CBN - A rádio que toca notícia

SAÚDE

Programa Saúde da Família sofre após fim do Mais Médicos

Programa recebe o mesmo valor do governo federal há 11 anos

03/12/18, 14:31

O

Programa de Saúde da Família (PSF), criado em 1994 para ser a porta de entrada no atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), sofre com o congelamento de repasses federais há 11 anos, além da saída recente de médicos cubanos.

Mesmo com baixo investimento, o programa ainda avança nas regiões mais pobres e remotas do país, garantindo o atendimento de dois a cada três cidadãos, segundo o 'UOL'.

De acordo com a publicação, desde que foi criado, o PSF registrou crescimento da equipe, especialmente a partir de 2013, com a criação do programa Mais Médicos, que enviou profissionais a locais em que não era possível contratar pessoal qualificado.

Segundo dados do Ministério da Saúde, 43.639 equipes atendiam 134 milhões de pessoas em setembro deste ano. O número equivale a 65% da população brasileira, ou o maior índice já registrado pelo programa.

Contudo, o pagamento da equipe é um desafio aos cofres do municípios.

O texto explica que, sem o Mais Médicos, os municípios mais pobres recebem R$ 10.695 por equipe, enquanto os de maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) levam R$ 7.130. Estes valores estão congelados há 11 anos.

Para os municípios que participam do Mais Médicos, o Ministério da Saúde paga uma bolsa de R$ 11.244 ao médico e o município recebe R$ 4.000 para apoio.

Segundo a CNM (Confederação Nacional dos Municípios), em média, uma equipe de saúde da família custa aos cofres municipais R$ 45 mil mensais.

"Esses os valores repassados não são suficientes para custeio da equipe, e os municípios entram com a maior parcela", explica Leopoldina Feitosa, presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Piauí, estado que tem a maior cobertura do PSF: 99%.

"Além do médico, há o enfermeiro, dois técnicos, uma pessoa para limpar o posto, três para vigiar, motorista, uma pessoa para a farmácia e as contas de água, energia, internet e material", pontua.

A situação é pior nos estados maiores, onde há muitas áreas remotas e de difícil acesso.

Contudo, o maior problema ainda é a falta de médicos nas cidades mais pobres. "O deslocamento dos profissionais para fixação é difícil. A nossa formação médica é muito dissociada da pobreza", afirma Charles Tocantins, presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Pará.

Em resposta ao 'UOL', o Ministério da Saúde confirmou o congelamento dos valores pagos pelos municípios, mas afirma que o dinheiro destinado para a atenção básica cresceu.

Em 2010, foram investidos R$ 9,8 bilhões. Para 2018, está previsto um aporte de R$ 21,8 bilhões.

"Cabe ressaltar que, diante da dificuldade relatada pelas prefeituras de arcar com salários que podiam chegar a R$ 30 mil mensalmente por médico, o Mais Médicos veio para garantir e ampliar o número de profissionais na atenção básica, tanto para compor equipes de saúde da família que estavam sem o médico como para atender em unidades básicas em que gestor tinha dificuldade de contratação", justificou a pasta.

O ministério ainda afirma que, desde 2006, há outras iniciativas que aumentaram o repasse financeiro para a atenção básica.
 
Fonte: JL/Notícias ao Minuto
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
16/12/18, 19:22 | PRÊMIO - Bolsonaro vence na França prêmio 'Racista do Ano' e 'Misógino do Ano'
16/12/18, 19:14 | POLÍTICA - Roberto Requião prevê “curta duração” para o governo Bolsonaro
16/12/18, 19:11 | HOMENAGEM - Lula ganha Prêmio Chico Mendes e ressalta a luta em defesa da Amazônia
16/12/18, 17:00 | ESCÂNDALO SEXUAL - Médium João de Deus se entrega à polícia em Goiás após ser considerado foragido
16/12/18, 16:41 | ESCÂNDALO - Filhos de Bolsonaro homenagearam ex-assessor por 'brilhantismo'
16/12/18, 16:26 | SAÚDE - Tratamento brasileiro contra Aids se consolida como referência mundial
16/12/18, 16:19 | ESCÂNDALO - Oposição quer CPI sobre caso de ex-assessor de Flávio Bolsonaro
16/12/18, 15:35 | CONTAS PÚBLICAS - Um terço dos municípios deve fechar o ano com contas no vermelho
16/12/18, 15:29 | ENTREVISTA - Ministro Edson Fachin: 'STF é muito maior do que a Lava Jato'
16/12/18, 15:25 | ESCÂNDALO - Polícia Civil já fez buscas por João de Deus em mais de 30 endereços
16/12/18, 14:18 | RELATÓRIO - Omissão do Judiciário leva à morte uma em cada 10 vítimas de tortura
16/12/18, 14:14 | POLÍTICA - Bolsonaro verá realidade se impor a discurso em sua relação com o Congresso
16/12/18, 13:09 | ARTIGO - Direitos Humanos, Direito à Vida e Pena de Morte
16/12/18, 12:35 | SAÚDE - Ministério da Saúde faz alerta para vacinação em período de férias
16/12/18, 12:30 | MEIO AMBIENTE - COP24: países definem regras para implementar Acordo de Paris
16/12/18, 12:21 | POLÍTICA - Bolsonaro reúne-se, na 4ª feira, pela 1ª vez com seus 22 ministros
16/12/18, 12:18 | POLÊMICA - Eduardo Bolsonaro quer plebiscito sobre pena de morte
16/12/18, 12:10 | POLÊMICA - Bolsonaro diz que pena de morte não será debatida em seu governo
15/12/18, 21:47 | CELEBRIDADE - Maisa é a adolescente com mais seguidores no Instagram no mundo
15/12/18, 21:16 | CRIMES - Ministério Público afirma que João de Deus já é considerado foragido
15/12/18, 21:05 | ECONOMIA - Aeroportos da Infraero devem receber 5 milhões de pessoas até janeiro
15/12/18, 20:58 | PROGRAMAÇÃO - Museu do Amanhã festeja 3 anos e mais de 3 milhões de visitantes
15/12/18, 20:13 | ANÁLISE - Queiroz precisa reaparecer e indicar para quem repassou o R$ 1,2 milhão
15/12/18, 16:02 | CRIMES - João de Deus retirou R$ 35 milhões de contas bancárias após primeiras denúncias, dizem investigadores
15/12/18, 15:24 | HISTÓRIA - Falsos profetas: relembre líderes espirituais metidos em escândalos
15/12/18, 15:10 | NOVO ESCÂNDALO - Funcionários doavam salários inteiros para campanha de Jair Bolsonaro
15/12/18, 14:47 | CRIMES - Caso João de Deus pode ser maior escândalo sexual do país, diz promotor
15/12/18, 13:50 | ESCÂNDALO - Jornal alemão diz que sombra da corrupção ronda clã Bolsonaro
15/12/18, 13:31 | INVESTIGAÇÃO - Ex-chefe de gabinete doava mais que o salário aos filhos de Bolsonaro
15/12/18, 13:24 | ENTREVISTA - Moro diz que Lula 'fez coisas boas' e lamenta condenação
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site