CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Advogado de Temer critica MPF e 'avanço da cultura punitiva no país'

“Pau que mata Francisco, mata Chico. Pau que mata Michel, mata Lula”, disse o advogado

13/07/17, 16:00

Brasília - O advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara para discutir o parecer favorável à denúncia contra o presidente Michel Temer (Marcelo

O

advogado de defesa do presidente do Michel Temer, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira (foto), disse hoje (13) que está “muitíssimo preocupado com o avanço da cultura punitiva no país”. Mariz foi o último a falar antes da suspensão da reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados para debater a denúncia contra o presidente Michel Temer.

“Pau que mata Francisco, mata Chico. Pau que mata Michel, mata Lula”, disse o advogado.

O advogado criticou o Ministério Público, que apresentou a denúncia contra Temer, ao dizer que o órgão não está cumprindo seu papel de perseguidor da Justiça. “Eu vejo que essa cultura punitiva, encabeçada por um Ministério Público, tem atingido inocentes”, disse.

O advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira defende o presidente Michel Temer durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara que discute o parecer favorável à denúncia contra o presidenteMarcelo Camargo/Agência Brasil

Para Mariz, há princípios sendo rasgados devido à uma “ânsia pelo poder”, com fixação de pena pelo Ministério Público e não pelo Judiciário e se abre mão da presunção de inocência. “As delações que precisam ser regulamentadas de acordo e nos moldes do Direito Penal brasileiro. O nosso Direito Penal não é um direito negocial”, acrescentou.

O advogado também criticou a imprensa que considera estar “mais preocupada com Ibope e faturamento”. “Essa mídia se apresenta como arauto dessa cultura punitiva”, enfatizou.

Mariz também disse que a maioria dos deputados está minimizando a importância da autorização para o prosseguimento da denúncia contra o presidente. Mas ele disse que é preciso avaliar se estão presentes “pressupostos mínimos” para que o presidente seja submetido a processo. O advogado acrescentou que o “processo em si já é uma pena para um homem de bem”. “Essa execração pública constitui essa pena indelével, uma pena cruel, proibida pela Constituição”, destacou.

O advogado disse ainda que há acórdãos reiterados sobre ilicitude da gravação feita pelo empresário Joesley Batista no encontro com Temer, no Palácio do Jaburu. Ele disse que provas assim são válidas somente para autodefesa ou proteção a terceiros.

Após mais de 20 horas de debate na CCJ, em que cerca de 90 deputados discursaram sobre a denúncia, e a reapresentação dos argumentos do relator Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), o advogado criticou a Procuradoria-Geral da República e pediu aos parlamentares que não admitam que a denúncia prossiga na Justiça, por falta de provas. “É preciso avaliar se tem os pressupostos mínimos para que o presidente seja submetido ao processo”, explicou.

O advogado também respondeu às várias críticas feitas por dezenas de deputados ao presidente durante o período de discussão na CCJ. Ele repudiou as ofensas proferidas por alguns parlamentares contra Temer e ressaltou que a execração pública constitui crime de pena indelével.

“Falaram coisas pesadas, adjetivaram sem necessidade, chamaram de bandido, quadrilheiro, assassino. Não é necessário isso. Isso só denota insegurança de quem acusa, porque não havendo provas, e aqui não se fala e em provas, mas elementos, vai se buscar no vernáculo um colorido para que impressione a falar acusatória”, afirmou Mariz.

Após o pronunciamento do advogado, a CCJ suspendeu a reunião para almoço. Depois do intervalo, os membros da comissão darão início ao processo de votação do parecer de Zveiter.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
24/06/18, 13:33 | CRIME - PF deve concluir inquérito que investiga Temer no início de julho
24/06/18, 13:28 | TECNOLOGIA - Uso de mídias sociais, internet e smartphone aumenta no mundo, diz pesquisa
24/06/18, 13:15 | SEGURANÇA - 6.368 pessoas morreram nas cadeias do país de 2014 a 2017
24/06/18, 12:49 | SEGURANÇA - Presos fazem buraco em parede de cela e fogem da delegacia de Barras-PI
24/06/18, 12:42 | POLÊMICA - Uruguai legalizou maconha e elevou penas para tráfico de outras drogas
24/06/18, 12:34 | ACOLHIMENTO - Refugiados e estrangeiros elogiam receptividade dos brasileiros
24/06/18, 12:27 | COPA DO MUNDO - Panamá é goleado pela Inglaterra, mas festeja primeiro gol em Copas
23/06/18, 18:26 | ENTREV ISTA - Ministro do STF diz que prisão de Lula “viola a Constituição”
23/06/18, 17:46 | POLÍTICA - Desaprovação a Bolsonaro sobe a 64%, diz pesquisa
23/06/18, 17:04 | ESPORTE - Kroos marca nos acréscimos contra a Suécia e mantém a Alemanha viva na Copa
23/06/18, 16:55 | IGREJA - Vaticano condena sacerdote acusado de pedofilia a cinco anos de prisão
23/06/18, 16:50 | DADOS - Seis em cada 10 jovens pensam em deixar o país para morar no exterior
23/06/18, 16:46 | COPA - Lesão tira Douglas Costa do jogo do Brasil contra a Sérvia
23/06/18, 16:43 | COPA DO MUNDO - Bélgica goleia Tunísia por 5 a 2 em Moscou
23/06/18, 16:40 | COPA DO MUNDO - México vence a Coreia por 2 a 1 e chega a seis pontos no Grupo F
23/06/18, 08:38 | INFRAESTRUTURA - Brasil precisa investir R$ 345,8 bi para universalizar saneamento até 2033
23/06/18, 08:35 | POLÊMICA - Fazenda Nacional questiona juiz Sérgio Moro por decisão
23/06/18, 08:12 | COPA - Torcedores do Brasil e da Argentina se envolvem em pancadaria
23/06/18, 07:53 | SAÚDE PÚBLICA - SUS incorpora novos tratamentos para doenças raras
23/06/18, 07:50 | CRIME - ONU Mulheres condena assédio promovido por brasileiros na Rússia
23/06/18, 07:47 | INTERNACIONAL - PF prende brasileiro foragido em estádio de São Petersburgo na Rússia
22/06/18, 22:24 | COPA DO MUNDO - Quatro seleções já estão classificadas para a próxima fase
22/06/18, 22:11 | ELEITOR - Datafolha mostra Lula como preferido para tirar Brasil da crise
22/06/18, 22:09 | LEI - Código de Defesa do Usuário do Serviço Público entra em vigor
22/06/18, 21:35 | DIREITOS HUMANOS - Manifestantes fazem passeata no Rio pela legalização do aborto
22/06/18, 21:29 | ESPORTE - Nono dia da Copa teve vitórias do Brasil, Nigéria e Suíça
22/06/18, 21:01 | COPA DO MUNDO - Neymar reage a críticas e desabafa nas mídias sociais
22/06/18, 00:04 | INVESTIGAÇÃO - Cármen Lúcia aquiva investigação sobre menções a ministros do STF na delação da JBS
21/06/18, 23:58 | PARLAMENTO - Deputados tentam mas não conseguem barrar CPI das delações
21/06/18, 23:52 | INVESTIGAÇÃO - Barroso inclui delação de Funaro em inquérito contra Temer
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site