JORNAL LUZILÂNDIA
Clipagem Eletrônica - Versão para impressão
COPA
Fernandinho recebe solidariedade depois de ataques racista
08/07/18, 15:46
 
A
pesar de ter sido alvo de comentários racistas e receber uma série de críticas nas redes sociais, o volante Fernandinho, que marcou um gol contra na derrota da seleção diante da Bélgica por 2 a 1, passou, agora, a contar com uma rede de apoio e solidariedade na web, com o objetivo de repudiar as mensagens preconceituosas. A mãe do atleta, Ane Cristiane Machado, chegou a fechar seu perfil.

Em alguns posts, Fernandinho foi chamado de “macaco”, sendo apontado como o maior culpado pela eliminação do Brasil no Mundial. No Instagram, Fernandinho também teve sua caixa de comentários invadida por torcedores com ofensas. A maioria das mensagens racistas foram apagadas das redes.

Além do gol contra, Fernandinho falhou na marcação na jogada que originou o gol de De Bruyne, o segundo dos belgas. Anda nesta sexta-feira (6), muitos internautas condenaram as ofensas racistas contra Fernandinho, exigindo respeito ao atleta do Manchester City.

Quem também não escapou das ofensas foi Gabriel Jesus, uma das apostas no torneio deste ano, mas que não teve um bom desempenho na opinião dos críticos. Seu lixo”, disse um. “Gabriel Jesus ajudava mais o Brasil quando pintava rua”, disse mais um.

Segundo o artigo 140 do parágrafo 3 do Código Penal Brasileiro, ofender a honra de qualquer pessoa com a utilização de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem pode resultar em ação penal por injúria racial. Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado. A denúncia pode ser feita por e-mail (ouvidoria@seppir.gov.br), por telefone (0xx61 2025-7001 / 7002 / 7003 / 7004 / 7005) ou de forma presencial (endereço: Esplanada dos Ministérios, bloco A, 9º andar, CEP 70.054-906 – Brasília).

Fonte: JL/Revista Fórum
Reportagem publicada no site www.jornalluzilandia.com.br