CBN - A rádio que toca notícia

REAÇÃO

'Reforma' trabalhista será alvo de disputa nas ruas e nos tribunais

Para representantes de trabalhadores e especialistas em direito, em debate no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, país já provou que é possível criar empregos sem reduzir direitos

13/11/17, 21:53

A

nova legislação trabalhistas sancionada pelo governo Temer, que entrou em vigor no último sábado (11), não está consolidada, e será alvo de disputa jurídica, nos tribunais do trabalho e instâncias superiores, e política, nas ruas, nas fábricas e nas eleições do ano que vem. Essas foram as impressões compartilhadas por especialistas do direito, sindicalistas e políticos, em debate promovido pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, realizado nesta segunda-feira (13), em São Bernardo do Campo. 

As mudanças na legislação, segundo os debatedores, foram feitas sem que os trabalhadores fossem consultados, e atendem, portanto, somente aos interesses da classe patronal, que pretende enfraquecer os sindicatos durante as negociações e criar obstáculos para o acesso à Justiça do Trabalho. O debate sobre o dia seguinte à reforma trabalhista também foi acompanhado de perto pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que defende a realização de um referendo revogatório sobre essa e outras medidas do governo Temer. 

Ao contrário do discurso oficial do governo, que alega que as novas regras estimularão a criação de novas vagas de emprego, os participantes foram unânimes em dizer que o que, de fato, vai aumentar com a reforma trabalhista é a precarização das relações do trabalho e a queda dos rendimentos gerais dos salários. 

Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, o efeito geral é que, se essa nova legislação não for revogada, todos os trabalhadores com o atual modelo de contratação serão demitidos, e recontratados de maneira precarizada, na forma de terceirizado, autônomo ou intermitente. 

Ele também criticou o dispositivo que consta da nova lei que considera que as negociações coletivas terão prevalência sobre a legislação, até mesmo quando retirarem direitos. Segundo Freitas, negociação sem a presença do sindicato, como legítimo representante dos trabalhadores, não pode ser considerada com uma negociação coletiva. "Não há negociação coletiva sem um sindicato forte", ressaltou. 

Vagner defendeu a união de sindicatos em macro-setores, que reúna todo um determinado seguimento de trabalhadores, para, assim, terem maior poder de negociação e menores custos de manutenção de estruturas de assistência jurídica, por exemplo. 

Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
13/06/18, 14:58 | DENÚNCIA - Exército faz licitação para comprar 2 toneladas de camarão, caviar, uísque e cachaça
13/06/18, 14:46 | LAVA JATO - Sérgio Moro proíbe órgãos de controle de usar provas contra delatores
13/06/18, 14:42 | POLÍTICA - Em carta, Lula diz que PEC do teto inviabilizará gestão dos municípios
13/06/18, 14:35 | POLÊMICA - Associada ao golpe, 'amarelinha' da Seleção é 'esquecida' pelos torcedores
13/06/18, 14:32 | LAVA JATO - Cai por terra a história de Moro não julgar tucanos porque não recebia denúncia
13/06/18, 14:18 | CRIME - Juiz aceita denúncia e ex-namorado de Aretha vira réu por feminicídio
13/06/18, 11:49 | DESAFIO - Bancários abrem campanha nacional 'por direitos, empregos e pelo Brasil'
13/06/18, 11:44 | ESPORTE - Brasil está preparado para ser campeão na Copa, diz furacão Jairzinho
13/06/18, 11:08 | INSTITUCIONAL - Conselho de Saúde aprova propostas para a saúde pública de Luzilândia
12/06/18, 20:57 | ESPORTE - Espero que o Neymar supere todos os artilheiros da seleção, diz Ronaldo
12/06/18, 20:39 | ESPORTE - Saiba tudo sobre a cerimônia de abertura da Copa da Rússia
12/06/18, 20:29 | ESPORTE - Todas as 32 seleções já estão na Rússia para a Copa do Mundo
12/06/18, 16:43 | INTERNACIONAL - Imprensa dos EUA repercute reunião entre Trump e Kim Jong-un
12/06/18, 16:39 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Depois de mais de três horas, PF deixa gabinete de Cristiane Brasil
12/06/18, 16:33 | DIREITOS HUMANOS - Campanha marca o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil
12/06/18, 15:41 | CRIMINALIDADE - Assaltantes rendem funcionários da Igreja de Fátima e roubam dinheiro da Campanha Fraternidade em Teresina
12/06/18, 13:07 | RANKING - ONU Mulheres defende ampliação da participação feminina na política
12/06/18, 12:35 | POLÊMICA - Gilmar denuncia “festival de abusos” da Lava Jato
12/06/18, 12:17 | POLÍTICA - Conheça o impacto da presença de Lula sobre os resultados das pesquisas
12/06/18, 12:05 | EVENTO - Exposição sobre a Rússia é aberta no Shopping Venâncio 2000, em Brasília
12/06/18, 11:53 | CRIME - Juiz decreta prisão preventiva e Polícia de Luzilândia prende 3 na Operação Molupa
12/06/18, 08:49 | ACIDENTE - Acidente com trator deixa cidades sem energia por cerca de 12 horas no Piauí
12/06/18, 07:40 | REUNIÃO - Em acordo histórico, Kim Jong-un se comprometeu a desnuclearizar
11/06/18, 20:39 | POLÊMICA - Impedido de ver Lula, assessor do papa denuncia perseguição política
11/06/18, 20:24 | ECONOMIA - Caixa eleva teto de financiamento de imóveis para servidores públicos
11/06/18, 20:13 | VIOLÊNCIA - Alunos fazem protesto após escola ser arrombada 20 vezes no Piauí
11/06/18, 20:06 | POLÍTICA - ‘Centrão’ reage à declaração ofensiva de Ciro Gomes e desmarca encontro
11/06/18, 19:58 | ESPORTE - Brasil, França, Alemanha. As previsões (estatísticas) para a Copa 2018
11/06/18, 19:24 | VATICANO - Papa Francisco envia rosário ao ex-presidente Lula
11/06/18, 16:15 | INTERNACIONAL - Papa aceita renúncia de bispos chilenos suspeitos de pedofilia
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site