CBN - A rádio que toca notícia

INVESTIGAÇÃO

Ministros do Supremo arquivam investigações contra quatro parlamentares

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, havia pedido que o caso fosse enviado para a primeira instância da Justiça com base na restrição de foro estabelecida pelo Supremo no início do mês passado

09/06/18, 20:50
D
urante a semana, os ministros Luiz Fux, Luis Roberto Barroso e Alexandre de Moraes arquivaram investigações contra o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e os senadores Ricardo Ferraço (PSDB-ES), Omar Aziz (PSD-AM) e Eduardo Braga (MDB-AM). Os inquéritos apuravam acusações de uso de caixa dois em campanha e propina em troca de favorecimentos. As três investigações foram arquivadas por falta de provas e tinham origem em delações premiadas de ex-executivos da Odebrecht.
 
Onyx e Ferraço eram acusados de terem recebidos doações ilegais para suas campanhas eleitorais, em 2006 e em 2010, respectivamente. Já os amazonenses eram alvos de um inquérito sobre obras na ponte do Rio Negro.

No caso do deputado gaúcho, o delator da Odebrecht Alexandrino de Salles Ramos de Alencar havia dito em depoimento que procurou Onyx durante a campanha de 2006 para oferecer uma doação, identificada em uma planilha sob o codinome “inimigo”. Segundo o delator, Onyx sabia que a doação oferecida seria via caixa dois. Fux considerou que não havia provas suficientes contra o deputado e determinou arquivamento do processo na última quinta-feira (7).

Em um vídeo, publicado em suas redes sociais, Onyx celebrou o arquivamento e afirmou que nunca esteve envolvido em corrupção.

O inquérito contra Ferraço, que tinha Barroso como relator, foi arquivado ontem (sexta, 8). Ferraço foi citado por dois delatores da empreiteira. Sergio Luiz Neves e Benedicto Júnior, o BJ, afirmaram que Ferraço teria recebido R$ 400 mil via caixa dois para sua campanha em 2010.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, havia pedido que o caso fosse enviado para a primeira instância da Justiça com base na restrição de foro estabelecida pelo Supremo no início do mês passado. Barroso, entretanto, entendeu que, após mais de um ano de investigação, o Ministério Público Federal não conseguiu juntar elementos comprobatórios que corroborassem a delação. O senador afirmou que acreditava que “a Justiça seria feita”.

Os senadores e ex-governadores do Amazonas Omar Aziz e Eduardo Braga eram investigados por cobrar propina para favorecer a Odebrecht. O ex-executivo Arnaldo Cumplido de Souza afirmou, em depoimento, que havia feito um “acordo” com os ex-governadores para que a empreiteira fosse favorecida nas obras da ponte do Rio Negro em troca de propina.

O ministro relator do caso, Alexandre de Moraes, arquivou o inquérito por entender que Cumplido não apresentou provas concretas contra os amazonenses, e não havia, portanto, justificativa para a continuidade da investigação.

Fonte: JL/Congresso em Foco
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
02/01/19, 13:08 | ELEIÇÃO DA CÂMARA - Maia promete presidência da CCJ e PSL fecha apoio a reeleição
02/01/19, 13:00 | PROPOSTA - Guedes tem pronta MP que revê regras da Previdência e poupa R$ 50 bi
02/01/19, 12:50 | ECONOMIA - Nova equipe econômica pretende anunciar medidas a cada dois dias
02/01/19, 12:47 | POSSE - Moro assume Ministério da Justiça e Segurança e diz que Brasil não será 'porto seguro' para criminosos
02/01/19, 09:32 | ECONOMIA - Temer previa R$ 1.006 e Bolsonaro fixa salário mínimo em R$ 998
01/01/19, 21:28 | ANÁLISE - Brasil dá um giro radical com Bolsonaro e instala a extrema direita no Planalto
01/01/19, 20:15 | HOMILIA - Papa Francisco apela para que todos contribuam para o bem comum
01/01/19, 20:07 | POSSE - Bombeiros atendem 27 ocorrências na Esplanada na hora da posse
01/01/19, 20:01 | POLÍTICA - Temer se despede da equipe e embarca para São Paulo, onde vai morar
01/01/19, 19:28 | POLÍTICA - No discurso de posse, Bolsonaro pede apoio para reconstruir o país
01/01/19, 19:23 | ECONOMIA - Presidente deve definir amanhã novo valor do salário mínino, diz Onyx
01/01/19, 19:19 | POLÍTICA - Wellington Dias inicia quarto mandato como governador do Piauí
01/01/19, 12:59 | SEGURANÇA - Agentes fazem última varredura em plenário da Câmara antes da posse
01/01/19, 12:57 | TRANSIÇÃO - Diário Oficial traz exonerações dos ministros de Michel Temer
01/01/19, 12:51 | EXPECTATIVA - Para 65% dos brasileiros, Bolsonaro fará governo ótimo ou bom
01/01/19, 12:17 | POSSE - Caravanas de todo país chegam para a posse presidencial
01/01/19, 11:41 | FIM DE ANO - Réveillon em Copacabana tem 641 pessoas atendidas em postos de saúde
01/01/19, 11:16 | DISCURSO - SP: Novo governador diz que está comprometido em governar para o povo
01/01/19, 11:10 | POSSE - DF: Novo governador diz que prioridade será melhorar saúde e segurança
01/01/19, 11:07 | ECONOMIA - RIO: Novo governador corta 30% das despesas das repartições públicas
01/01/19, 10:44 | POLÍTICA - Com sete calouros na política, novos governadores se dividem entre treze partidos
01/01/19, 10:16 | DISCURSO - Bolsonaro reitera ações de desburocratização e combate à corrupção
01/01/19, 10:14 | POLÍTICA - Futuro governo Bolsonaro é destaque na imprensa mundial
01/01/19, 09:09 | ANÁLISE - Expectativa é de economia liberal com nova gestão, dizem especialistas
31/12/18, 18:32 | ECONOMIA - Caberá a Bolsonaro definir o valor do salário mínimo de 2019
31/12/18, 18:07 | PROVOCAÇÃO - “Muita gente já usou Bolsonaro como papel higiênico”, diz filho do presidente eleito sobre novos aliados do pai
31/12/18, 17:57 | TRÂNSITO - Contran adia para julho de 2019 novo modelo de placas do Mercosul
31/12/18, 17:34 | CASA DE CUSTÓDIA - Agentes penitenciários impedem fuga de 110 presos em Teresina
31/12/18, 17:28 | SAÚDE - Vencedor da São Silvestre passa mal e é levado a hospital após prova
31/12/18, 17:24 | INUSITADO - Motorista sofre picada de marimbondo e tomba ambulância com grávida
« Anterior 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 | 361 - 390 | 391 - 420 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site