CBN - A rádio que toca notícia

POLÍTICA

Folha mostra que Bolsonaro mentiu a seus eleitores sobre seus gastos na Câmara

A Folha checou valores com base em dados oficiais e públicos da Câmara. Na verdade, segundo as informações da Casa, o deputado gastou muito mais do que publicou na tabela

10/01/18, 12:55

O

deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) divulgou nas redes sociais nesta terça-feira (9) um número inflado da economia que teria feito aos cofres públicos nos últimos oito anos.

O presidenciável publicou uma tabela anual com o total de seus gastos do “cotão”, a verba mensal que cada deputado tem para custeio de atividades relacionadas às suas atividades legislativas.

Com a inscrição “aguardando divulgação por parte da Folha de S.Paulo e demais órgãos de imprensa” e a sua foto de braços cruzados, Bolsonaro afirmou na publicação que teria devolvido aos cofres públicos R$ 1,3 milhão do “cotão”, de 2010 até 2017.

Folha checou valores com base em dados oficiais e públicos da Câmara. Na verdade, segundo as informações da Casa, o deputado gastou muito mais do que publicou na tabela.

Pelos números da Câmara, o parlamentar consumiu nos oito anos R$ 2,5 milhões do “cotão”, não R$ 1,7 milhão, como publicou nas redes sociais.

Com isso, ele deixou de utilizar, na verdade, R$ 486 mil, e não R$ 1,3 milhão como afirmava em sua publicação. A média de “economia” ficou em R$ 61 mil por ano.

Bolsonaro também não “devolveu” nem esse dinheiro, como indicou em sua publicação, já que a Câmara não “credita” valores para que os deputados gastem. Ela, na verdade, reembolsa eventuais custos, mediante apresentação de comprovantes.

As despesas referentes a 2017 podem aumentar porque o gabinete tem até este mês de janeiro para prestar contas de dezembro passado.

A cota de exercício da atividade parlamentar é oferecida pela Câmara para custeio de gastos como passagem aérea, alimentação, combustível, aluguel e material de escritório, entre outros, tudo relacionado à atividade parlamentar. No caso de parlamentares do Rio, o cotão é de R$ 35.759.

Em 2012, por exemplo, a tabela de Bolsonaro dizia que ele só gastou R$ 155 mil de R$ 321 mil a que teria direito naquele ano. Com isso, teria deixado de utilizar R$ 166 mil.

Na verdade, a economia foi bem menor porque Bolsonaro gastou em 2012 R$ 303 mil, cerca do dobro do que informou aos seus seguidores nas redes sociais.

No domingo, a Folha publicou que o presidenciável e seus três filhos parlamentares multiplicaram o patrimônio na política, reunindo atualmente 13 imóveis em áreas valorizadas do Rio e de Brasília, com preço de mercado de cerca de R$ 15 milhões.

Na segunda, a Folha mostrou que Jair e seu filho Eduardo, também deputado federal, receberam R$ 730 mil de auxílio-moradia da Câmara desde 1995 (Eduardo desde 2015) mesmo tendo apartamento próprio em Brasília.

O auxílio-moradia é pago a deputados que não ocupam apartamentos funcionais no DF. Como há mais deputados do que vagas em imóveis destinados a eles, a Câmara desembolsa para cada um desses, por mês, R$ 4.253.

NOTAS

Há duas formas de pagamento: 1) por meio de reembolso, para quem apresenta recibo de aluguel ou de gasto com hotel em Brasília, 2) ou em espécie, sem necessidade de apresentação de qualquer recibo, mas nesse caso com desconto de 27,5% relativo a Imposto de Renda.

Jair e Eduardo Bolsonaro utilizam essa segunda opção, o que rende mensalmente, para cada um, R$ 3.083. O salário de um deputado federal é de R$ 33,7 mil.

O auxílio-moradia pode ser recusado pelos congressistas. Em, novembro, 27 dos 513 deputados abriram mão do benefício.

OUTRO LADO

Procurada pela reportagem, a assessoria do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) informou que estava “apurando a falha”. A reportagem perguntou se o parlamentar gostaria de se manifestar sobre as diferenças de valores em relação aos números da Câmara, mas não houve resposta.

Na noite desta terça (9), a equipe do deputado divulgou uma versão reduzida da tabela, com correções.

Fonte: JL/Via Folha de S. Paulo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
07/01/18, 13:41 | POLÍTICA - Depois de Huck, Datena é convidado para ser candidato à presidência
07/01/18, 13:15 | ORÇAMENTO - Liberação de emendas bate recorde com Temer
07/01/18, 12:58 | VIOLÊNCIA - Homem é assassinado a facadas por amigo após discussão em bar no Piauí
07/01/18, 12:54 | PROPINA - Joesley reafirma que Serra pediu R$ 20 mi para campanha, diz site
07/01/18, 12:39 | JUSTIÇA ELEITORAL - Patrimônio dos Bolsonaro cresceu consideravelmente com a política
07/01/18, 12:22 | CORRUPÇÃO - Moro manda PF manter aberto 'inquérito mãe' da Lava Jato
06/01/18, 18:23 | DESCASO - Urgência de Teresina atendeu mais de 7 mil pessoas com lesão ocular
06/01/18, 18:03 | ECONOMIA - Teresina recebe mais de R$ 85 milhões de recursos de Ministério
06/01/18, 17:33 | AC IDENTE - Moradora deixa vela acesa e incêndio atinge apartamento no Torquato Neto, em Teresina
06/01/18, 17:02 | OPERAÇÃO - A trágica história do reitor cuja morte pôs em xeque os excessos da PF e da Justiça
06/01/18, 16:15 | CRISE - Rio Grande do Norte decreta estado de calamidade na segurança pública
06/01/18, 16:00 | CORRUPÇÃO - PF envia 50 perguntar a Temer em investigação sobre Porto de Santos
05/01/18, 17:01 | POLÊMICA - Estados Unidos declaram ‘guerra’ à legalização da maconha
05/01/18, 16:57 | QUALIDADE DE VIDA - Nove em cada dez brasileiros dizem ter medo de envelhecer
05/01/18, 16:53 | JUDICIÁRIO - Cármen Lúcia prorroga investigações sobre Dirceu, Jucá e Renan
05/01/18, 15:56 | ECONOMIA - Preço da cesta básica cai em 21 capitais, diz Dieese
05/01/18, 15:40 | POLÍTICA - Até abril, mais 13 ministros devem desembarcar do governo Temer
05/01/18, 15:05 | SUCESSÃO 2018 - PF, TSE e Ministério Público vão criar grupo para combater fake news na eleição
05/01/18, 15:01 | ENTREVISTA - 'Sem uma política redistributiva, seremos o país mais desigual do mundo', diz professor
05/01/18, 14:53 | APOIO - Entidades internacionais de trabalhadores estarão no julgamento de Lula
05/01/18, 14:37 | ARTIGO - Caso Emily: A Prevenção Penal pela Prisão Preventiva
05/01/18, 13:52 | POLÊMICA - OAB pede anulação de portaria da PM no Caso Emily: 'Crime contra a Administração da Justiça'
05/01/18, 13:47 | ARTIGO - Caso Emily – Distinção entre Forças Armadas e Forças de Segurança
04/01/18, 20:25 | POLÊMICA - População doa roupas a deputados em protesto contra criação de “auxílio-vestimenta”
04/01/18, 19:25 | MOBILIDADE URBANA - Conselho de Transporte define tarifa de ônibus de R$ 3,71 em Teresina
04/01/18, 19:10 | ESPORTE - Fred diz realizar "sonho" em retorno ao Cruzeiro e afirma: "Time do coração"
04/01/18, 18:32 | EMPREGO - Empregadores domésticos têm até amanhã para pagar guia de dezembro do eSocial
04/01/18, 18:25 | ECONOMIA - Temer sanciona lei que permite uso de até R$ 15 bi do FGTS pela Caixa
04/01/18, 18:15 | NOMEAÇÃO - Quem é Cristiane Brasil, a nova ministra do Trabalho do governo Temer
04/01/18, 16:42 | ECONOMIA - Preço de imóveis cai pela 1ª vez em 10 anos, segundo Fipezap
« Anterior 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site