CBN - A rádio que toca notícia

REAÇÃO

'Reforma' trabalhista será alvo de disputa nas ruas e nos tribunais

Para representantes de trabalhadores e especialistas em direito, em debate no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, país já provou que é possível criar empregos sem reduzir direitos

13/11/17, 21:53

A

nova legislação trabalhistas sancionada pelo governo Temer, que entrou em vigor no último sábado (11), não está consolidada, e será alvo de disputa jurídica, nos tribunais do trabalho e instâncias superiores, e política, nas ruas, nas fábricas e nas eleições do ano que vem. Essas foram as impressões compartilhadas por especialistas do direito, sindicalistas e políticos, em debate promovido pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, realizado nesta segunda-feira (13), em São Bernardo do Campo. 

As mudanças na legislação, segundo os debatedores, foram feitas sem que os trabalhadores fossem consultados, e atendem, portanto, somente aos interesses da classe patronal, que pretende enfraquecer os sindicatos durante as negociações e criar obstáculos para o acesso à Justiça do Trabalho. O debate sobre o dia seguinte à reforma trabalhista também foi acompanhado de perto pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que defende a realização de um referendo revogatório sobre essa e outras medidas do governo Temer. 

Ao contrário do discurso oficial do governo, que alega que as novas regras estimularão a criação de novas vagas de emprego, os participantes foram unânimes em dizer que o que, de fato, vai aumentar com a reforma trabalhista é a precarização das relações do trabalho e a queda dos rendimentos gerais dos salários. 

Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, o efeito geral é que, se essa nova legislação não for revogada, todos os trabalhadores com o atual modelo de contratação serão demitidos, e recontratados de maneira precarizada, na forma de terceirizado, autônomo ou intermitente. 

Ele também criticou o dispositivo que consta da nova lei que considera que as negociações coletivas terão prevalência sobre a legislação, até mesmo quando retirarem direitos. Segundo Freitas, negociação sem a presença do sindicato, como legítimo representante dos trabalhadores, não pode ser considerada com uma negociação coletiva. "Não há negociação coletiva sem um sindicato forte", ressaltou. 

Vagner defendeu a união de sindicatos em macro-setores, que reúna todo um determinado seguimento de trabalhadores, para, assim, terem maior poder de negociação e menores custos de manutenção de estruturas de assistência jurídica, por exemplo. 

Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
21/06/18, 10:50 | AGENDA PRIORITÁRIA - Centrais entregam 'agenda dos trabalhadores' a líderes do Congresso
21/06/18, 10:47 | CRIME DE LESA-PÁTRIA - Câmara aprova projeto que tira até 70% do pré-sal da Petrobras
21/06/18, 10:40 | ECONOMIA PÚBLICA - Estados e municípios são os que mais contribuem para sustentar SUS
20/06/18, 18:51 | LAVA JATO - STF decide que polícias federal e civil podem fechar acordos de delação premiada
20/06/18, 18:46 | TRAGÉDIA SOCIAL - Jornalista do EUA chora ao vivo ao noticiar crianças imigrantes separadas dos pais
20/06/18, 18:14 | ESTATÍSTICA - Feminicídios em Teresina já ultrapassaram todos os casos de 2017 em mais de 30%
20/06/18, 18:11 | CRIME - TJ-PI tem maior taxa de processos de violência doméstica não julgados
20/06/18, 18:05 | COPA - Espanha tem dificuldades contra o Irã, mas vence por 1 a 0
20/06/18, 17:57 | COPA DO MUNDO - Uruguai vence a Arábia Saudita e define classificados do grupo A
20/06/18, 17:46 | COPA DO MUNDO - Portugal é pressionado por Marrocos, mas vence com gol de CR7
19/06/18, 21:58 | COPA - Seleção de Tite se hospedará no hotel Corinthia, na Rússia
19/06/18, 21:51 | CRIME - Cantor tem US$ 800 mil em bens roubados de quarto na Rússia
19/06/18, 21:45 | COPA DO MUNDO - Capitão da Costa Rica declara: "Sonho em derrotar o Brasil"
19/06/18, 19:53 | ESPORTE - Emoções em jogos de Copa aumentam em até 8% número de infartos
19/06/18, 19:42 | SAÚDE PÚBLICA - A três dias do fim, campanha de vacinação contra a gripe ainda precisa alcançar 17% do público-alvo
19/06/18, 19:26 | ESPORTE - Neymar com dores, gols contra e Rússia perto das oitavas; o 6º dia da Copa
19/06/18, 19:23 | LAVA JATO - Ciro Nogueira, Eduardo da Fonte e Márcio Junqueira são denunciados por crime de obstrução da Justiça
19/06/18, 19:20 | CRIME - Caso Aretha: Justiça nega pela 2ª vez pedido de exame psiquiátrico a suspeito de feminicídio
19/06/18, 15:47 | ESPORTE - Primeiro gol de Pelé em Copas do Mundo completa 60 anos
19/06/18, 15:38 | POLÍTICA - Financial Times bate em Bolsonaro e diz que ele é “granada” em país com “destino antidemocrático”
19/06/18, 15:35 | SOCORRO - Governo Federal reconhece situação de emergência em cidades do PI e mais seis estados
19/06/18, 15:30 | COPA DO MUNDO - Senegal aproveita erro da Polônia e vence na estreia por 2x1
19/06/18, 14:03 | POLÊMICA - DÍVIDA DA AGESPISA: Vereador denuncia mentira e desmascara prefeito de Luzilândia
19/06/18, 12:14 | COPA DO MUNDO - Seleção de mercenários: o título sairá por R$ 40 milhões
19/06/18, 12:05 | ECONOMIA - Governo debate gestão de verbas repassadas a estados e municípios
19/06/18, 12:00 | EDUCAÇÃO - ProUni oferece 174 mil vagas; inscrições começam dia 26
19/06/18, 11:46 | COPA - Japão conta com expulsão relâmpago, vence Colômbia e se vinga de goleada em 2014
19/06/18, 11:38 | COMBUSTÍVEIS - Desconto prometido no diesel ainda não chegou às bombas
18/06/18, 21:57 | ESPORTE - Inglaterra, Bélgica e Suécia estreiam na Copa da Rússia com vitória
18/06/18, 21:54 | JUDICIÁRIO - STF recebe ação contra uso de prisão preventiva para obter delações
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site