CBN - A rádio que toca notícia

LEVANTAMENTO

CORRUPÇÃO: Deputados receberam R$ 134 milhões para salvar Temer da cassação

Número foi levantado pela ONG Contas Abertas e se refere a pagamentos feitos em junho a aliados na CCJ da Câmara. Relator Paulo Abi-Ackel (PSDB) foi quem mais teve emendas liberadas no mês: R$ 5,1 milhões

14/07/17, 17:47

L

evantamento da ONG Contas Abertas aponta que o governo federal liberou, no mês de junho, R$ 134 milhões em emendas parlamentares a 36 dos 40 deputados que votaram a favor do presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Depois de recusar por 40 votos a 25 o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava ao plenário o prosseguimento da denúncia de corrupção passiva da Procuradoria Geral da República contra Temer, a CCJ aprovou por 41 a 24 o relatório alternativo do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomenda a rejeição da denúncia.

Quatro dos deputados que votaram a favor de Temer na CCJ não tiveram emendas parlamentares liberadas em junho: Arthur Lira (PP-AL), Domingos Neto (PSD-CE), Maia Filho (PP-PI) e Elizeu Dionizio (PSDB-MS).

Emendas parlamentares são recursos previstos no Orçamento, cuja aplicação é indicada pelo parlamentar. Esse dinheiro tem de ser obrigatoriamente empregado em projetos e obras nos estados e municípios. A liberação dos recursos é obrigatória, e o governo tem todo o ano para realizar os repasses.

De acordo com o secretário-geral da ONG, Gil Castello Branco, os R$ 134 milhões liberados em junho representam um valor “absolutamente atípico para o período”.

“Isso não é uma ilegalidade", disse Castello Branco, mas, segundo ele, neste ano o governo concentrou um grande volume de recursos no mês de junho. Antes, afirmou, "não tinha sido empenhado praticamente nada”.

Para efeito de comparação, entre janeiro e maio, o governo liberou, ao todo, pouco mais de R$ 102 milhões a todos os parlamentares. Somente em junho, foram R$ 2,02 bilhões:

  • Janeiro: R$ 1.001.038,78
  • Fevereiro: R$ 1.360.038,50
  • Março: R$ 5.191.938,59
  • Abril: R$ 5.653.053
  • Maio: R$ 89.235.206,66
  • Junho: R$ 2.024.484.275,93

Nos seis primeiros dias de julho, segundo o levantamento da ONG, as emendas liberadas somaram R$ 94.526.548,82, mais do que em qualquer um dos cinco primeiros meses do ano.

“Essa é a expressão em números de que o governo deixa essas liberações às vésperas de votações importantes na tentativa de obter os votos”, declarou Castello Branco.

Os dados aferidos pela organização mostram que o deputado que mais recebeu os recursos foi Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG). O tucano recebeu R$ 5,1 milhões em emendas no mês passado.

Ligado ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) e à ala do partido que defende a permanência da legenda no governo, Abi Ackel foi o responsável por elaborar um segundo parecer, aprovado na comissão, que recomendou a rejeição da denúncia contra Temer.

Partidos de oposição atribuem a vitória do governo na CCJ a dois principais motivos: o troca-troca de integrantes promovido por líderes da base aliada, que garantiu maioria de votos ao governo, e a liberação de emendas parlamentares.

Além de Abi-Ackel, outros parlamentares ligados à "tropa de choque" do Palácio do Planalto figuram na lista de maiores beneficiários das emendas liberadas pelo governo.

Depois do tucano, os dois deputados que mais receberam verbas foram Carlos Marun (PMDB-MS) e um dos vice-líderes do governo na Casa, Beto Mansur (PRB-SP).

De acordo com o levantamento, os dois receberam R$ 5 milhões cada. Os parlamentares foram dois dos principais defensores de Temer nos últimos dias.

Ainda segundo o levantamento da ONG, apenas em junho, R$ 2 bilhões foram empenhados para parlamentares de 27 partidos e bancadas estaduais. O partido de Temer, o PMDB, recebeu R$ 284,2 milhões.

Valores por deputado

Veja abaixo o valor que cada um dos 40 deputados que votaram a favor de Temer teve liberado em emendas parlamentares no mês de junho:

  1. Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG): R$ 5.129.450,00
  2. Beto Mansur (PRB-SP): R$ 5.066.750,00
  3. Carlos Marun (PMDB-MS): R$ 5.000.000,00
  4. Nelson Marquezelli (PTB-SP): R$ 4.981.530,00
  5. Antonio Bulhões(PRB-SP): R$ 4.962.800,00
  6. Cristiane Brasil (PTB-RJ): R$ 4.958.100,00
  7. Genecias Noronha (SD-CE): R$ 4.957.200,00
  8. Evandro Gussi (PV-SP): R$ 4.811.100,00
  9. Fausto Pinato (PP-SP): R$ 4.727.600,00
  10. Carlos Bezerra (PMDB-MT): R$ 4.700.000,00
  11. André Moura (PSC-SE): R$ 4.640.260,55
  12. Bilac Pinto (PR-MG): R$ 4.570.468,78
  13. Paes Landim (PTB-PI): R$ 4.542.143,75
  14. Danilo Forte (PSB-CE): R$ 4.310.000,00
  15. Darcísio Perondi (PMDB-RS): R$ 4.270.267,80
  16. Carlos Melles (DEM-MG): R$ 4.071.261,54
  17. Juscelino Filho (DEM-MA): R$ 3.971.860,00
  18. Marcelo Aro (PHS-MG): R$ 3.952.950,00
  19. Toninho Pinheiro (PP-MG): R$ 3.942.522,60
  20. Milton Monti (PR-SP): R$ 3.939.959,55
  21. Hildo Rocha (PMDB-MA): R$ 3.845.000,00
  22. Magda Mofatto (PR-GO): R$ 3.757.070,00
  23. Evandro Roman (PSD-PR): R$ 3.691.987,17
  24. Thiago Peixoto (PSD-GO): R$ 3.514.411,54
  25. Alceu Moreira (PMDB-RS): R$ 3.511.425,10
  26. Paulo Maluf (PP-SP): R$ 3.402.700,00
  27. Delegado Éder Mauro (PSD-PA): R$ 3.260.564,52
  28. Edio Lopes (PR-RR): R$ 3.250.000,00
  29. Luiz Fernando Faria (PP-MG): R$ 2.550.000,00
  30. Cleber Verde (PRB-MA): R$ 2.487.300,00
  31. José carlos Aleluia (DEM-BA): R$ 2.474.568,92
  32. Laerte Bessa (PR-DF): R$ 2.180.700,00
  33. Daniel Vilela (PMDB-GO): R$ 1.798.183,40
  34. Ronaldo Fonseca (PROS-DF): R$ 1.521.660,00
  35. Rogério Rosso (PSD-DF): R$ 438.845,00
  36. Fabio Garcia (PSB-MT): R$ 300.000,00
  37. Arthur Lira (PP-AL): R$ 0,00
  38. Domingos Neto (PSD-CE): R$ 0,00
  39. Maia Filho (PP-PI): R$ 0,00
  40. Elizeu Dionísio (PSDB-MS): R$ 0,00
Fonte: JL/Globo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
23/01/18, 21:50 | JULGAMENTO HISTÓRICO - As armas de Lula e Moro: os principais argumentos de cada lado
23/01/18, 19:49 | POLÊMICA - Conselho da Caixa destitui três vice-presidentes afastados e um volta ao cargo
23/01/18, 19:33 | MANDATO - PGR denuncia vice-líder do governo Temer por omitir depósitos do IR
23/01/18, 19:28 | JUDICÁRIO - Saiba como será o julgamento de Lula em Porto Alegre
23/01/18, 19:21 | DESCONFIANÇA - Procuradoria investiga troca na chefia da Polícia Federal de Santos
23/01/18, 19:13 | ARTIGO - O que está por trás da campanha da Globo
23/01/18, 19:00 | ARTIGO - TJ-PI – Um colegiado com número par e não ímpar!
23/01/18, 14:12 | SAÚDE - OMS vem ao Brasil para acompanhar fracionamento da vacina contra febre amarela
23/01/18, 13:45 | VIOLÊNCIA - Homem é preso após alugar arma e matar rival com tiros e pauladas em Teresina
23/01/18, 13:38 | CORRUPÇÃO - Ex-secretário de Obras do Rio é preso em operação da PF e do Ministério Público
23/01/18, 13:28 | POLÍTICA - Odorico Paraguaçu completa 45 anos e segue atual na política brasileira
23/01/18, 12:05 | REPERCUSSÃO - New York Times: partidário, Moro jogou a democracia brasileira no abismo
23/01/18, 12:01 | ECONOMIA - IBGE: gastos maiores com alimentos e transportes pressionam inflação
23/01/18, 11:58 | VÍRUS - Ministro da Saúde diz que febre amarela está 'sob controle'
23/01/18, 11:29 | BENEFÍCIOS - Rombo na Previdência revela que militar pesa 16 vezes mais que segurado do INSS
23/01/18, 11:18 | LAVA JATO - Defesa de Lula pede prescrição de crimes no caso do triplex
23/01/18, 11:13 | POLÍTICA - Mulheres são apenas 9,9% dos pré-candidatos aos governos estaduais
23/01/18, 11:08 | POLÊMICA - ‘PL da Eletrobras, como está, não passa em 2018 nem nunca’, diz Aleluia
23/01/18, 10:27 | CLT - Lula a sindicalistas: FHC prometeu, mas foi Temer que acabou com 'Era Vargas'
23/01/18, 10:23 | ACIDENTE - Globocop cai e deixa pelo menos dois mortos no Recife
23/01/18, 10:07 | CRIMES - Com ficha polical imensa, ex-prefeito Ronaldo Lages é preso em Esperantina
23/01/18, 09:39 | HISTÓRIA - Primeira negra diplomata no Itamaraty é filha do Piauí
22/01/18, 18:32 | INVESTIGAÇÃO - FAB: avião que caiu com Teori não registrou pane ou mau funcionamento
22/01/18, 18:28 | POLÊMICA - Pré-candidata à presidência, ex-apresentadora da Globo chama Bolsonaro de mentiroso e o desafia para um debate público
22/01/18, 16:26 | DESMANDOS - TCE-PI investigará gastos de carnaval em municípios com dificuldades financeiras
22/01/18, 15:59 | VIOLÊNCIA - Jovem baleada em praia do Rio continua internada em estado grave
22/01/18, 15:54 | POLÊMICA - Governo encaminha ao Congresso projeto com regras para privatizar Eletrobras
22/01/18, 15:50 | LAVA JATO - Moro pede que PF justifique uso de algemas durante transferência de Cabral
22/01/18, 13:35 | VIOLÊNCIA - Jovem é assassinado e namorada morre por engano com tiro na cabeça em Teresina
22/01/18, 13:23 | MANIFESTAÇÃO - Temer é xingado durante caminhada, sorri e ignora protesto
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site