CBN - A rádio que toca notícia

CORRUPÇÃO

Em Curitiba, 1/3 dos presos da Lava Jato fecha delação premiada

Dos 93 alvos de mandados de prisão preventiva em Curitiba, 31 tornaram-se colaboradores, o equivalente a um terço do total

17/06/17, 16:36

C

ruzamento de dados do Ministério Público Federal (MPF) e da Justiça Federal no Paraná, feito pelo jornal "O Estado de S. Paulo", mostra que, dos 93 alvos de mandados de prisão preventiva, em Curitiba, 31 tornaram-se colaboradores, o equivalente a um terço do total. Não há dados de outros Estados consolidados na Lava Jato.

Segundo o levantamento, entre os presos preventivos, 16 assinaram acordo enquanto presos. É o caso do lobista Milton Pascowitch, que saiu do regime fechado e foi para o domiciliar duas semanas após acertar sua delação, considerada crucial na prisão do ex-ministro José Dirceu (PT). A outra parte - 15 presos - ganhou liberdade antes de fechar o acordo.

O advogado dos ex-marqueteiros do PT João Santana e Mônica Moura, Juliano Prestes, confirmou que a negociação do casal começou na prisão, porém só foi fechada após sua soltura. Condenados em fevereiro deste ano, os responsáveis por campanhas eleitorais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente cassada Dilma Rousseff assinaram a colaboração premiada sete meses após ter a preventiva revogada.

No Código Penal, não há determinação do período de preventivas, o que colabora para embates jurídicos.

De um lado, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes criticam as "alongadas prisões". De outro, o juiz Sérgio Moro defende o modelo como "essencial".

Para a Procuradoria da República no Paraná, o uso dessas medidas é excepcional. "A prisão preventiva só ocorre em casos em que a restrição de liberdade é indispensável para proteger a sociedade", afirmou, por meio de nota. Segundo a Justiça do Paraná, Moro já se manifestou sobre o tema em sentenças.

Análise

Para o professor de Direito Penal da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) Antônio Carlos da Ponte, a prisão preventiva não é fator determinante para alguém fazer acordo. "Quem delata tem uma preocupação muito maior com a sentença penal condenatória", disse.

A vontade de minimizar o constrangimento com a própria imagem também influencia. "Os delatores são pessoas que desfrutam de poder político e econômico, muitas com mandatos, e isso acaba trazendo uma pressão tanto para abrandar a condenação quanto para ter a imagem o menos atingida possível", afirmou Ponte.

Para Pedro Serrano, docente de Direito Penal na mesma universidade, a proporção de um terço de colaboradores do total de presos preventivos é alta. O mais preocupante, porém, é o número de presos em medida cautelar. "É um comportamento do sistema penal brasileiro", disse, lembrando que o País tem a quarta maior população carcerária do mundo.

Outro problema é a "corrida" pela colaboração. O Estado antecipou que a força-tarefa de Curitiba avalia que os ex-ministros da gestões petistas Guido Mantega e Antonio Palocci tornaram-se possíveis "delatores concorrentes". Os dois podem apresentar fatos semelhantes e só haveria acordo com um deles.

O professor de Direito Penal da Universidade de São Paulo (USP) Sergio Salomão Shecaira comparou a situação a um mercado de peixe. "Quem gritar mais vai vender, independentemente da qualidade", apontou.

No caso dos ex-ministros, segundo Shecaira, a delação tornou-se a única saída. "Palocci e Mantega se deram conta, tardiamente, que serão condenados. O processo lá (em Curitiba) está sendo conduzido para condenar todo mundo", afirmou.

Fonte: JL/Agência Estado
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
23/08/17, 19:42 | VIOLÊNCIA - Pesquisa mostra que um ônibus é assaltado a cada três dias em Teresina
23/08/17, 19:38 | MISTÉRIO - Comerciante é encontrado enforcado em cajueiro de cemitério em Parnaíba
23/08/17, 19:10 | ACIDENTE - Sobrevivente de naufrágio relata 'momentos terríveis'
23/08/17, 19:06 | ACIDENTE - Barco que naufragou no PA fazia transporte clandestino
23/08/17, 18:33 | DESMONTE DO ESTADO - Anunciado pacotão de privatizações
23/08/17, 14:24 | CRIME - Presos suspeitos de matar travesti no PI com motivação homofóbica
23/08/17, 14:15 | VIOLÊNCIA - Brasil registra oito casos de feminicídio por dia, diz Ministério Público
23/08/17, 14:11 | CRIMINALIDADE - Suspeito de assaltar taxista sofre tentativa de linchamento em Teresina
23/08/17, 13:41 | HOMENAGEM - Morto em 2014, Suassuna terá livro lançado em outubro
23/08/17, 13:36 | SUPREMO - Maria do Rosário depõe contra Bolsonaro e o chama de 'líder do ódio'
23/08/17, 13:32 | MOVIMENTO - Grupo de artistas organiza ato de protesto contra Gilmar Mendes
23/08/17, 12:46 | POLÊMICA - Barroso critica Temer e diz que Lava Jato é 'vítima de operação abafa'
23/08/17, 12:42 | CORRUPÇÃO - Geddel Lima se recusa a desbloquear celular apreendido pela PF
23/08/17, 12:34 | INCIDENTE - Ministro de Temer é impedido de embarcar para os Estados Unidos
23/08/17, 10:34 | ACIDENTE - Embarcação com 70 pessoas afunda no Pará; sete corpos são resgatados
23/08/17, 10:29 | CORRUPÇÃO - Eduardo Cunha pede imunidade a parentes para aceitar delação
23/08/17, 10:07 | POLÍTICA - Distritão causaria mais mudanças nos estados que na Federação
23/08/17, 10:00 | SUCESSÃO - FHC aposta em Alckmin para disputa presidencial pelo PSDB em 2018
23/08/17, 08:58 | CORRUPÇÃO - Filho de ministro do TCU é intimado na 45ª fase da Lava Jato
22/08/17, 18:38 | POLÍTICA - Base aliada rejeita proposta de semipresidencialismo e alerta Temer
22/08/17, 17:46 | POLÍTICA - Distritão alteraria menos de 10% dos eleitos em 2014
22/08/17, 17:33 | ECONOMIA - Pelo terceiro ano seguido, desemprego é a principal causa da inadimplência
22/08/17, 17:28 | TERROR - Barcelona: 2 terroristas têm prisão preventiva; 1 fica em liberdade
22/08/17, 17:25 | CORRUPÇÃO - Collor vira réu em processo da Lava Jato no Supremo Tribunal
22/08/17, 16:55 | POLÊMICA - Mãe de Miss Brasil diz que comentários racistas não vão calar a filha
22/08/17, 11:29 | SISTEMA - Na mira de Temer, projetos sobre semipresidencialismo tramitam no Congresso
22/08/17, 11:25 | CORRUPÇÃO - Funaro fecha acordo de delação premiada com a Lava Jato
22/08/17, 11:15 | FUTEBOL - Fox Sports fecha acordo para transmitir Copa do Mundo da Rússia
22/08/17, 11:10 | VIOLÊNCIA ESCOLAR - Professora de SC é agredida por aluno após expulsá-lo de sala: ‘Dilacerada’
22/08/17, 11:05 | POLÊMICA - Janot vê ‘múltiplas causas’ para a suspeição de Gilmar no caso do ‘rei do ônibus’
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site