CBN - A rádio que toca notícia

CORRUPÇÃO

Gilmar Mendes: “Em um momento houve canonização da Lava Jato”

“Qualquer decisão contra a ação do Moro era considerada antirrepublicana, antipatriótica ou ‘antiqualquercoisa’, o que é uma bobagem”, criticou o ministro do STF

07/07/18, 12:35

D

urante passagem por Londres, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu suas decisões em que revogou prisões ordenadas por juízes de primeira instância da Lava Jato. Além disso, declarou que houve um momento de “canonização” da operação no País, em que qualquer questionamento a ela era considerado “antirrepublicano”, disse, em entrevista à Célia Froufe, do Estado de São Paulo.

O ministro destacou, ainda, que a lei de abuso de autoridade é uma das coisas nas quais o Brasil precisa “pensar” para os próximos anos. “Em um momento houve a canonização da Lava Jato. Então, qualquer decisão contra a ação do (juiz Sergio) Moro era considerada antirrepublicana, antipatriótica ou ‘antiqualquercoisa’, o que é uma bobagem”.

Gilmar está na capital inglesa para participar de um seminário na Universidade de Londres e no qual falou sobre os 30 anos da Constituição brasileira. “A Lava Jato começou a pensar que era uma entidade, quis legislar, mudar habeas corpus e outras coisas. Depois se viu que eles eram suscetíveis a problemas sérios e que a corrupção estava ali perto, como o caso (do ex-procurador Marcello) Miller”, afirmou Gilmar, em referência ao ex-procurador da República que, na semana passada, se tornou réu por supostamente atuar como advogado do Grupo J&F quando ainda integrava o Ministério Público Federal.

O ministro também criticou procedimentos adotados pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal não só na Lava Jato como também na Carne Fraca e Satiagraha – operações em que foi questionado por ter revogado decisões expedidas pela primeira instância. Sobre isso, Gilmar disse estar “muito tranquilo”. “Nunca houve uma decisão minha que não fosse confirmada pela turma ou pelo pleno”.

O magistrado defendeu a reformulação da lei que trata de abuso de autoridade no País. Neste caso, fez referência ao trabalho do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, responsável pela negociação e assinatura de acordos de delação premiada de ex-executivos do Grupo J&F, material que fundamentou duas denúncias contra Michel Temer.

“O doutor Janot, de fato, queria derrubar o presidente para isso? Então foi a primeira tentativa de golpe que se fez em 30 anos vinda não de militares”, disse Gilmar. “Não estou falando que não é para investigar, não. Agora, faça direito”, afirmou. “Isso é também uma coisa na qual precisamos pensar para os próximos 30 anos: lei de abuso de autoridade, responsabilidade”, afirmou.
 
 
Fonte: JL/Revista Fórum
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
02/11/18, 23:43 | REPERCUSSÃO - IMPRENSA INTERNACIONAL: Bolsonaro deu cargo a quem prendeu rival
02/11/18, 22:21 | ENTREVISTA - Cientista Político italiano teme que Moro tenha destino de 'herói' da Mãos Limpas que entrou para a política
02/11/18, 21:33 | EDUCAÇÃO - Horário de verão e fake News estão entre as preocupações dos responsáveis pelo Enem
02/11/18, 21:20 | POLÍTICA - Bolsonaro sinaliza rompimento de relações com Cuba e avisa: “Não posso errar, senão o PT volta”
02/11/18, 21:17 | CRIME ELEITORAL - Notícias falsas influenciaram eleições deste ano, dizem pesquisadores
02/11/18, 21:09 | INUSITADO - Morena clicada com Mourão foi investigada por Sergio Moro em suposta ligação com tráfico
02/11/18, 20:55 | EVENTO - ‘Garotos’ de 25 anos se tornam juízes sem conhecer a realidade, diz Toffoli
02/11/18, 20:50 | SEGURANÇA - Witzel e Flávio Bolsonaro vão a Israel conhecer drone que faz disparos para matar bandidos
02/11/18, 19:13 | POLÊMICA - Entidades que representam delegados divulgam nota de repúdio por declarações de Jungmann sobre caso Marielle
02/11/18, 15:03 | POLÍTICA - Reinaldo Azevedo: Moro é exemplo da justiça com partido
02/11/18, 14:46 | ARTIGO JURÍDICO - Tipos de Família, Paternidade e Maternidade no Registro Civil
02/11/18, 14:15 | JUDICIÁRIO - Com decisão de Moro, especialistas avaliam futuro da Lava Jato
02/11/18, 14:06 | CRIME - Justiça determina retirada de post de deputada do PSL contra professores
02/11/18, 13:57 | POLÊMICA - Mourão volta à cena: à BBC, nega autoritarismo; a jornal, diz que Magno Malta procura emprego
02/11/18, 13:48 | CRIME - Supremo notifica Eduardo Bolsonaro a responder denúncia de ameaça a jornalista
02/11/18, 13:30 | POLÊMICA - Equipe econômica de Bolsonaro quer nova CPMF para financiar a Previdência. Presidente eleito desautoriza economista
01/11/18, 22:34 | TRUCULÊNCIA - Em 1ª coletiva, Bolsonaro barra jornalistas da Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, Valor Econômico, CBN e EBC
01/11/18, 22:18 | MUDANÇAS - Bolsonaro recua em fusão dos Ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura
01/11/18, 22:08 | ARTIGO JURÍDICO - Ministério da Justiça e a exoneração de Sérgio Moro
01/11/18, 21:05 | AVALIAÇÃO - Para Ayres Britto, ex-ministro do STF, Moro no governo compromete Judiciário
01/11/18, 21:00 | ENTREVISTA - Eduardo Bolsonaro: Reforma da Previdência “é uma medida impopular que o Brasil precisa tomar”
01/11/18, 20:40 | PALESTRA - General Mourão: “O presidente deveria ganhar R$ 100 mil por mês”
01/11/18, 18:21 | REPERCUSSÃO - Mídia global aponta parcialidade de Moro ao ser ministro de Bolsonaro
01/11/18, 18:11 | SEGURANÇA - Operação Finados amplia fiscalização em estradas até domingo
01/11/18, 17:44 | TRANSIÇÃO - Políticos reagem nas redes sociais a Moro ministro de Bolsonaro
01/11/18, 17:26 | VIDA AMEAÇADA - Entidades irão ao papa em defesa do Ministério do Meio Ambiente
01/11/18, 17:01 | JUDICIÁRIO - Com saída de Moro, juíza Gabriela Hardt assume Lava Jato
01/11/18, 16:55 | POLÊMICA - Bolsonaro diz que Moro terá “liberdade” para escolher sua equipe
31/10/18, 15:05 | EDUCAÇÃO - Mais de 500 mil estudantes poderão renegociar dívida do Fies
31/10/18, 14:56 | POLÍTICA - Moro prendeu Lula para eleger Bolsonaro
« Anterior 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 | 361 - 390 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site