CBN - A rádio que toca notícia

LAVA JATO

STF pode julgar habeas corpus de Lula ainda neste ano, diz Fachin

Defesa de Lula argumenta que juiz Moro não agiu de forma imparcial

07/11/18, 19:00

O

ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse hoje (7) acreditar na possibilidade de que seja julgado ainda neste ano na Corte o mais recente habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A defesa pede a soltura de Lula sob o argumento de que o juiz federal Sérgio Moro não agiu com imparcialidade.

“É possível, se os prazos forem cumpridos”, afirmou Fachin, em sessão plenária nesta quarta-feira (7). Ontem (6), ele deu prazo de cinco dias para Moro e o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) se manifestarem no processo. Em seguida, a Procuradoria-Geral da República terá o mesmo tempo para dar seu parecer.

Questionado se o caso deve ser, de fato, apreciado na Segunda Turma, e não no plenário do STF, Fachin afirmou que sim.

“A matéria é pacífica sobre o tema, creio que não há razão de enviar para o plenário como houve em outras hipóteses que havia questões importantes para que o plenário definisse. Como há jurisprudência assentada, a competência originariamente é da Turma”, disse.

Para o ministro Gilmar Mendes, que também integra a Segunda Turma, no entanto, o mais recente pedido de liberdade de Lula deve voltar a ser discutido em plenário. “Eu acho que a matéria acabará vindo para o plenário, acho que é natural”, disse.

“A Turma é que delibera. Acho que essa [de levar a plenário] é que será a avaliação. É uma decisão do colegiado, mas considerando a complexidade do tema, a delicadeza, os precedentes anteriores, é de se esperar que seja essa a decisão. Mas a Turma é soberana”, acrescentou Mendes.

Lula está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ter sua condenação confirmada pelo TRF4, que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão ao ex-presidente, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Argumentos

No pedido, a defesa de Lula volta a suscitar a suspeição do juiz Sérgio Moro para julgar Lula. Os argumentos foram reforçados após o magistrado ter aceitado o cargo de ministro da Justiça no governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Os advogados de Lula querem que seja reconhecida a suspeição de Moro para julgar processos contra o ex-presidente e que sejam considerados nulos todos os atos processuais que resultaram na condenação no caso do triplex do Guarujá (SP).

O pedido ainda requer que sejam suspensas outras ações penais contra Lula que estavam sob a responsabilidade de Moro, como as que tratam de suposto favorecimento por meio da reforma de um sítio em Atibaia (SP) e de supostas propinas da empresa Odebrecht. Nesta última, o depoimento do ex-presidente está marcado para 14 de novembro.

“Lula está sendo vítima de verdadeira caçada judicial entabulada por um agente togado que se utilizou indevidamente de expedientes jurídicos para perseguir politicamente um cidadão, buscando nulificar, uma a uma, suas liberdades e seus direitos”, afirmam os advogados.

Em entrevista concedida ontem (6), Moro rebateu os argumentos da defesa de Lula. "Isso [o convite para ser ministro] não tem nada a ver com o processo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele foi condenado e preso porque cometeu um crime e não por causa das eleições", disse o juiz.
 
Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
03/11/18, 20:47 | POLÍTICA - Declarações de Bolsonaro sobre política externa preocupam diplomatas
03/11/18, 16:03 | PREVIDÊNCIA - O que deve mudar na aposentadoria com as mudanças propostas por Bolsonaro
03/11/18, 15:47 | PESQUISA - Para 71% acham que Bolsa Família deve continuar
03/11/18, 15:40 | PESQUISA - Maior parte é contra facilitar compra de arma no Brasil; entre eleitores de Bolsonaro, maioria é favorável
03/11/18, 15:24 | PESQUISA - Sintonia Eleitoral: 70% dos eleitores acham que pessoas ricas devem pagar mais impostos
03/11/18, 15:12 | VATICANO - 'Devemos cultivar a memória', diz Papa na missa de finados
03/11/18, 13:54 | POLÊMICA - Prioridades de Moro devem levar a embates com ministros do STF
03/11/18, 00:47 | POLÍTICA - BOLSONARO: 'Moro me ajudou politicamente'
02/11/18, 23:43 | REPERCUSSÃO - IMPRENSA INTERNACIONAL: Bolsonaro deu cargo a quem prendeu rival
02/11/18, 22:21 | ENTREVISTA - Cientista Político italiano teme que Moro tenha destino de 'herói' da Mãos Limpas que entrou para a política
02/11/18, 21:33 | EDUCAÇÃO - Horário de verão e fake News estão entre as preocupações dos responsáveis pelo Enem
02/11/18, 21:20 | POLÍTICA - Bolsonaro sinaliza rompimento de relações com Cuba e avisa: “Não posso errar, senão o PT volta”
02/11/18, 21:17 | CRIME ELEITORAL - Notícias falsas influenciaram eleições deste ano, dizem pesquisadores
02/11/18, 21:09 | INUSITADO - Morena clicada com Mourão foi investigada por Sergio Moro em suposta ligação com tráfico
02/11/18, 20:55 | EVENTO - ‘Garotos’ de 25 anos se tornam juízes sem conhecer a realidade, diz Toffoli
02/11/18, 20:50 | SEGURANÇA - Witzel e Flávio Bolsonaro vão a Israel conhecer drone que faz disparos para matar bandidos
02/11/18, 19:13 | POLÊMICA - Entidades que representam delegados divulgam nota de repúdio por declarações de Jungmann sobre caso Marielle
02/11/18, 15:03 | POLÍTICA - Reinaldo Azevedo: Moro é exemplo da justiça com partido
02/11/18, 14:46 | ARTIGO JURÍDICO - Tipos de Família, Paternidade e Maternidade no Registro Civil
02/11/18, 14:15 | JUDICIÁRIO - Com decisão de Moro, especialistas avaliam futuro da Lava Jato
02/11/18, 14:06 | CRIME - Justiça determina retirada de post de deputada do PSL contra professores
02/11/18, 13:57 | POLÊMICA - Mourão volta à cena: à BBC, nega autoritarismo; a jornal, diz que Magno Malta procura emprego
02/11/18, 13:48 | CRIME - Supremo notifica Eduardo Bolsonaro a responder denúncia de ameaça a jornalista
02/11/18, 13:30 | POLÊMICA - Equipe econômica de Bolsonaro quer nova CPMF para financiar a Previdência. Presidente eleito desautoriza economista
01/11/18, 22:34 | TRUCULÊNCIA - Em 1ª coletiva, Bolsonaro barra jornalistas da Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, Valor Econômico, CBN e EBC
01/11/18, 22:18 | MUDANÇAS - Bolsonaro recua em fusão dos Ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura
01/11/18, 22:08 | ARTIGO JURÍDICO - Ministério da Justiça e a exoneração de Sérgio Moro
01/11/18, 21:05 | AVALIAÇÃO - Para Ayres Britto, ex-ministro do STF, Moro no governo compromete Judiciário
01/11/18, 21:00 | ENTREVISTA - Eduardo Bolsonaro: Reforma da Previdência “é uma medida impopular que o Brasil precisa tomar”
01/11/18, 20:40 | PALESTRA - General Mourão: “O presidente deveria ganhar R$ 100 mil por mês”
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site