CBN - A rádio que toca notícia

DECISÃO

Bretas condena Cabral novamente e pena já chega a 169 anos de prisão

Nesta última decisão, Cabral foi condenado por crimes de corrupção passiva, que inclui solicitação, aceitação de promessa e recebimento de vantagens indevidas. Bretas justificou na sentença os motivos que o levaram a condenar novamente Cabral

11/09/18, 21:41

O

juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, condenou o ex-governador Sérgio Cabral a 47 anos e quatro meses de prisão. Com esta última sentença, assinada hoje (11), as penas somadas de Cabral já chegam a 169 anos de reclusão. Se não houver mudanças e reduções em instâncias superiores, significa que o ex-governador poderá ficar em regime fechado até quase 2046, quando terá cumprido um sexto da pena, para poder ter direito à progressão de regime.

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), a ação penal é um desdobramento das Operações Calicute, Eficiência e Tolypeutes, que desbaratou a organização criminosa que atuava no estado do Rio de Janeiro e que era comandada pelo ex-governador Cabral. Os fatos vieram à tona com a colaboração premiada de Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior, executivos da empreiteira Carioca Engenharia, o que permitiu identificar a prática de crimes em obras realizadas com recursos federais, inclusive do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), como Arco Metropolitano, PAC da Favelas e Linha 4 do Metrô.

Nesta última decisão, Cabral foi condenado por crimes de corrupção passiva, que inclui solicitação, aceitação de promessa e recebimento de vantagens indevidas. Bretas justificou na sentença os motivos que o levaram a condenar novamente Cabral.

“Sérgio Cabral mercantilizou de forma repugnante as funções públicas que lhe foram outorgadas por meio de uma quantidade expressiva de votos pelos eleitores cariocas, que foram traídos e abandonados à própria sorte em um estado em que a corrupção se espraiou por todos os órgãos da administração estadual. Político experiente e de alto padrão social, urdiu plano criminoso antes mesmo de vencer as eleições para chefia do poder executivo estadual, e logo ao assumir o governo de estado, pôs em prática um gigantesco esquema de corrupção, fraudes e outros delitos. Aliciou e envolveu diversos servidores públicos, familiares e empresários na prática de um sem-número de crimes em prejuízo dos cidadãos cariocas”, escreveu Bretas.

Também foram condenados: Wilson Carlos, a 21 anos de prisão; Luiz Carlos Bezerra, a cinco anos; Hudson Braga a dez anos; Heitor Lopes de Souza Júnior, a dez anos; Luiz Carlos Velloso, a 17 anos, mas teve a penas suspensa, por ser réu colaborador e já estar condenado a 12 anos; Wagner Jordão Garcia, a quatro anos; e José Orlando Rabelo, a quatro anos e um mês.

O advogado Rodrigo Roca, que defende Cabral, se pronunciou em nota: “As sentenças da 7ª Vara Federal em face do ex-governador já não chocam apenas pelas condenações em série, mas por sua inusitada matemática e disparidade de critérios com relação a outras condenações em processos idênticos”. A defesa irá recorrer da sentença.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
17/01/19, 22:02 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Fux diz que “protege” processo ao suspender o caso Queiroz
17/01/19, 21:59 | REPERCUSSÃO - Líderes do MBL criticam Flávio Bolsonaro por caso Queiroz
17/01/19, 21:54 | INTERNACIONAL - Atentado com carro-bomba mata ao menos dez em Bogotá
17/01/19, 21:41 | POLÍTICA - Área militar do governo mostra desconforto com suspensão da investigação do caso Queiroz
17/01/19, 21:21 | POLÊMICA - Ministros do STF ficaram surpresos com pedido de Flávio Bolsonaro
17/01/19, 17:59 | CRIME - Bernardo Mello Franco: Flávio Bolsonaro diz que não é, mas age como investigado
17/01/19, 17:48 | CASO QUEIROZ - 'Eu não quero foro privilegiado', disse Jair Bolsonaro ao lado de Flávio em 2017
17/01/19, 17:40 | POLÊMICA - Desembargadora que atacou Marielle diz que Boulos vai ser 'recebido a bala'
17/01/19, 16:41 | ARTIGO JURÍDICO - Responsabilidade Penal da Pessoa Jurídica
17/01/19, 16:22 | POLÊMICA - Liberação da posse de armas é 'projeto de morte mal-intencionado'
17/01/19, 16:17 | POLÊMICA - Ativistas temem explosão da violência no campo com flexibilização da posse de armas
17/01/19, 16:12 | REPERCUSSÃO - Decreto sobre armas pode elevar feminicídios e suicídios, aponta Sou da Paz
17/01/19, 14:35 | DESCASO - Prefeito de Luzilândia comete crime de improbidade e Receita bloqueia recursos
17/01/19, 13:54 | DESCASO - Deputado defensor da liberação da caça de animais vai comandar órgão de proteção florestal
17/01/19, 13:46 | CRIME - Policiais prendem suspeito de ter participado de ataque a Martha Rocha
17/01/19, 13:41 | INVESTIGAÇÃO - BOMBA: Investigado preso por assassinato de Marielle incrimina vereador aliado de Bolsonaro
17/01/19, 13:26 | ECONOMIA - Estados fazem pressão por socorro federal para equilibrar contas
17/01/19, 13:18 | POLÊMICA - Gisele Bündchen diz à ministra da Agricultura que mau brasileiro é quem desmata
17/01/19, 13:11 | CONFLITO - Ministro do STF manda suspender investigação sobre Queiroz, diz MP
17/01/19, 12:52 | CRIME - Procuradora aposentada condenada por torturar criança é presa no Rio
16/01/19, 19:25 | VATICANO - Papa pede a bispos que evitem esconder casos de abusos contra crianças
16/01/19, 19:15 | ECONOMIA - Aposentadoria de quem ganha acima do mínimo sobe 3,43%
16/01/19, 19:10 | ECONOMIA - Contribuição previdenciária vai mudar no salário pago em fevereiro
16/01/19, 18:42 | REFORMA - Sem incluir militares, reforma da Previdência perde, diz Paulo Guedes
16/01/19, 18:37 | POLÊMICA - Decreto sobre posse de armas favorece quem tem antecedentes criminais
16/01/19, 18:01 | ESPORTE - Juventus vence o Milan e é campeão da Supercopa da Itália
16/01/19, 13:32 | NOVA REGRA - Presunção de "efetiva necessidade" de posse de arma viola Constituição
16/01/19, 13:27 | EFEITO REBOTE - Comunidade jurídica diverge quanto à eficácia de decreto de armas
16/01/19, 12:41 | VIOLÊNCIA - Após decreto, interesse por armas cresce em lojas, mas preço assusta
16/01/19, 12:35 | ENTREVISTA - Autor do texto, Moro minimiza alteração no decreto de armas
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site