CBN - A rádio que toca notícia

CRIME

Justiça anula testamento de ganhador da Mega-Sena assassinado

O ex-lavrador Renne Senna ganhou R$ 52 milhões na Mega-Sena em julho de 2005

08/02/18, 17:23

A

17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro aceitou o recurso dos familiares de Renne Sena, milionário ganhador da Mega-Sena assassinado em Rio Bonito, interior do estado, em 2007, e anulou o testamento em que eram beneficiárias a viúva Adriana Almeida, condenada pelo crime, e a filha dele, Renata Senna.

Segundo o desembargador Elton Leme, relator do processo, o testamento, feito em 2006, é nulo porque favorecia a viúva, que não estava legitimada a receber a herança em razão de ter sido condenada criminalmente pela morte dolosa de Renne.

Marcos Pizarro Ourivio, inventariante nomeado por Renne, também réu no processo, tinha interesse na celebração do ato, uma vez que era sócio-gerente da empresa que administrava os bens de Renne. Além disso, as testemunhas levadas por ele eram funcionários dessa mesma empresa.

Lavrador

O ex-lavrador Renne Senna ganhou R$ 52 milhões na Mega-Sena em julho de 2005 e foi assassinado quase dois anos depois, com quatro tiros, quando conversava com amigos na porta de um bar em Rio Bonito, onde morava. A viúva, Adriana Almeida, 25 anos mais jovem que Sena, foi apontada pela polícia como a mandante do crime, supostamente motivada pela herança.

O caso foi encerrado em dezembro de 2016, quando Adriana Almeida foi condenada a 20 anos de prisão por homicídio duplamente qualificado. Adriana era cabeleireira na cidade e foi levada por uma irmã da vítima a passar o Natal na casa do milionário, que ele tinha adquirido num condomínio de luxo no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio. Durante a festa de final de ano, Adriana se aproximou de Renne e começou a namorá-lo. Humilde, ele decidiu voltar para Rio Bonito, onde nascera, e, meses depois, casou com Adriana, que começou a mandar em tudo, afastando Renne de seus irmãos e parentes e até da filha, que Renee tinha de um relacionamento anterior.

O ex-lavrador era diabético e teve de amputar as duas pernas, em consequência da doença. Ele andava em um quadriciclo pela cidade e tinha o hábito de nos finais de semana ir a um bar conversar e tomar cerveja com amigos, quando foi assassinado. Os matadores estavam em uma moto e fizeram diversos disparos contra Renne, que morreu na hora.

Fonte: JLAgência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
06/12/18, 13:33 | ESPORTE - Pelé fala sobre seu estado de saúde e afirma que tem 'receio de morrer'
06/12/18, 13:15 | VIOLAÇÕES - Relatório traz panorama das violações de direitos humanos no Brasil
06/12/18, 13:11 | TRANSIÇÃO - Futuros ministros mostram desenho de estrutura para Bolsonaro
06/12/18, 13:06 | LEGISLAÇÃO - Senador propõe aumentar pena para maus-tratos conta animais
05/12/18, 22:11 | VIOLÊNCIA - Bolsonaro parabeniza policial por matar homem que fez idosa refém no Rio
05/12/18, 21:49 | LEGISLAÇÃO - Comissão especial da Câmara aprova proposta de nova Lei das Licitações
05/12/18, 21:46 | POLÍTICA - Câmara aprova projeto que amplia possibilidade de repasse a municípios
05/12/18, 21:37 | POLÍTICA - Onyx terá de deixar governo se for comprovada ‘ilicitude’, diz Mourão
05/12/18, 21:03 | ARTIGO - O legítimo pecado da impaciência
05/12/18, 18:25 | LUTO - Reis, príncipes, presidentes e ex-presidentes se despedem de Bush
05/12/18, 17:52 | EDUCAÇÃO - MPF quer que estudantes possam recorrer das notas do Enem
05/12/18, 17:48 | DISCURSO - Bolsonaro quer votar reforma da Previdência no primeiro semestre
05/12/18, 17:41 | ARTIGO JURÍDICO - Resistência injustificada no Processo Civil
05/12/18, 16:42 | TRANSIÇÃO - Bolsonaro reitera que alvos de denúncias comprovadas serão afastados
05/12/18, 16:29 | POLÊMICA - Médica que vaiou cubanos chefiará Mais Médicos em 2019
05/12/18, 16:26 | PARLAMENTO - Deputados aprovam quatro projetos que ampliam proteção e direito à saúde das mulheres
05/12/18, 16:10 | RELATÓRIO - Mundo tem que reduzir consumo de carne para alimentar 10 bi em 2050
05/12/18, 16:04 | POLÍTICA - Huck diz não ser hora de oposição a Bolsonaro em evento com eleitos
05/12/18, 12:56 | ECONOMIA - Extrema pobreza aumenta e chega a 15,2 milhões de pessoas
05/12/18, 12:50 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Lava Jato prende seis no Brasil e emite alertas para Interpol
05/12/18, 12:39 | CRIMES - Lava Jato investiga pagamento de propinas de US$ 31 milhões
04/12/18, 17:08 | INVESTIGAÇÃO - Moro diz que quer ‘eliminar vestígios de corrupção nos sindicatos’
04/12/18, 17:00 | EDUCAÇÃO - CNE aprova nova base nacional curricular para o ensino médio
04/12/18, 16:47 | LEVANTAMENTO - De 154 réus, Lula teve o julgamento mais severo no TRF-4, demonstra revista da Rede Globo
04/12/18, 16:42 | CONFUSÃO - Advogado diz a Lewandowski ter vergonha de STF e é retido pela PF
04/12/18, 16:35 | CRIME - STF abre processo preliminar contra Onyx Lorenzoni por caixa dois
04/12/18, 16:29 | TRANSIÇÃO - Moro indica candidato derrotado do PSDB para segurança pública
04/12/18, 13:38 | DADOS - Em dois anos, chacinas no Brasil deixam 849 pessoas mortas
04/12/18, 13:34 | POLÍTICA - Filho de Bolsonaro rejeita Rodrigo Maia e Renan Calheiros
04/12/18, 13:30 | POLÊMICA - CNJ regulamentará auxílio-moradia para juízes em casos específicos
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site