CBN - A rádio que toca notícia

CORRUPÇÃO

Temer será investigado por três crimes: corrupção, obstrução da Justiça e organização criminosa

Relator da Lava-Jato no STF considerou os indícios levantados pelo procurador-geral consistentes

19/05/17, 15:28

N
o pedido de abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer, o procurador-geral da República Rodrigo Janot acusa o mandatário número um do país de envolvimento com pelo menos três crimes : corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa.
 
O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), considerou os indícios levantados pelo procurador-geral consistentes e autorizou a abertura de investigação contra Temer.

"Os elementos de prova revelam também que alguns políticos continuam a utilizar a estrutura partidária e o cargo para cometerem crimes em prejuízo do Estado e da sociedade. Com o estabelecimento de tarefas definidas, o núcleo político promove interações diversas com agentes econômicos, com o objetivo de obter vantagens ilícitas, por meio da prática de crimes, sobretudo com corrupção. Há, pois, também o indicativo da prática do delito organização criminosa previsto na lei 12.850/2013", afirma Janot.

O procurador sustenta a acusação no conteúdo de uma conversa gravada entre Temer e o empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS. No diálogo, ocorrido na calada da noite de 7 de março deste ano, no Palácio do Jaburu, residência oficial do presidente, Temer indica o deputado Rodrigo Loures (PMDB-PR) para, em futuras conversas, negociar cargos e decisões estratégicas do governo federal. As fraudes renderiam propina de R$ 480 milhões ao longo de 20 anos.

Numa ação controlada pedida por Janot, a Polícia Federal fotografou e filmou cenas do encontro em que um emissário de Batista paga a primeira parcela do suborno, R$ 500 mil, a Loures. Na conversa, o empresário descreve crimes que vinham cometendo para obstruir investigações criminais. Relata, inclusive, o pagamento de propina ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e ao doleiro Lúcio Funaro, ambos presos, para que os dois permaneçam calados e não façam delação premiada. Ao final do relato do empresário, presidente da República "tem que manter isso, viu".

No pedido, o procurador-geral descreve a forma sorrateira como Batista chega ao Palácio do Jaburu, depois do expediente e direto da portaria para a garagem. Janot também destaca também a intimidade entre o presidente e o empresário, naquele momento alvo de pelo menos cinco grandes operações de combate à corrupção. Para Janot, os supostos crimes teriam ligação direta com o cargo de presidente. Pela lei, um presidente da República não pode ser investigado por atos estranhos ao mandato.

"Como se depreende do relato e das circunstâncias fáticas de tempo, modo e lugar descritas na petição de instauração, estão diretamente relacionadas ao exercício da função. Nesse sentido, importante registrar que um dos delitos em tese cometidos é o de corrupção passiva, o qual, como é sabido, pressupõe justamente o exercício de cargo, emprego ou função por parte do agente (art. 327 do Código Penal)", argumenta o procurador-geral.

TEMER X AÉCIO: SACO DE MALDADES

No mesmo pedido, Janot fala sobre a trama entre Temer e o agora afastado senador Aécio Neves (PSDB-MG) para aprovar a lei de abuso de autoridade, uma anistia geral para políticos acusados de caixa dois e, como se não bastasse, trocar delegados da Polícia Federal para esvaziar os inquéritos já abertos contra parlamentares e ministros acusados de corrupção. A acusação tem como base uma gravação em que Aécio descreve a Bastista diálogos anteriores com Temer e com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) para acabar com a "merda" do projeto das 10 medidas de combate à corrupção do Ministério Público.

"Verifica-se que Aécio Neves, em articulação, dentro outros, com o presidente Michel Temer, tem buscado impedir que as investigações da Lava-Jato avancem, seja por meio de medidas legislativas, seja por meio do controle de indicação de delegados de polícia que conduzirão inquéritos", afirma. Para Janot, na articulação de Temer e Aécio "vislumbra-se a possível prática do crime de obstrução à Justiça previsto do & paragrafo 1 do art 2º da Lei 12.850/2013."

O pedido de abertura de inquérito foi feito a partir da delação premiada dos donos do grupo JBS. Eles revelaram que Temer deu aval para a propina paga ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – que, em troca, não revelaria nada em delação.

Pela Constituição, o presidente da República não pode ser responsabilizado por atos cometidos antes do exercício do mandato. Como os fatos delatados teriam ocorrido depois de Temer ter assumido a presidência da República, não haveria impedimento legal para o início das investigações.

FACHIN NEGA PRISÃO DE AÉCIO

Em decisão nesta quinta-feira, Fachin negou pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para prender o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Ao contrário da expectativa que se criou nesta quinta-feira, o caso não deverá ser levado ao plenário do tribunal.

Na mesma decisão, o ministro afastou o parlamentar de suas funções, mas o manteve no cargo. Ou seja, o tucano poderá frequentar o Congresso Nacional, mas não está autorizado a votar, por exemplo.

Fonte: JL/OGlobo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
23/08/17, 19:42 | VIOLÊNCIA - Pesquisa mostra que um ônibus é assaltado a cada três dias em Teresina
23/08/17, 19:38 | MISTÉRIO - Comerciante é encontrado enforcado em cajueiro de cemitério em Parnaíba
23/08/17, 19:10 | ACIDENTE - Sobrevivente de naufrágio relata 'momentos terríveis'
23/08/17, 19:06 | ACIDENTE - Barco que naufragou no PA fazia transporte clandestino
23/08/17, 18:33 | DESMONTE DO ESTADO - Anunciado pacotão de privatizações
23/08/17, 14:24 | CRIME - Presos suspeitos de matar travesti no PI com motivação homofóbica
23/08/17, 14:15 | VIOLÊNCIA - Brasil registra oito casos de feminicídio por dia, diz Ministério Público
23/08/17, 14:11 | CRIMINALIDADE - Suspeito de assaltar taxista sofre tentativa de linchamento em Teresina
23/08/17, 13:41 | HOMENAGEM - Morto em 2014, Suassuna terá livro lançado em outubro
23/08/17, 13:36 | SUPREMO - Maria do Rosário depõe contra Bolsonaro e o chama de 'líder do ódio'
23/08/17, 13:32 | MOVIMENTO - Grupo de artistas organiza ato de protesto contra Gilmar Mendes
23/08/17, 12:46 | POLÊMICA - Barroso critica Temer e diz que Lava Jato é 'vítima de operação abafa'
23/08/17, 12:42 | CORRUPÇÃO - Geddel Lima se recusa a desbloquear celular apreendido pela PF
23/08/17, 12:34 | INCIDENTE - Ministro de Temer é impedido de embarcar para os Estados Unidos
23/08/17, 10:34 | ACIDENTE - Embarcação com 70 pessoas afunda no Pará; sete corpos são resgatados
23/08/17, 10:29 | CORRUPÇÃO - Eduardo Cunha pede imunidade a parentes para aceitar delação
23/08/17, 10:07 | POLÍTICA - Distritão causaria mais mudanças nos estados que na Federação
23/08/17, 10:00 | SUCESSÃO - FHC aposta em Alckmin para disputa presidencial pelo PSDB em 2018
23/08/17, 08:58 | CORRUPÇÃO - Filho de ministro do TCU é intimado na 45ª fase da Lava Jato
22/08/17, 18:38 | POLÍTICA - Base aliada rejeita proposta de semipresidencialismo e alerta Temer
22/08/17, 17:46 | POLÍTICA - Distritão alteraria menos de 10% dos eleitos em 2014
22/08/17, 17:33 | ECONOMIA - Pelo terceiro ano seguido, desemprego é a principal causa da inadimplência
22/08/17, 17:28 | TERROR - Barcelona: 2 terroristas têm prisão preventiva; 1 fica em liberdade
22/08/17, 17:25 | CORRUPÇÃO - Collor vira réu em processo da Lava Jato no Supremo Tribunal
22/08/17, 16:55 | POLÊMICA - Mãe de Miss Brasil diz que comentários racistas não vão calar a filha
22/08/17, 11:29 | SISTEMA - Na mira de Temer, projetos sobre semipresidencialismo tramitam no Congresso
22/08/17, 11:25 | CORRUPÇÃO - Funaro fecha acordo de delação premiada com a Lava Jato
22/08/17, 11:15 | FUTEBOL - Fox Sports fecha acordo para transmitir Copa do Mundo da Rússia
22/08/17, 11:10 | VIOLÊNCIA ESCOLAR - Professora de SC é agredida por aluno após expulsá-lo de sala: ‘Dilacerada’
22/08/17, 11:05 | POLÊMICA - Janot vê ‘múltiplas causas’ para a suspeição de Gilmar no caso do ‘rei do ônibus’
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site