CBN - A rádio que toca notícia

CORRUPÇÃO & PROPINA

Fachin autoriza inquérito para investigar doações a senadores do MDB

O pedido de abertura da investigação foi solicitado ao STF pela PGR

16/05/18, 21:22

O

ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin decidiu hoje (16) determinar abertura de inquérito para investigar suposto repasse de R$ 40 milhões em doações eleitorais a políticos do MDB do Senado. As investigações devem envolver os senadores emedebistas Renan Calheiros (AL), Jader Barbalho (PA), Romero Jucá (RR), Eunício Oliveira (CE), Eduardo Braga (AM), Edison Lobão (MA), Valdir Raupp (RO), Roberto Requião (PR), além do ex-senador e atual ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Vital do Rego.

O pedido de abertura da investigação foi solicitado ao STF pela Procuradoria-Geral da República (PGR), com base nos depoimentos de delação premiada do ex-diretor da Transpetro, subsidiária da Petrobras, Sérgio Machado, e do executivo do grupo J&F, Ricardo Saud.

Em um dos depoimentos, Machado disse que “nas reuniões ocorridas na residência de Renan Calheiros, que o grupo JBS iria fazer doações ao PMDB, a pedido do PT, na ordem de R$ 40 milhões”.

“Com relação à abertura das investigações, como sabido, uma vez requerida a abertura de investigações pela Procuradoria-Geral da República, incumbe ao relator deferi-la, não lhe competindo qualquer aprofundamento sobre o mérito das suspeitas apontadas, exceto se, a toda evidência, revelarem-se inteiramente infundadas”, decidiu Fachin.

Defesa

Em nota, o MDB afirmou que "repudia mais uma tentativa de criminalização da política". "Esperamos que a conclusão deste inquérito seja rápida e acreditamos que ao final a verdade será restabelecida", defendeu a legenda em nota.

Em comunicado, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, classificou de "falsa e caluniosa" a afirmação dos delatores. Segundo a assessoria de imprensa do parlamentar, Eunício "nunca recebeu" doações de Sérgio Machado que é, de acordo com os assessores, adversário político histórico do senador. Ele também negou o recebimento de dinheiro proveniente do PT.

O senador Renan Calheiros negou o recebimento de caixa 2 ou vantagens e disse que o inquérito será arquivado "por falta de provas". Assim como os demais parlamentares, Calheiros disse que as doações foram declaradas na prestação de contas e ocorreram na forma da lei.

"O inquérito será uma oportunidade para mostrar as mentiras contadas por criminosos confessos, que negociaram acordos vantajosos com o Ministério Público. Machado, inclusive, já perdeu benefícios da delação por não comprovar nada do que disse", afirmou.

Também por meio de nota, o senador Eduardo Braga disse confiar na investigação da Polícia Federal. "Todas as doações da campanha de 2014 foram declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral". Na mesma linha, a defesa de Edison Lobão disse que não tem preocupação com as "delações em massa que não fazem provas" e que vão ser questionadas pelo Judiciário.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
12/03/19, 15:00 | INVESTIGAÇÃO - Aparece primeira foto de Bolsonaro com um dos assassinos de Marielle
12/03/19, 14:22 | CASO MARIELLE - Polícia de Wilson Witzel está escondendo o jogo (ou o criminoso)
12/03/19, 14:04 | DENÚNCIA - General acertou com Temer 'lei de silêncio' sobre caso Marielle
12/03/19, 13:53 | CRIME - Ex-PM preso acusado de matar Marielle é vizinho de Bolsonaro
12/03/19, 13:10 | POLÊMICA - Líderes decidem segurar reforma da Previdência até envio de novas regras
12/03/19, 13:06 | CRIME - Suspeitos no caso Marielle podem fazer delação premiada, diz Witzel
12/03/19, 13:02 | INVESTIGAÇÃO - Psol quer CPI para investigar atuação das milícias na Câmara dos Deputados
12/03/19, 12:24 | EDUCAÇÃO - Participantes da lista de espera do ProUni devem comprovar informações
12/03/19, 12:19 | BENEFÍCIO - Ministro da Cidadania confirma 13º salário do Bolsa Família
12/03/19, 12:11 | CRIME - Polícia prende no Rio dois suspeitos de matar Marielle Franco
12/03/19, 08:34 | OPINIÃO - O Brasil afundado em mentiras
12/03/19, 08:26 | CHECAGEM - Em 68 dias como presidente, Bolsonaro deu 82 declarações falsas ou distorcidas
12/03/19, 07:36 | ENTREVISTA - Ciro: cadê o comprovante do empréstimo de Bolsonaro a Queiroz?
11/03/19, 17:43 | ECONOMIA - Carnaval movimentou R$ 3,78 bilhões na economia do Rio
11/03/19, 17:40 | ECONOMIA - Fecomercio estima em R$ 45 milhões prejuízo com chuva em SP
11/03/19, 17:32 | LEÃO - Professora esclarece novidades do Imposto de Renda 2019
11/03/19, 15:25 | REFORMA - Com ameaça da reforma de Bolsonaro, explode a procura por planos de previdência privada
11/03/19, 15:04 | CRISE - Bolsonaro novamente ataca as universidades pelo viés ideológico
11/03/19, 14:49 | CRIME - 'Ele morreu duas vezes': a batalha de uma mãe para tirar da internet 'fake news' que acusam filho morto de ser traficante
11/03/19, 14:42 | POLÊMICA - Bolsonaro compartilha texto com falsa acusação a jornalista, e é criticado pela oposição e até por Amoêdo
11/03/19, 14:00 | POLÍTICA - Bolsonaro usa posição de poder para intimidar imprensa, diz OAB
11/03/19, 13:32 | CHUVAS - Forte chuva isola cidades e deixa 12 mortos na Grande São Paulo
11/03/19, 13:23 | ARTIGO - Desejo da saúde suplementar para 2019: uma população mais consciente e participativa
11/03/19, 13:08 | POLÍTICA - Assessora de Flávio Bolsonaro repassou ao marido 60% da verba pública eleitoral
11/03/19, 12:41 | REFORMA - Reforma da Previdência Social no INSS: Veja como fica a aposentadoria dos políticos em 2019
11/03/19, 12:17 | ARTIGO - Equatorial, Polícia e Desvio de Função
10/03/19, 21:04 | RELIGIÃO - Campanha da Fraternidade da Igreja Católica e políticas públicas
10/03/19, 20:57 | MUNDO - Congressistas dos EUA pedem ‘Lula Livre’ em carta a secretário de Estado
10/03/19, 20:52 | POLÍTICA - Doria prepara expulsão de Aécio e adesão do PSDB ao ‘bolsonarismo’
10/03/19, 20:44 | ESCÂNDALO - REVISTA VEJA: Carlos Bolsonaro incentivou o pai a publicar vídeo pornô
« Anterior 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site