CBN - A rádio que toca notícia

PROPINA

Raquel Dodge pede arquivamento de investigação contra deputados do PP

Para a procuradora-geral, só há provas de que um político participou do esquema: o vice-governador do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, que na época era presidente do PP

13/04/18, 15:27
A
procuradora-geral da República, Raquel Dodge, não encontrou provas de um repasse de R$ 2,7 milhões a seis deputados do PP — incluindo o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PB) — e um ex-parlamentar do partido nas eleições de 2010, e pediu que uma investigação contra eles seja arquivada. A solicitação foi enviada para o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator de um inquérito que investiga supostos pagamentos da empreiteira Queiroz Galvão a membros do partido, originao a partir da Operação Lava-Jato.

O pedido também beneficia os deputados Mário Negromonte Júnior (BA), Eduardo da Fonte (PE), Simão Sessim (RJ), Roberto Balestra (GO) e Jerônimo Goergen (RS) e Waldir Maranhão, que deixou o PP e está no PSDB. “Nada impede, entretanto, a retomada das investigações caso surjam novas evidências sobre os fatos”, ressaltou Raquel Dodge.
 
Para a procuradora-geral, só há provas de que um político participou do esquema: o vice-governador do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, que na época era presidente do PP. Dornelles não tem foro no STF e, por isso, Raquel Dodge solicitou que essa parte da investigação seja enviada para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

O inquérito que está no Supremo investiga duas situações diferentes. O pedido de Dodge diz respeito apenas ao primeiro episódio: o suposto pagamento feito nas eleições de 2010. O outro fato investigado é a suspeita de realização de um contrato fictício em 2011. Aguinaldo Ribeiro e Eduardo da Fonte também são investigados nesse caso, ao lado do senador Ciro Nogueira (PI) e do deputado Arthur Lira (AL). Ou seja, mesmo que Fachin atenda ao pedido de Raquel Dodge de arquivamento da outra investigação, os dois deputados continuarão a fazer parte do inquérito.
 
Em relação a esse segundo episódio, a procuradora-geral considera que a investigação precisa continuar, e pediu para que ela seja prorrogada por 60 dias. Além disso, Raquel Dodge quer que sejam realizadas oitivas de diversas pessoas, incluindo os quatro parlamentares, o doleiro Alberto Yousseff, que mencionou o fato em seu acordo de delação premiada, e Idelfonso Colares, que era presidente da Queiroz Galvão na época. Todos os pedidos serão analisados por Fachin.
Fonte: JL/Globo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
14/01/19, 22:00 | CRIMINALIDADE - Governador volta a defender "abate de criminosos" no Rio
14/01/19, 21:26 | INUSITADO - Presidente dos Estados Unidos ironiza Presidente do Brasil em discurso
14/01/19, 19:49 | POLÍTICA - Presidente da Venezuela: 'Bolsonaro é o Hitler dos tempos modernos'
14/01/19, 19:45 | ESPORTE - Pelé diz à revista francesa que Mbappé será o próximo rei do futebol
14/01/19, 19:42 | POLÍTICA - Bolsonaro escolhe general para o cargo de porta-voz do governo
14/01/19, 17:45 | DECRETO - Governo editará medidas sobre posse de armas e fraudes na Previdência
14/01/19, 17:41 | ECONOMIA - Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV
14/01/19, 17:35 | VIOLÊNCIA - Ceará convocará militares da reserva para reforçar segurança
14/01/19, 16:48 | PREVIDÊNCIA - Aposentadoria por tempo de contribuição exige 35 anos para homem; 30 de trabalho
14/01/19, 15:46 | POLÍTICA - Equipe de Bolsonaro quer que ele escolha logo um porta-voz
14/01/19, 15:30 | ACIDENTE - Crocodilo de cinco metros devora cientista que tentava alimentá-lo
14/01/19, 15:09 | MOVIMENTO - Em duas semanas, redes sociais destroem aliados e Bolsonaro
14/01/19, 14:51 | IMPROBIDADE - Temer gastou R$ 100 mil para Bruno Barreto gravar fala de 4 minutos
14/01/19, 14:47 | PESQUISA - Datafolha: 84% defendem redução da maioridade penal para 16 anos
13/01/19, 18:12 | CRIMINALIDADE - Governador do Ceará sanciona novas leis para combater violência no Estado
13/01/19, 17:27 | REFORMA - Moro quer enviar ao Congresso proposta de criminalização do caixa 2
13/01/19, 16:52 | INUSITADO - Advogado aparece em foto de bermuda nos corredores do STF
13/01/19, 16:45 | VIOLÊNCIA - Carro da deputada Martha Rocha é alvejado e motorista é baleado
13/01/19, 16:39 | CRIMINALIDADE - Governador do Rio reafirma que criminosos devem ser tratados como terroristas
13/01/19, 16:32 | ARTIGO JURÍDICO - Inventário e Partilha Extrajudicial
13/01/19, 16:26 | VIOLÊNCIA - 'Estão reagindo à aplicação da lei', diz secretário sobre ataques no Ceará
13/01/19, 16:20 | ENSINO - 10 dicas cientificamente comprovadas para melhorar bastante seus estudos
13/01/19, 16:18 | PROPOSTA - Ideia legislativa quer acabar com pagamento de anuidade da OAB
12/01/19, 20:43 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Toffoli passa decisão sobre denúncias contra Temer para Barroso
12/01/19, 20:39 | VIOLÊNCIA - Deputados do Ceará preparam pacote de lei contra crime organizado
12/01/19, 20:34 | INTERNACIONAL - Explosão em padaria de Paris deixa mortos e dezenas de feridos
12/01/19, 17:44 | TERROR - Polícia apreende toneladas de explosivos que seriam usados em ataques no Ceará
12/01/19, 17:20 | VIOLÊNCIA - Decreto pró-arma de Bolsonaro poderá abranger 76% da população
12/01/19, 17:18 | CRIME - Witzel: Prisão dos envolvidos no caso Marielle deve acontecer neste mês
12/01/19, 17:12 | SFT - Toffoli passa decisão sobre denúncias contra Temer para Barroso
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site