CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Embate de instâncias jurídicas deve contaminar eleição, dizem analistas

Avaliação foi feita por especialistas em Direito e cientistas políticos após impasse envolvendo soltura de Lula

10/07/18, 16:35

O

embate jurídico de domingo, dia 8, sobre a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso por corrupção e lavagem de dinheiro pela Lava Jato, terá reflexos e novos desdobramentos durante o período eleitoral deste ano - podendo manter o clima de incerteza jurídica até as eleições de outubro. Esta é a visão de especialistas em direito e cientistas políticos ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Para o cientistas político Vitor Oliveira, da agência Pulso Público, a "guerra de liminares" que se iniciou após o desembargador plantonista Rogério Favreto conceder habeas corpus de soltura ao ex-presidente reforçou a ideia de politização do Judiciário e de um incômodo em relação à isenção desse Poder.

"As instituições já estão sob desconfiança. A situação de domingo amplia uma desconfiança de que o Poder Judiciário não age com imparcialidade. A desconfiança na Justiça pode produzir, na população, questionamentos em relação ao próprio processo eleitoral", afirmou o analista, lembrando que candidatos ligados à direita e a à esquerda já ensaiam esse discurso.

O sociólogo Rogério Baptistini, do Mackenzie, chama o momento vivido pelo País de "a tempestade perfeita": o "encontro" de crises em todas as esferas de poder.

"O processo político está a reboque da Lava Jato. É preciso de um freio de arranjo, que não deve acontecer. As lideranças que poderiam trabalhar para construir um consenso estarão divididas por causa da eleição", afirmou. Assim como Oliveira, Baptistini acredita que "qualquer que seja o resultado, a eleição será contestada". "O que aconteceu domingo foi apenas o começo."

A advogada constitucionalista Vera Chemim considera que parte das incertezas do mundo jurídico está sendo provocada pelo próprio Supremo Tribunal Federal. "A questão da prisão em segunda instância precisa ser colocada com mais clareza", disse a advogada. "O Supremo não pode ficar alterando a jurisprudência a qualquer momento", completou.

Ainda assim, Vera não crê que a ministra Cármen Lúcia (presidente do Supremo) vá colocar o tema em votação. "Nem depois, com Dias Toffoli (que assume a presidência do STF no dia 12 de setembro), a questão deve voltar. Vamos até o fim do processo eleitoral com sustos. A prisão em segunda instância só será resolvida pelo Legislativo, em um próximo mandato, via emenda constitucional", afirmou.

O professor de direito penal Davi Tangerino, que leciona na FGV e na UFRJ, disse que o Judiciário entrou no "Fla x Flu" político que contamina o País. "Virou a turma que solta bandido versus a turma que combate a corrupção. Isso mostra um grau de emoção que não é compatível com o Judiciário", disse.

Para o especialista, os ministros do Supremo contribuem com o clima de incerteza jurídica quando "não se comunicam com clareza com o público". "O cidadão comum não tem conhecimento jurídico para, no fim do dia, entender tudo o que está acontecendo. É necessário que os ministros falem menos e sejam mais objetivos ao se comunicar", afirmou.

A indefinição sobre a elegibilidade de Lula também adiciona mais incertezas ao futuro político próximo no País. Para a especialista em direito eleitoral Karina Kufa, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) terá muito trabalho para lidar com a questão. "O TSE terá de responder a uma série de questionamentos sobre elegibilidade vindos de vários lados e sobre vários candidatos", disse. "O momento não é de tranquilidade."

Fonte: JL/Estadão
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
03/02/19, 11:00 | PARLAMENTO - Senador de poucos discursos e muitas articulações, o Davi que derrotou Renan terá de pacificar o Senado
03/02/19, 10:45 | ARTIGO - Itália no turbilhão do euro
02/02/19, 22:33 | ELEIÇÃO DO SENADO - Davi Alcolumbre: 'O Senado não pode se curvar à intromissão do Judiciário e de qualquer outro Poder'
02/02/19, 19:23 | CRIME - Empresário é preso sob suspeita de arrastar a sogra por 30 m em veículo
02/02/19, 19:21 | RECUPERAÇÃO - Bolsonaro se sente mal e usa sonda para alimentação
02/02/19, 19:09 | SUCESSÃO - Davi Alcolumbre é eleito presidente do Senado Federal
02/02/19, 18:57 | ARTIGO JURÍDICO - Consulta Tributária Vinculante
02/02/19, 18:04 | URNA - Após confusão de voto duplo, senadores decidem fazer nova votação
02/02/19, 18:01 | TRAGÉDIA - Moradores de Brumadinho negam ter recebido orientações de evacuação
02/02/19, 17:57 | TRAGÉDIA - Custos da União com Brumadinho serão cobrados da Vale, diz AGU
02/02/19, 16:33 | TRAGÉDIA - ‘Se é para prender alguém, que seja o presidente da empresa da Vale’, diz engenheiro
02/02/19, 16:16 | CRIMINALIDADE - Rio de Janeiro tem sexto policial militar morto em 2019
02/02/19, 15:46 | INTERNACIONAL - Principais cidades da Venezuela têm manifestações contra Maduro
02/02/19, 15:22 | OPINIÃO - O gabinete de Toffoli é uma farmácia que só atende alguns pacientes
02/02/19, 14:58 | POLÍTICA - Onyx Lorenzoni x Paulo Gudes: Disputa no Senado revela racha no núcleo duro do governo Bolsonaro
02/02/19, 13:55 | ABUSOS SEXUAIS - Filho de João de Deus é preso por coação e corrupção a testemunha
02/02/19, 13:49 | INVESTIGAÇÃO - Raquel Dodge cria força-tarefa para investigar rompimento de barragem
02/02/19, 13:46 | TRAGÉDIA - Em Brumadinho, um ritual de dor e angústia se repete entre as famílias
02/02/19, 10:19 | SERVIÇO - Agespisa conclui serviço em Luzilândia e abastecimento é retomado
02/02/19, 10:15 | PREMIAÇÃO - Banco de Alimentos da Nova Ceasa recebe Prêmio Piauí Inclusão Social
02/02/19, 10:02 | DISCURSO - Em posse de deputados, governador pede união e diálogo pelo Piauí
02/02/19, 09:23 | INFRAESTRUTURA - Autoridades vão fiscalizar 3,3 mil barragens com risco neste ano
02/02/19, 09:20 | TRAGÉDIA - Brumadinho: famílias recebem doações de alimentos, água e roupas
02/02/19, 09:17 | POLÍTICA - Dias Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado
02/02/19, 09:12 | POLÍTICA - Rodrigo Maia é reeleito presidente da Câmara dos Deputados
01/02/19, 13:44 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Presidente do STJ manda soltar tucano Beto Richa, ex-governador do Paraná
01/02/19, 13:39 | CELEBRAÇÃO - Agentes fazem cerimônia em homenagem às vítimas da barragem da Vale
01/02/19, 13:33 | JUDICIÁRIO - Mourão diz que Supremo saberá tomar decisões que o país precisa
01/02/19, 13:29 | POLÍTICA - Toffoli defende pacto entre os poderes para aprovação de reformas
01/02/19, 11:48 | PARLAMENTO - Dos 70 deputados eleitos do Rio, seis estão presos e devem adiar posse
« Anterior 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site