CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Advogado de Temer critica MPF e 'avanço da cultura punitiva no país'

“Pau que mata Francisco, mata Chico. Pau que mata Michel, mata Lula”, disse o advogado

13/07/17, 16:00

Brasília - O advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara para discutir o parecer favorável à denúncia contra o presidente Michel Temer (Marcelo

O

advogado de defesa do presidente do Michel Temer, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira (foto), disse hoje (13) que está “muitíssimo preocupado com o avanço da cultura punitiva no país”. Mariz foi o último a falar antes da suspensão da reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados para debater a denúncia contra o presidente Michel Temer.

“Pau que mata Francisco, mata Chico. Pau que mata Michel, mata Lula”, disse o advogado.

O advogado criticou o Ministério Público, que apresentou a denúncia contra Temer, ao dizer que o órgão não está cumprindo seu papel de perseguidor da Justiça. “Eu vejo que essa cultura punitiva, encabeçada por um Ministério Público, tem atingido inocentes”, disse.

O advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira defende o presidente Michel Temer durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara que discute o parecer favorável à denúncia contra o presidenteMarcelo Camargo/Agência Brasil

Para Mariz, há princípios sendo rasgados devido à uma “ânsia pelo poder”, com fixação de pena pelo Ministério Público e não pelo Judiciário e se abre mão da presunção de inocência. “As delações que precisam ser regulamentadas de acordo e nos moldes do Direito Penal brasileiro. O nosso Direito Penal não é um direito negocial”, acrescentou.

O advogado também criticou a imprensa que considera estar “mais preocupada com Ibope e faturamento”. “Essa mídia se apresenta como arauto dessa cultura punitiva”, enfatizou.

Mariz também disse que a maioria dos deputados está minimizando a importância da autorização para o prosseguimento da denúncia contra o presidente. Mas ele disse que é preciso avaliar se estão presentes “pressupostos mínimos” para que o presidente seja submetido a processo. O advogado acrescentou que o “processo em si já é uma pena para um homem de bem”. “Essa execração pública constitui essa pena indelével, uma pena cruel, proibida pela Constituição”, destacou.

O advogado disse ainda que há acórdãos reiterados sobre ilicitude da gravação feita pelo empresário Joesley Batista no encontro com Temer, no Palácio do Jaburu. Ele disse que provas assim são válidas somente para autodefesa ou proteção a terceiros.

Após mais de 20 horas de debate na CCJ, em que cerca de 90 deputados discursaram sobre a denúncia, e a reapresentação dos argumentos do relator Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), o advogado criticou a Procuradoria-Geral da República e pediu aos parlamentares que não admitam que a denúncia prossiga na Justiça, por falta de provas. “É preciso avaliar se tem os pressupostos mínimos para que o presidente seja submetido ao processo”, explicou.

O advogado também respondeu às várias críticas feitas por dezenas de deputados ao presidente durante o período de discussão na CCJ. Ele repudiou as ofensas proferidas por alguns parlamentares contra Temer e ressaltou que a execração pública constitui crime de pena indelével.

“Falaram coisas pesadas, adjetivaram sem necessidade, chamaram de bandido, quadrilheiro, assassino. Não é necessário isso. Isso só denota insegurança de quem acusa, porque não havendo provas, e aqui não se fala e em provas, mas elementos, vai se buscar no vernáculo um colorido para que impressione a falar acusatória”, afirmou Mariz.

Após o pronunciamento do advogado, a CCJ suspendeu a reunião para almoço. Depois do intervalo, os membros da comissão darão início ao processo de votação do parecer de Zveiter.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
20/04/18, 17:04 | SEM LICITAÇÃO - Sem licitação, a pintura de um retrato de Serra para parede custou R$ 85 mil
20/04/18, 16:59 | CORRUPÇÃO - Ex-ministro diz ter sofrido pressões de Aécio e Renan para alterar curso de investigações
20/04/18, 16:49 | PROPINA - Joesley liga Aécio a repasse de R$ 110 milhões
20/04/18, 15:53 | SAÚDE PÚBLICA - Número de casos de febre amarela cresce 57%; mortes aumentam 41%
20/04/18, 15:34 | POLÍTICA - Michel Temer e Rodrigo Maia colecionam insatisfações com cenário político
20/04/18, 15:21 | DISCURSO - Temer se compara a Tiradentes e diz que seu governo ainda será reconhecido
20/04/18, 14:26 | CRIME - MP-SP abre inquérito para investigar Alckmin por R$ 10 milhões na Lava Jato
20/04/18, 12:06 | POLÍTICA - Ex-tucano Álvaro Dias diz que aliança com PSDB está 'totalmente descartada'
20/04/18, 12:02 | POLÊMICA - Justiça mantém contribuição sindical extinta pela reforma trabalhista
20/04/18, 11:59 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Suíça mantém R$ 2,8 bilhões da Operação Lava Jato bloqueados
20/04/18, 11:35 | CORRUPÇÃO - Fachin libera denúncia contra Geddel para análise da 2ª Turma do STF
20/04/18, 11:33 | PROPINA - Joesley diz que pagou mesada de R$ 50 mil para Aécio por dois anos
20/04/18, 10:36 | SOCIAL - Luzilândia recebe da Defesa Civil ajuda humanitária para desabrigados pelas chuvas e enchentes do Rio Parnaíba
19/04/18, 20:58 | ENCHENTES - Emergência do governo será para Batalha, Barras, Esperantina, José de Freitas, Lagoa Alegre, Cabeceiras, Campo Maior e Pimenteiras
19/04/18, 19:27 | JULGAMENTO - Marco Aurélio manda nova ação sobre 2ª instância para plenário do STF
19/04/18, 19:23 | PROPINA - Empresário diz à PF que coronel Lima arrecadava dinheiro para campanhas de Temer
19/04/18, 19:18 | PRISÃO - Supremo Tribunal concede prisão domiciliar a Paulo Maluf
19/04/18, 17:16 | CRIME - Torcedores do Corinthians são alvos de injúria racial na Argentina
19/04/18, 17:04 | CORRUPÇÃO - Gilmar Mendes prorroga investigações sobre Aécio no Mensalão
19/04/18, 16:51 | ELEIÇÕES 2018 - Joaquim Barbosa comemora pesquisa: ‘Para quem não dá entrevista, está muito bom’
19/04/18, 16:15 | ECONOMIA - Brasil precisa continuar reformas, diz chefe do FMI
19/04/18, 16:10 | ECONOMIA - Banco Central estuda criar sistema de pagamento instantâneo
19/04/18, 16:03 | TRANSPARÊNCIA - Brasil avança no controle contra lavagem de dinheiro, diz relatório
19/04/18, 14:12 | ARTIGO - Alienação Parental e a “Síndrome dos Órfãos de Pais Vivos”
19/04/18, 14:03 | ARTIGO - O feminismo e o assédio sexual
19/04/18, 13:57 | ARTIGO - Aposta na revolta
19/04/18, 13:21 | PUNIÇÃO - Lei Seca fica mais rígida a partir desta 5ª feira para punir infratores; saiba as mudanças
19/04/18, 13:09 | JUDICIÁRIO - CNJ amplia lista de informações que devem ser fornecidas por tribunais
19/04/18, 12:34 | POLÊMICA - Ao lado de Temer, comandante do Exército critica ‘banalização da corrupção’
19/04/18, 08:26 | LIBERTADORES - Apatia dentro e fora de campo: ''novo'' Flamengo é reprovado em 1º grande teste
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site