará ao respectivo processo-crime se ele próprio for o juízo competente da execução da pena. Isso ocorre quando em uma determinada Comarca ou jurisdição houver Vara Única. Caso contrário, transitada em julgado ou não a sentença o processo-crime segue para o juízo da execução da pena e não para o juízo sentenciante, seja para a execução provisória ou definitiva da pena.

Portanto, uma vez prolatada e publicada a sentença o juiz cumpre e encerra o ofício jurisdicional no respectivo processo-crime. Encerrada sua função, não mais cabe ao magistrado se manifestar sobre a causa.

Esgotada a função jurisdicional do juiz sentenciante, seja para executar a pena provisoriamente, seja para executá-la definitivamente, a competência e a função jurisdicional se transfere para a alçada do juízo da Execução da Pena, que tem por objetivo efetivar as disposições da sentença ou de decisão criminal e proporcionar condições para a harmônica integração social do condenado e do internado. Portanto, a execução penal competirá ao Juiz indicado na lei local de organização judiciária e, na sua ausência, ao da sentença. Seja execução provisória ou definitiva.

O art. 66, da Lei Federal nº 7.210, de 11 de julho de 1984, define as competências do juiz da execução penal, entre as quais a de aplicar aos casos julgados lei posterior que de qualquer modo favoreça o condenado; declarar extinta a punibilidade; decidir sobre soma ou unificação de penas; progressão ou regressão nos regimes; detração e remição da pena; suspensão condicional da pena; livramento condicional; incidentes da execução, etc., etc.

Fonte: JL
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
09/09/18, 20:39 | CIÊNCIA - A estranha doença conhecida como 'língua peluda'
09/09/18, 20:22 | ELEIÇÕES - Justiça Eleitoral lacra urnas e garante que sistema de votação é à prova de fraudes
09/09/18, 20:18 | BRASILEIRÃO - Palmeiras vence Corinthians e segue na cola dos líderes
09/09/18, 20:10 | ELEIÇÕES 2018 - DATA AZ: Wellington reage e sobe nas pesquisas, com quase 10% à frente dos adversários
09/09/18, 15:52 | INCÊNDIO - Unesco vai ajudar na remoção de escombros do Museu Nacional
09/09/18, 15:41 | REPERCUSSÃO - Em editorial, jornal francês diz que Brasil perdeu o controle do seu destino
09/09/18, 15:24 | HISTÓRIA - Ustra: “Herói” de Bolsonaro e Mourão torturava mulheres grávidas
09/09/18, 15:10 | LIVRO - Maria Bonita só surgiu após a morte da cangaceira, diz biógrafa
09/09/18, 14:46 | INTERNACIONAL - Tiroteio em McDonald’s no Alabama deixa um morto e quatro feridos
09/09/18, 14:28 | ELEIÇÕES 2018 - Não é na bala, nem na faca, diz novo programa de Alckmin
09/09/18, 10:51 | ARTIGO - CASO BOLSONARO - O crime e a Lei de Segurança Nacional
08/09/18, 21:02 | POLÍTICA - Revista Veja aponta Bolsonaro como um dos responsáveis pelo atentado que sofreu
08/09/18, 20:32 | INCÊNDIO - Tragédia deve servir para fortalecer museus, afirma especialista
08/09/18, 20:29 | ATENTADO - Moradores da pensão de Adélio dizem que ele era estranho e calado
08/09/18, 19:53 | ELEIÇÕES 2018 - Cada candidato à Presidência terá 25 policiais para sua segurança
08/09/18, 15:08 | POLÍTICA - Bolsonaro faz gesto de arma de fogo com as mãos mesmo esfaqueado
08/09/18, 14:28 | ECONOMIA - Vitória é a capital com mais famílias com dívidas em atraso
08/09/18, 14:24 | ELEIÇÕES 2018 - Cerca de 88 mil eleitores se registraram para votar em trânsito
08/09/18, 10:46 | POLÍTICA - Globo em campanha aberta por Bolsonaro; Adeus, Alckmin!
08/09/18, 10:16 | ESPORTE - Brasil inicia novo ciclo para Copa com vitória e gol de Neymar
08/09/18, 10:09 | PESQUISA - XP POLÍTICA: Alckmin é quem mais perde com o ataque a Bolsonaro
08/09/18, 09:15 | MERCADO - US$ 655 milhões de arrecadação: conheça o fenômeno mundial dos e-Sports
08/09/18, 09:09 | ELEIÇÕES 2018 - Campanha de Bolsonaro adotará tom mais moderado, diz vice Mourão
08/09/18, 09:01 | PESQUISA - XP Investimentos: Bolsonaro lidera seguido por Haddad; Ciro, Alckmin e Marina empatados
08/09/18, 08:55 | EDUCAÇÃO - Melhorar formação e salários de professores será desafio de presidente
08/09/18, 08:29 | ELEIÇÕES 2018 - Substituição de Lula será feita entre 2ª e 3ª com carta do ex-presidente ungindo Haddad candidato
07/09/18, 20:44 | DIA DA PÁTRIA - Filho de Temer faz gesto imitando arma durante desfile de 7 de setembro
07/09/18, 20:18 | PROGRAMA ELEITORAL - Após atentado, Alckmin retira propagandas no rádio que atacam Bolsonaro
07/09/18, 20:16 | ATENTADO - Defesa diz que Adélio agiu sozinho e motivado por 'discurso de ódio' de Bolsonaro
07/09/18, 20:01 | ATENTADO - Caso Bolsonaro: Não foi crime político, diz a Polícia Federal
« Anterior 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 | 361 - 390 | 391 - 420 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site