CBN - A rádio que toca notícia

TRANSIÇÃO

Moro indica candidato derrotado do PSDB para segurança pública

Guilherme Theophilo, general da reserva, foi derrotado na última eleição para o governo do Ceará

04/12/18, 16:29

F

uturo ministro da Justiça, Sergio Moro anunciou nesta terça-feira (4) que um general da reserva que foi candidato pelo PSDB ao governo do Ceará vai chefiar a Secretaria Nacional de Segurança Pública. Guilherme Theophilo foi derrotado na última eleição pelo governador do estado, Camilo Santana (PT), que foi reeleito com quase 80% dos votos válidos.

A indicação de Moro atende a expectativa dos militares de um nome do meio para a secretaria, ao mesmo tempo em que é um aceno aos tucanos, bancada com a qual o presidente eleito, Jair Bolsonaro, se reúne nesta quarta-feira (5).

Sem mencionar a sigla do PSDB, Moro disse que Theophilo se desfiliou do partido ao qual era ligado, ao anunciar o novo integrante da pasta no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), onde funciona o gabinete de transição.

"O general foi, como é sabido, candidato nas eleições desse ano, mas ele já se desfiliou do partido político ao qual estava filiado, então não existe nenhuma declaração político-partidária", defendeu.

Moro também confirmou que o delegado da Polícia Federal Luiz Pontel de Souza será o secretário-executivo da pasta. Desde que aceitou o convite para assumir o ministério, Moro cercou-se de delegados da PF para os cargos estratégicos do órgão.

"Foi um dos principais responsáveis pela prisão do Alberto Youssef e naquela época já pude constatar a integridade do delegado Pontel", disse Moro sobre o futuro número 2 de sua pasta.

O convite a Teophilo partiu do próprio Bolsonaro, que ligou para o general na terça-feira da semana passada. No rápido contato, perguntou a ele se aceitava contribuir para seu governo, sem mencionar cargos e ouviu uma resposta afirmativa do militar.

Os dois são amigos desde o tempo da academia militar, embora durante a campanha eleitoral eles tenham estado em candidaturas distintas. No Ceará, Bolsonaro apoiou Hélio Góis (PSL) para o governo e chegou a criticar o antigo colega do Exército por ter se filiado ao PSDB de Geraldo Alckmin, candidato a presidente derrotado no primeiro turno.

Na semana passada, Moro se reuniu com o comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, o futuro ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, e outros integrantes da cúpula do Exército. Na ocasião, Villas Boas e Azevedo e Silva ficaram de sugerir um nome para a área de segurança pública.

Um dos argumentos usados pelos integrantes das Forças Armadas para a escolha de um militar para chefiar a secretaria é o de que eles têm uma ligação maior com a polícia militar.

No dia seguinte, Moro falou por telefone com Teophilo e marcaram um encontro pessoalmente. O convite foi feito na manhã de quinta-feira (29) em reunião no CCBB, em Brasília.

Teophilo é de uma família tradicional do exército, filho do general de Brigada Manoel Theophilo Gaspar de Oliveira Neto.

Ele tem formação na área de processamento de dados e possui pós-graduação em Engenharia de Sistemas.

Aos 63 anos, entrou para a reserva do Exército em março, pouco antes de ter sido escolhido pelo PSDB como candidato ao governo do Ceará.

O nome do general foi levado pelo deputado Raimundo Gomes (PSDB-CE) ao senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), que foi o fiador e entusiasta da candidatura do general no Estado.

Ele estudou em colégio militar e entrou no Exército aos 21 anos. Como oficial, atuou como observador Militar das Nações Unidas na América Central.
 
Fonte: JL/Folha de S. Paulo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
24/04/19, 16:54 | CONFUSÃO - Governador do DF dá vexame supostamente bêbado e é advertido em voo da TAP
24/04/19, 16:50 | POLÍTICA - Moro cita ex-primeiro-ministro, que rebate: 'ativista político disfarçado de juiz'
24/04/19, 16:43 | POLÍTICA - Ex-presidente Lula será entrevistado por Florestan e Mônica Bergamo na sexta-feira
24/04/19, 16:15 | DENÚNCIA - Governo Bolsonaro oferece R$ 40 milhões a cada deputado para comprar voto na Reforma da Previdência
24/04/19, 15:23 | ACUSAÇÃO - "Virou uma instituição, um partido político", diz Gilmar Mendes sobre Lava Jato
24/04/19, 15:19 | CONTESTAÇÃO - Ministro do STF diz ter "dúvidas" sobre condenação do ex-presidente Lula
24/04/19, 15:15 | TRIBUTO - ISS para sociedades de advogados deve ser por valor fixo, decide STF
24/04/19, 15:06 | POLÊMICA - Eduardo Bolsonaro defende Carlos e dispara: "Função de vice não é dar opinião"
24/04/19, 14:06 | IBOPE/CNI - Aprovação do governo Bolsonaro cai para 35%, diz pesquisa
24/04/19, 11:02 | REFORMA - Novas mudanças cobradas pelo Centrão comprometem economia pretendida pelo governo na Previdência
24/04/19, 10:42 | ECONOMIA - Março registra queda no número de empregos, revela pesquisa
24/04/19, 10:30 | INVESTIGAÇÃO - Conselho Nacional do Ministério Público Federal abre processo contra Dellagnol
24/04/19, 10:28 | VIOLÊNCIA - Megaoperação nacional cumpre mandados contra suspeitos de crimes graves
24/04/19, 10:23 | POLÍTICA - 'Essa é uma vitória da Câmara', diz Maia sobre aprovação da reforma na CCJ
23/04/19, 20:42 | EVENTO - Gilmar Mendes: Eleições decididas pela polícia, MP ou juízes não é normal e precisa ser denunciada
23/04/19, 20:31 | POLÊMICA - Filho de Bolsonaro diz que 'jogo' do general Mourão está muito claro
23/04/19, 20:24 | POSIÇÃO - Para juristas, STJ perdeu chance histórica de fazer justiça no Caso Lula
23/04/19, 20:21 | CASO TRIPLEX - Lula desabafa: 'Ainda não tive direito a julgamento justo'
23/04/19, 20:11 | JULGAMENTO - STJ reduz pena de Lula: o que acontece agora com o ex-presidente?
23/04/19, 20:06 | JULGAMENTO - Defesa de Lula diz que vai recorrer para garantir absolvição
23/04/19, 20:01 | CASO TRIPLEX - STJ reduz pena de Lula de 12 para 8 anos na condenação por Sérgio Moro
23/04/19, 19:40 | ARTIGO - Lula – Erro jurídico anunciado
23/04/19, 16:42 | EDUCAÇÃO - MEC analisa programa de fomento ao ensino médio integral
23/04/19, 16:35 | DIREITOS HUMANOS - Plataforma para combater violência doméstica é lançada na Câmara
23/04/19, 16:20 | MOVIMENTO - STF é vítima de onda populista e autoritária, diz manifesto em defesa do tribunal apoiado por quase 500 juristas
23/04/19, 16:18 | SOLIDARIEDADE - Carpinteiro já fez e doou mais de 10 mil muletas em 48 anos: 'É do fundo do meu coração'
23/04/19, 15:49 | INTERNACIONAL - Número de mortes em atentados no Sri Lanka sobe para 310
23/04/19, 15:40 | SAÚDE - Novo Código de Ética Médica entra em vigor na próxima terça-feira
23/04/19, 15:26 | POLÍTICA - Witzel: Fórum de Governadores passa da fase de debates para ações
23/04/19, 12:09 | CONFUSÃO - Filho de Bolsonaro ataca vice-presidente por palestra nos EUA
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site