CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Advogados pedem prisão de Moro e de delegado da PF no Paraná

Segundo o grupo de advogados, o juiz Sérgio Moro não poderia se pronunciar sobre a prisão de Lula por estar em férias e, portanto, “sem jurisdição em sua própria vara”. A decisão teria sido igualmente descumprida pelo delegado por uma suposta determinação de Sérgio Moro

08/07/18, 19:45

O

Coletivo Advogadas e Advogadas pela Democracia pediu hoje (8) ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região a prisão do juiz federal Sérgio Moro e do delegado da Polícia Federal no Paraná Roberval Drex pelos crimes de desobediência e contra a administração da Justiça.

A ação é direcionada ao desembargador plantonista do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Rogério Favreto. No início deste domingo, o desembargador mandou soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,mas até o momento a decisão não foi cumprida e Lula continua preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Segundo o grupo de advogados, o juiz Sérgio Moro não poderia se pronunciar sobre a prisão de Lula por estar em férias e, portanto, “sem jurisdição em sua própria vara”. A decisão teria sido igualmente descumprida pelo delegado por uma suposta determinação de Sérgio Moro.

Recurso

Um advogado de Fortaleza, Rodrigo Magalhães Nóbrega, recorreu ao presidente do TFR4, desembargador Thompson Flores, para que revogue a decisão de soltar o ex-presidente. Na alegação do advogado, o habeas corpus não poderia ter sido concedido a Lula durante o plantão judiciário. Além disso, ele alega que a decisão pode gerar insegurança jurídica.

“Diversos prejuízos poderão ser causados não apenas aos processos que envolvam o apenado, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, mas a todos os processos de cunho semelhante, promovendo grave insegurança jurídica”, argumenta.

Até o momento, não há decisão em nenhuma das duas ações.

Entenda o caso

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que determinou a execução provisória da pena de 12 anos de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP), após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.

Na manhã de hoje (8), o desembargador federal Rogério Favreto, do TRF-4, concedeu habeas corpus ao ex-presidente. A decisão deveria ser cumprida em regime de urgência, ainda neste domingo, e por não se tratar de dia útil, seria dispensado o exame de corpo de delito, caso fosse de interesse do próprio Lula.

No entanto, após a decisão, Moro argumentou que Favreto não teria competência para mandar soltar o ex-presidente. Logo em seguida, o Ministério Público Federal também se posicionou de forma contrária à soltura.

Em nota, a assessoria de imprensa da Justiça Federal no Paraná disse que o juiz Sergio Moro informou que está de férias de 2 a 31 de julho. Mas, ao ter sido citado como autoridade coatora no habeas corpus, entendeu ser possível despachar no processo.

Também em nota, a Procuradoria-Geral da República afirmou que está atuando em conjunto com o Ministério Público Federal na 4ª Região e confirmou a posição da instituição em favor da manutenção da prisão de Lula até o trânsito em julgado da ação.

O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirmou que o ex-presidente estava muito cético com a possibilidade de ser solto neste domingo. "Estive agora com o presidente Lula [na Superintendência da Policia Federal, em Curitiba]. Desde que lhe dei a notícia, sempre demonstrou ceticismo quanto ao cumprimento da decisão judicial", disse em entrevista. Damous é advogado e foi incluído na equipe de defesa do ex-presidente.

Após as decisões conflitantes, Rogério Favreto voltou a determinar a soltura do ex-presidente. No entanto, até o momento, Lula permanece preso na Superintendência da PF em Curitiba.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
28/02/19, 14:05 | LEGISLATIVO - Nova Câmara: 50 deputados federais são réus em processos criminais; Piauí fica fora
28/02/19, 13:52 | CRMES - Consultor de segurança do governador do Rio é preso em operação contra policiais suspeitos de extorsão
28/02/19, 13:36 | ESPORTE - Com Vinícius Júnior na lista, Tite convoca Seleção Brasileira
27/02/19, 21:31 | INVESTIGAÇÃO - Polícia Federal abre inquérito sobre laranjas ligados a ministro do partido de Bolsonaro
27/02/19, 21:06 | PARLAMENTO - Comissão do Senado aprova audiência pública com Sérgio Moro
27/02/19, 21:01 | PARLAMENTO - Alvaro quer criminalizar pesquisa eleitoral 15 dias antes das eleições
27/02/19, 20:46 | JUDICIÁRIO - STF decide que Estados devem indenizar cidadãos por erros de cartórios
27/02/19, 20:21 | ENCONTRO - Prefeitos anunciam apoio ao Projeto de Lei Anticrime
27/02/19, 20:04 | REPRESENTAÇÃO - Procurador do DF envia à PGR suspeitas sobre Jair Bolsonaro por improbidade e peculato
27/02/19, 17:17 | EDUCAÇÃO - Provas do Enem serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro
27/02/19, 17:13 | INTERNACIONAL - Delegações estrangeiras abandonam reunião da ONU sobre Venezuela
27/02/19, 17:10 | DEFESA - Líder diz que governo não quer desfigurar reforma da Previdência
27/02/19, 16:35 | POLÊMICA - Ex-Miss Bumbum é noemada assessora de Ministério de Bolsonaro
27/02/19, 16:20 | POLÍTICA - Bolsonaro diz que vai escalar o filho Carlos para defender a Previdência
27/02/19, 16:18 | SAÚDE - SUS terá nova modalidade de compra para medicamentos de doenças raras
27/02/19, 15:50 | DECISÃO - TJ de SP arquiva ação contra Haddad por corrupção e lavagem
27/02/19, 15:47 | ACUSAÇÃO - Ex-advogado de Trump o chama de ‘racista, canalha e fraude’
27/02/19, 15:39 | ACIDENTE - Morre maquinista resgatado após mais de sete horas preso em ferragens
27/02/19, 14:27 | POLÍTICA - Aprovação do governo Bolsonaro é a menor em 1º mandato desde 2003
27/02/19, 13:37 | DIREITOS HUMANOS - Agressão contra a mulher é uma violência de repetição, diz socióloga
27/02/19, 13:17 | MOVIMENTO - Indicação ao Nobel da Paz coloca Lula entre grandes líderes mundiais
27/02/19, 13:08 | ECONOMIA - Desemprego sobe para 12% em janeiro e atinge 12,7 milhões, diz IBGE
27/02/19, 12:50 | DENÚNCIAS - Delatores da OAS acusam Rodrigo Maia, Paes, Cabral e Lindbergh de caixa dois
27/02/19, 12:42 | NEGOCIATA - Em reunião com Bolsonaro e deputados, Onyx oferece cargos e emendas
27/02/19, 12:29 | PREVIDÊNCIA - Aposentado que ficar viúvo será duplamente afetado pela Reforma da Previdência
26/02/19, 22:29 | POLÊMICA - Bancada militar da Câmara quer manter benefícios na reforma da Previdência
26/02/19, 21:52 | POLÍTICA - Reforma da Previdência divide opiniões: 43,4% aprovam; 45,6% não, diz CNT/MDA
26/02/19, 21:45 | IMPROBIDADE - MPF pede explicação a ministro da Educação sobre carta para escolas
26/02/19, 21:40 | DISCURSO - Bolsonaro diz que aguarda que Congresso altere reforma da Previdência
26/02/19, 21:27 | DECISÃO - Fux nega pedido do ministro do Turismo para transferir ao STF caso dos supostos 'laranjas' do PSL
« Anterior 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 | 361 - 390 | 391 - 420 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site