CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Lei de Cotas terá de ser aplicada também nas Forças Armadas, decide STF

Para Barroso, a aplicação das cotas em concursos públicos possibilita a construção de uma burocracia representativa, mais atenta aos problemas e particularidades dos diferentes segmentos sociais

13/04/18, 15:12

O

Supremo Tribunal Federal confirmou a validade da Lei de Cotas, que reserva aos negros 20% das vagas oferecidas em concursos públicos, para as Forças Armadas. Em decisão tomada nessa quinta-feira (12), os ministros eliminaram a dúvida que persistia sobre o assunto ao analisar um questionamento da ONG Educafro.

A Lei de Cotas foi declarada constitucional em junho de 2017, mas ponderações dos ministros Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes sobre uma atipicidade das carreiras militares suscitaram a discussão se a norma deveria ser aplicada pelas Forças Armadas. Até agora, apenas a Marinha vinha reservando vagas para afrodescendentes.
 
A decisão foi unânime. Todos os ministros acompanharam o voto do relator, Luís Roberto Barroso. “Não há particularidade inerente às atribuições exercidas nas Forças Armadas que possa justificar, por qualquer razão, um tratamento diferenciado daquele dado por toda a Administração direta e indireta à aplicação das cotas”, concluiu o relator. “Trata-se também de superar o racismo estrutural e institucional existente na nossa sociedade e de garantir a igualdade material entre os cidadãos”, ressaltou.

Para Barroso, a aplicação das cotas em concursos públicos possibilita a construção de uma burocracia representativa, mais atenta aos problemas e particularidades dos diferentes segmentos sociais. A Lei de Cotas é aplicada para o preenchimento de cargos efetivos e empregos públicos na administração pública federal direta e indireta, nos Três Poderes.

No julgamento do ano passado, Gilmar Mendes levantou dúvidas sobre a aplicação da lei em todos os concursos públicos, inclusive nas Forças Armadas.

“A mim me preocupa essa questão da abrangência da Lei em relação a todos os Poderes e todos os âmbitos. Certamente tem repercussão, já foi falado aqui, no âmbito do Judiciário, mas a mim me parece que seria razoável que se discutisse se o que se estabelece numa lei geral se transpusesse para o âmbito do Judiciário, ou mesmo do Ministério Público, ou de outros órgãos. Fico a pensar, por exemplo, nos concursos de Forças Armadas, que têm  singularidades e tudo mais. Eu gostaria apenas de fazer um pouco essa reserva em relação a esse tipo de tema, porque me parece que há um certo expansionismo que tem implicações em todo esse contexto”, disse o ministro.

A mesma preocupação também foi manifestada pelo ministro Alexandre de Moraes, que citou que, em relação às Forças Armadas, há um dispositivo que prevê uma lei específica. “Diz o inciso X: ‘Art. 142 – […] A – a lei disporá sobre o ingresso nas Forças Armadas, os limites de idade, a estabilidade e outras condições de transferência […]. Então, há possibilidade dessa análise mais detalhada”, ponderou.

Ao pedir o esclarecimento desse ponto da decisão inicial sobre a constitucionalidade da Lei de Cotas, a Educafro ressaltou que não havia por que diferenciar os militares dos demais servidores.

“Não é demais explicitar que os militares brasileiros também prestam serviço público e se submetem a um regime jurídico igualmente público, de caráter estatutário, ainda que diverso daquele a que estão sujeitos os servidores de natureza civil. Do mesmo modo, os concursos para ingresso nas Forças Armadas são, a rigor, concursos para provimento de cargos efetivos no âmbito da União”, alegou a entidade.

Fonte: JL/Congrasso e Foco
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
29/12/18, 22:08 | POSSE - Segurança da posse terá detector de metais e proibição de objetos
29/12/18, 14:59 | SUSPEITA - Polícia do DF descarta suspeita de bomba na Esplanada dos Ministérios
29/12/18, 14:25 | POSSE - Bolsonaro e família viajam hoje para Brasília para posse presidencial
29/12/18, 13:57 | PREVIDÊNCIA - INSS muda regras do consignado para impedir assédio de bancos aos segurados
29/12/18, 13:48 | CAPTURA - Doleiro Bruno Farina teve extradição voluntária para o Brasil
29/12/18, 13:19 | ORDEM JUDICIAL - Ex-miss Piauí denuncia desaparecimento do filho após entregá-lo ao pai
29/12/18, 12:55 | FIM DE ANO - Procura por uva e romã aumenta na Ceasa de Teresina devido a simpatias de réveillon
29/12/18, 12:48 | ESPORTE - Pesquisa: torcedores do Barcelona votam em massa contra o retorno de Neymar
29/12/18, 12:36 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Ministro Fachin homologa delação que envolve Renan Calheiros
29/12/18, 12:14 | LEGALIZAR - Moro pede e Bolsonaro promete decreto para liberação de arma de fogo
29/12/18, 12:09 | DECRETO - Seca e chuvas deixam municípios do Piauí e mais 3 estados em situação de emergência
29/12/18, 11:27 | INTERNACIONAL - Sob a ameaça de novo tsunami, Indonésia esvazia cidades e vilas
29/12/18, 11:16 | SAÚDE PÚBLICA - 'Mais Médicos vive uma crise de improvisações', diz futuro ministro
28/12/18, 16:26 | ENCONTRO - Bolsonaro diz que Brasil e Israel devem aprofundar parcerias no futuro
28/12/18, 16:23 | SOCIAL - Bolsa Família: Calendário 2019 com datas de saque é divulgado
28/12/18, 16:10 | DIPLOMACIA - Netanyahu e Bolsonaro se reúnem no Rio sob forte esquema de segurança
28/12/18, 15:51 | ILEGALIDADE - Bancos têm demitido pessoas com estabilidade pré-aposentadoria
28/12/18, 15:47 | DESALENTO - Mercado de trabalho só abre vagas somente sem carteira assinada
28/12/18, 15:45 | POLÍTICA - Haddad diz que há chance de condenação de Lula ser revista em 2019
28/12/18, 14:59 | ABUSOS SEXUAIS - Justiça determina bloqueio de R$ 50 milhões das contas de João de Deus
28/12/18, 14:16 | DESCASO - Pelo padrão Lava Jato, Queiroz já teria sido preso, avalia Kennedy Alencar
28/12/18, 13:50 | INUSITADO - Bolsonaro ganha escultura de cartuchos de arma de fogo que formam seu rosto
28/12/18, 13:40 | CALENDÁRIO - Governo federal publica lista com feriados e pontos facultativos de 2019
28/12/18, 13:26 | MEDIDAS - Bolsonaro diz que pretende estender validade de CNH para 10 anos
27/12/18, 21:57 | FAMÍLIA - Enzo Gabriel e Maria Eduarda: os nomes de bebês mais registrados em 2018; em 2017, Miguel e Alice
27/12/18, 21:46 | CRIME - Assassino diz ter se desentendido com Camata sobre processos judiciais
27/12/18, 21:41 | POLÊMICA - Aliados de Bolsonaro avaliam que Queiroz não esclareceu movimentações
27/12/18, 21:35 | ESPORTE - Grêmio aceita proposta do Al-Ittihad e vende o goleiro Marcelo Grohe
27/12/18, 21:29 | AJUSTE - Em documento, Bolsonaro determina pente-fino na gestão Temer
27/12/18, 21:21 | POLÍTICA - Reta final do governo Temer: Marasmo, pequenas homenagens e preocupação com a Justiça marcam os últimos dias no cargo
« Anterior 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 | 361 - 390 | 391 - 420 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site