CBN - A rádio que toca notícia

DIREITOS HUMANOS

Campanha marca o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

A consequência é a falta de competência e qualificação necessárias para inserção no mercado de trabalho e, provavelmente, aposentadoria precoce devido às sequelas adquiridas, ligadas às atividades de risco

12/06/18, 16:33

 
H
oje (12), no Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI) lança a campanha Não proteger a infância é condenar o futuro, uma parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

O foco são as modalidades chamadas de "piores formas" de trabalho, como tarefas relacionadas à agricultura, atividades domésticas, tráfico de drogas, exploração sexual e trabalho informal urbano. Em razão dos riscos e prejuízos, o emprego de meninos e meninas nessas tarefas é proibido até os 18 anos.

Nas demais situações, o trabalho é permitido a partir dos 16 anos, sendo possível também a partir dos 14 anos caso ocorra na função de aprendiz.

De acordo com a assessora do fórum, Tânia Dornellas, mais de 2 milhões de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos trabalham no Brasil. “Qual o futuro que essas crianças vão ter? Uma criança que trabalha não tem a mesma concentração e energia que precisa para estudar. Só o fato de o Estado não garantir educação pública de qualidade para todos já é uma agressão. Quando aliado à iniciação precoce ao trabalho, você condena essas crianças”, afirmou.

A consequência é a falta de competência e qualificação necessárias para inserção no mercado de trabalho e, provavelmente, aposentadoria precoce devido às sequelas adquiridas, ligadas às atividades de risco.

Houve aumento, nos últimos anos, no número de crianças de 5 a 9 anos trabalhando na agricultura, uma das piores formas de trabalho infantil, segundo Tânia Dornellas. “Embora o número absoluto de trabalho infantil seja no meio urbano. Do ponto de vista relativo, nas áreas rurais há menor concentração, mas é onde elas mais trabalham”, disse.

A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) mostra que, em 2015, havia 2,7 milhões de crianças e adolescentes trabalhando irregularmente. 

O objetivo da campanha é chamar a atenção de órgãos públicos, empresas, organizações civis e da sociedade em geral para o problema e fomentar ações que contribuam para o combate a prática, especialmente as de maior impacto para meninos e meninas. As ações da campanha ocorrem de forma descentralizada em vários locais do país.

Dados

Brasil não cumpriu o compromisso da Convenção 182,T da OIT, de erradicar todas as piores formas de trabalho infantil até 2016. O compromisso foi revisto e a meta agora é de erradicar todas as formas da prática até 2025, conforme preveem os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. “Dificilmente vamos atingir a meta”, disse a assessora. "O Estado precisa se voltar para um projeto político que privilegie a inclusão social e reforce a educação de qualidade."

“O que percebemos,nos últimos anos, com a crise política e econômica em que o país entrou, foi um impacto, em toda a sociedade, sobretudo nas famílias em vulnerabilidade social. E uma das causas para o trabalho infantil é a desigualdade social e a pobreza. Mas o que temos visto, com o próprio redirecionamento das políticas públicas, é um enfoque maior no resgate econômico do que na inclusão social”, afirmou.

De acordo com o Sistema Nacional de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde, foram registradas 236 mortes de meninos e meninas em atividades perigosas entre 2007 e 2017. O sistema recebeu, no mesmo período, notificações de 40 mil acidentes de pessoas de 5 a 17 anos. Deste total, mais de 24 mil foram graves, resultando em fraturas ou membros amputados.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
09/06/18, 07:37 | MÁ GESTÃO - Vereador denuncia descaso na Administração de Luzilândia: "Ex-vice-prefeito é sepultado à luz de celulares"
09/06/18, 00:20 | HISTÓRIA - Neta de Lampião e Maria Bonita lança livro sobre a avó em Teresina
09/06/18, 00:12 | POLÊMICA - Alexandre de Moraes arquiva ação sobre parlamentarismo
09/06/18, 00:01 | REIVINDICAÇÃO - Servidores da Eletrobras vão parar as atividades a partir de segunda
08/06/18, 23:33 | CARGO - Procuradora recebe homenagem emocionante do Colégio das Irmãs, em Teresina
08/06/18, 14:26 | CORRUPÇÃO - Dodge revela investigados em inquérito da JBS; entre os alvos 6 senadores
08/06/18, 14:17 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Gilmar Mendes manda soltar mais outro preso pelo juiz Marcelo Bretas
08/06/18, 14:12 | ADMINISTRAÇÃO - Acordo entre Prefeitura de Teresina e Eletrobras permitirá redução de gastos com energia
08/06/18, 13:48 | VIOLÊNCIA - Equipe da Globonews é agredida a pedradas ao vivo no Rio
08/06/18, 12:36 | ACIDENTE - Embarcações naufragam e deixam mortos e desaparecidos em Itaguaí (RJ)
08/06/18, 12:17 | CRIME - Engenheiro é encontrado morto com 7 facadas dentro de carro em Teresina
08/06/18, 12:03 | ESPORTE - A foto oficial da Seleção para a Copa
08/06/18, 00:48 | ECONOMIA - Ministro diz que projeção de salário mínimo em R$ 1.002 está mantida
08/06/18, 00:44 | ECONOMIA - Procon-SP recebe mais de 5 mil denúncias contra postos de combustíveis
08/06/18, 00:36 | POLÊMICA - Temer é derrotado na OIT e terá de explicar 'reforma' trabalhista
08/06/18, 00:31 | DESMONTE - Governo Temer vende às multinacionais mais três áreas preciosas do pré-sal
07/06/18, 23:45 | CORRUPÇÃO & PROPINA - PGR pede que senadores e ex-ministros sejam investigados em novo inquérito da J&F
07/06/18, 14:15 | RECONHECIMENTO - Kerinne Pinheiro é nomeada procuradora do Estado do Amazonas
07/06/18, 12:20 | INVESTIGAÇÃO - PF revela pedidos pessoais de FHC para apoio a candidatos do PSDB
06/06/18, 16:14 | VISITA - Tribunal de Contas chega a Luzilândia para auditar índice da atual gestão em Saúde e Educação
06/06/18, 14:48 | ECONOMIA - Governo reduz aumento do salário mínimo de 2019
06/06/18, 14:35 | PROJETO DE LEI - Presos podem ter de arcar com custos de permanência na cadeia
06/06/18, 14:31 | POLÍTICA - Discussão sobre candidatura de centro parece ‘conversa de bêbado’, diz Maia
06/06/18, 14:22 | ECONOMIA - Brasil cobra mais impostos de pobres do que dos mais ricos, critica centro de estudos da ONU
06/06/18, 14:12 | LEGISLAÇÃO - Deputados aprovam novo teto do funcionalismo para São Paulo
06/06/18, 13:53 | POLÊMICA - FUP processa Pedro Parente por improbidade e exige confisco de seus bens
06/06/18, 13:48 | POLÍTICA - Base está desorganizada e governo, desarticulado, diz Maia em sabatina
05/06/18, 21:31 | PESQUISA - Sem Lula, Bolsonaro tem 25%, mas perde para brancos, nulos e indecisos: 40%
05/06/18, 21:14 | LAVA JATO - Gilmar Mendes manda soltar o 20º corrupto preso por Marcelo Bretas
05/06/18, 17:06 | POLÊMICA - Senadores cobram do governo a redução do preço dos combustíveis
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site