CBN - A rádio que toca notícia

CORRUPÇÃO

Em Curitiba, 1/3 dos presos da Lava Jato fecha delação premiada

Dos 93 alvos de mandados de prisão preventiva em Curitiba, 31 tornaram-se colaboradores, o equivalente a um terço do total

17/06/17, 16:36

C

ruzamento de dados do Ministério Público Federal (MPF) e da Justiça Federal no Paraná, feito pelo jornal "O Estado de S. Paulo", mostra que, dos 93 alvos de mandados de prisão preventiva, em Curitiba, 31 tornaram-se colaboradores, o equivalente a um terço do total. Não há dados de outros Estados consolidados na Lava Jato.

Segundo o levantamento, entre os presos preventivos, 16 assinaram acordo enquanto presos. É o caso do lobista Milton Pascowitch, que saiu do regime fechado e foi para o domiciliar duas semanas após acertar sua delação, considerada crucial na prisão do ex-ministro José Dirceu (PT). A outra parte - 15 presos - ganhou liberdade antes de fechar o acordo.

O advogado dos ex-marqueteiros do PT João Santana e Mônica Moura, Juliano Prestes, confirmou que a negociação do casal começou na prisão, porém só foi fechada após sua soltura. Condenados em fevereiro deste ano, os responsáveis por campanhas eleitorais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente cassada Dilma Rousseff assinaram a colaboração premiada sete meses após ter a preventiva revogada.

No Código Penal, não há determinação do período de preventivas, o que colabora para embates jurídicos.

De um lado, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes criticam as "alongadas prisões". De outro, o juiz Sérgio Moro defende o modelo como "essencial".

Para a Procuradoria da República no Paraná, o uso dessas medidas é excepcional. "A prisão preventiva só ocorre em casos em que a restrição de liberdade é indispensável para proteger a sociedade", afirmou, por meio de nota. Segundo a Justiça do Paraná, Moro já se manifestou sobre o tema em sentenças.

Análise

Para o professor de Direito Penal da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) Antônio Carlos da Ponte, a prisão preventiva não é fator determinante para alguém fazer acordo. "Quem delata tem uma preocupação muito maior com a sentença penal condenatória", disse.

A vontade de minimizar o constrangimento com a própria imagem também influencia. "Os delatores são pessoas que desfrutam de poder político e econômico, muitas com mandatos, e isso acaba trazendo uma pressão tanto para abrandar a condenação quanto para ter a imagem o menos atingida possível", afirmou Ponte.

Para Pedro Serrano, docente de Direito Penal na mesma universidade, a proporção de um terço de colaboradores do total de presos preventivos é alta. O mais preocupante, porém, é o número de presos em medida cautelar. "É um comportamento do sistema penal brasileiro", disse, lembrando que o País tem a quarta maior população carcerária do mundo.

Outro problema é a "corrida" pela colaboração. O Estado antecipou que a força-tarefa de Curitiba avalia que os ex-ministros da gestões petistas Guido Mantega e Antonio Palocci tornaram-se possíveis "delatores concorrentes". Os dois podem apresentar fatos semelhantes e só haveria acordo com um deles.

O professor de Direito Penal da Universidade de São Paulo (USP) Sergio Salomão Shecaira comparou a situação a um mercado de peixe. "Quem gritar mais vai vender, independentemente da qualidade", apontou.

No caso dos ex-ministros, segundo Shecaira, a delação tornou-se a única saída. "Palocci e Mantega se deram conta, tardiamente, que serão condenados. O processo lá (em Curitiba) está sendo conduzido para condenar todo mundo", afirmou.

Fonte: JL/Agência Estado
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
14/12/17, 21:19 | FESTIVIDADES - Luzilândia promove festividades de fim de ano com o 'Natal Luz: Um céu de Luz e Paz'
14/12/17, 18:43 | CRIME - Pai é condenado a 13 anos de prisão por estuprar a filha de três anos em Teresina
14/12/17, 18:36 | CRIME - Gari atingido com cinco tiros durante o trabalho em Teresina retoma movimentos
14/12/17, 18:22 | ONG OXFAM - Políticas de Temer atrasam o país e ampliam desigualdades, diz estudo
14/12/17, 16:21 | DESCASO - UPA usa carro de passeio para transferir idoso com perna fraturada em Teresina
14/12/17, 15:33 | POLÊMICA - Rodrigo Maia anuncia votação da reforma da Previdência em fevereiro na Câmara
14/12/17, 14:47 | QUALIFICA TUR - Teresina certifica turmas de quatro cursos de qualificação em turismo
14/12/17, 14:44 | CAMPANHA - Ponte Estaiada de Teresina recebe iluminação vermelha na luta contra Aids
14/12/17, 14:38 | ENSINO - Alunos de 13 escolas de Teresina participam de Torneio de Xadrez
14/12/17, 13:23 | VIOLÊNCIA - Passageiros sofrem fraturas ao tentar fugir de assalto em ônibus em Teresina
14/12/17, 13:01 | LUTO - Primeira mulher a ingressar no Ministério Público morre aos 105 anos
14/12/17, 12:54 | SHOW - Chico diz que saída de Temer 'é pouco' em estreia de 'Caravanas'
14/12/17, 11:37 | POLÍTICA - Povo reconhece o preparo de Jaqkeline Aguiar para governar Luzilândia
13/12/17, 21:28 | DECISÃO - Reforma Trabalhista de Temer faz sua primeira vítima: ex-funcionária é condenada a pagar R$ 67 mil
13/12/17, 18:53 | INCONSTITUCIONALIDADE - Auditores entram com representação contra Temer no STF
13/12/17, 18:30 | ARTIGO - A equidade nos julgamentos justos
13/12/17, 17:25 | FIM DE ANO - Papai Noel é alvo de pedradas de crianças ao ficar sem balas em SP
13/12/17, 17:08 | CELEBRIDADE - Jaque Khury posta foto de biquíni e desabafa: "Peso não é referência"
13/12/17, 17:02 | POLÊMICA - Congresso derruba veto de Temer a limite de autofinanciamento e barra campanha milionária
13/12/17, 16:50 | TRANSPARÊNCIA - Tribunais ignoram determinação do CNJ e não divulgam salários de magistrados
13/12/17, 16:45 | HISTÓRIA - Há 49 anos, ditadura decretava o AI-5 inaugurando o terror como política
13/12/17, 16:31 | ENSINO - Professora faz campanha em Teresina e garante formatura para mais de 50 alunos
13/12/17, 16:28 | PROTESTO - Casal faz greve de fome há 21 horas em Teresina contra reforma da previdência
13/12/17, 16:22 | ENTREVISTA - Globo e a corrupção no futebol: 'Vai ser muito difícil jogar para debaixo do tapete'
13/12/17, 16:12 | CONFUSÃO - Flamenguistas são presos após confronto com torcedores do Independiente
12/12/17, 21:47 | MEA CULPA - “As redes sociais estão dilacerando a sociedade”, diz um ex-executivo do Facebook
12/12/17, 21:44 | APOIO - Temer pede ajuda de empresários para angariar votos a favor da reforma
12/12/17, 18:47 | JUDICIÁRIO - Tribunal marca julgamento de Lula no caso tríplex para 24 de janeiro
12/12/17, 18:42 | CORRUPÇÃO - STF torna senador Agripino Maia réu por desvios em arena da Copa em Natal
12/12/17, 18:22 | PROPINA - Aécio Neves pede mais prazo para apresentar defesa ao STF
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site