CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Advogado de Temer critica MPF e 'avanço da cultura punitiva no país'

“Pau que mata Francisco, mata Chico. Pau que mata Michel, mata Lula”, disse o advogado

13/07/17, 16:00

Brasília - O advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara para discutir o parecer favorável à denúncia contra o presidente Michel Temer (Marcelo

O

advogado de defesa do presidente do Michel Temer, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira (foto), disse hoje (13) que está “muitíssimo preocupado com o avanço da cultura punitiva no país”. Mariz foi o último a falar antes da suspensão da reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados para debater a denúncia contra o presidente Michel Temer.

“Pau que mata Francisco, mata Chico. Pau que mata Michel, mata Lula”, disse o advogado.

O advogado criticou o Ministério Público, que apresentou a denúncia contra Temer, ao dizer que o órgão não está cumprindo seu papel de perseguidor da Justiça. “Eu vejo que essa cultura punitiva, encabeçada por um Ministério Público, tem atingido inocentes”, disse.

O advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira defende o presidente Michel Temer durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara que discute o parecer favorável à denúncia contra o presidenteMarcelo Camargo/Agência Brasil

Para Mariz, há princípios sendo rasgados devido à uma “ânsia pelo poder”, com fixação de pena pelo Ministério Público e não pelo Judiciário e se abre mão da presunção de inocência. “As delações que precisam ser regulamentadas de acordo e nos moldes do Direito Penal brasileiro. O nosso Direito Penal não é um direito negocial”, acrescentou.

O advogado também criticou a imprensa que considera estar “mais preocupada com Ibope e faturamento”. “Essa mídia se apresenta como arauto dessa cultura punitiva”, enfatizou.

Mariz também disse que a maioria dos deputados está minimizando a importância da autorização para o prosseguimento da denúncia contra o presidente. Mas ele disse que é preciso avaliar se estão presentes “pressupostos mínimos” para que o presidente seja submetido a processo. O advogado acrescentou que o “processo em si já é uma pena para um homem de bem”. “Essa execração pública constitui essa pena indelével, uma pena cruel, proibida pela Constituição”, destacou.

O advogado disse ainda que há acórdãos reiterados sobre ilicitude da gravação feita pelo empresário Joesley Batista no encontro com Temer, no Palácio do Jaburu. Ele disse que provas assim são válidas somente para autodefesa ou proteção a terceiros.

Após mais de 20 horas de debate na CCJ, em que cerca de 90 deputados discursaram sobre a denúncia, e a reapresentação dos argumentos do relator Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), o advogado criticou a Procuradoria-Geral da República e pediu aos parlamentares que não admitam que a denúncia prossiga na Justiça, por falta de provas. “É preciso avaliar se tem os pressupostos mínimos para que o presidente seja submetido ao processo”, explicou.

O advogado também respondeu às várias críticas feitas por dezenas de deputados ao presidente durante o período de discussão na CCJ. Ele repudiou as ofensas proferidas por alguns parlamentares contra Temer e ressaltou que a execração pública constitui crime de pena indelével.

“Falaram coisas pesadas, adjetivaram sem necessidade, chamaram de bandido, quadrilheiro, assassino. Não é necessário isso. Isso só denota insegurança de quem acusa, porque não havendo provas, e aqui não se fala e em provas, mas elementos, vai se buscar no vernáculo um colorido para que impressione a falar acusatória”, afirmou Mariz.

Após o pronunciamento do advogado, a CCJ suspendeu a reunião para almoço. Depois do intervalo, os membros da comissão darão início ao processo de votação do parecer de Zveiter.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
20/11/17, 14:25 | FISCALIZAÇÃO - Receita passa a cobrar CPF de dependentes a partir de 8 anos de idade
20/11/17, 14:22 | EDUCAÇÃO - Prazo para renovação de contratos do Fies é prorrogado para 30 de novembro
20/11/17, 14:18 | ELEIÇÕES 2018 - TSE lança canal no Twitter para tirar dúvidas do eleitor
20/11/17, 14:15 | POLÍTICAS - Secretário da Igualdade defende mais políticas públicas para negros no país
20/11/17, 12:59 | CARGO - Segóvia toma posse ao lado de Temer, investigado pela Polícia Federal
20/11/17, 12:54 | CORRUPÇÃO - Indicado por Temer para Ministério foi citado em CPI como 'menino de ouro' de Cachoeira
20/11/17, 12:48 | POLÍTICA - Por reforma da Previdência, Temer autoriza Maia a negociar cargos
20/11/17, 12:40 | POLÊMICA - CPI da JBS é investida contra o Ministério Público Federal, diz Janot
20/11/17, 09:35 | OPINIÃO - Leia o artigo de Deusval Lacerda: Destroço do governo no Brasil,
19/11/17, 20:23 | OPERAÇÃO - Eletrobras fará cortes de energia de 9 mil inadimplentes na Zona Norte de Teresina
19/11/17, 16:22 | HISTÓRIA - Pelé celebra 48 anos do seu milésimo gol: ‘Mais do que um número’
19/11/17, 16:16 | POLÍTICA - Senador elogia Lava Jato e lança pré-candidatura à Presidência
19/11/17, 16:09 | ACIDENTE - Criança perde o dedo após acidente em escada rolante em Teresina
19/11/17, 14:40 | EMPREGO - Redação do concurso do Corpo de Bombeiros-PI tem como tema ‘preservação dos valores humanos’
19/11/17, 14:35 | ARTIGO - Direito à Saúde – a busca incessante da judicialização
19/11/17, 14:27 | VATICANO - Papa Francisco oferece almoço a milhares de excluídos na Jornada Mundial dos Pobres
19/11/17, 14:05 | INCLUSÃO - Só políticas de saúde, educação e cidadania promovem justiça ante o racismo
19/11/17, 13:57 | INCIDENTE - Marinha do Brasil e FAB auxiliam em buscas por submarino argentino
19/11/17, 13:38 | LOTERIA - Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 50 milhões
19/11/17, 13:07 | NOVA LEI - Total de ações trabalhistas cai mais de 90% após reforma
18/11/17, 22:27 | CONGRESSO - Governo libera quase R$ 600 milhões para emendas parlamentares
18/11/17, 22:24 | PROPINA - MP entra com ação para anular sessão que libertou Picciani, Melo e Albertassi
18/11/17, 22:16 | INVESTIGAÇÕES - Diretor-geral da PF revela data para fim da operação Lava Jato
18/11/17, 22:11 | CELEBRIDADE - Lívia Andrade curte passeio de barco e exibe corpão
18/11/17, 19:51 | INFRAESTRUTURA - Iniciado asfaltamento da Rodovia MA 110 entre São Bernardo e Luzilândia para impulsionar economia e turismo
18/11/17, 19:39 | VATICANO - Papa nomeia arcebispo de Brasília como relator geral do Sínodo de 2018
18/11/17, 19:33 | CASO DE ÓDIO - Por dizer que votaria em Lula, mulher é agredida por apoiador de Bolsonaro
18/11/17, 19:24 | POLÍTICA - Tucanos não garantem apoio incondicional à reforma da Previdência
18/11/17, 19:19 | ESPORTE - PSG goleia Nantes com dois gols de Cavani; Neymar passou em branco
18/11/17, 19:12 | DISCURSO - 'Povo não tem que pagar Imposto de Renda sobre salário', diz Lula
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site