CBN - A rádio que toca notícia

DIREITOS HUMANOS

Campanha marca o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

A consequência é a falta de competência e qualificação necessárias para inserção no mercado de trabalho e, provavelmente, aposentadoria precoce devido às sequelas adquiridas, ligadas às atividades de risco

12/06/18, 16:33

 
H
oje (12), no Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI) lança a campanha Não proteger a infância é condenar o futuro, uma parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

O foco são as modalidades chamadas de "piores formas" de trabalho, como tarefas relacionadas à agricultura, atividades domésticas, tráfico de drogas, exploração sexual e trabalho informal urbano. Em razão dos riscos e prejuízos, o emprego de meninos e meninas nessas tarefas é proibido até os 18 anos.

Nas demais situações, o trabalho é permitido a partir dos 16 anos, sendo possível também a partir dos 14 anos caso ocorra na função de aprendiz.

De acordo com a assessora do fórum, Tânia Dornellas, mais de 2 milhões de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos trabalham no Brasil. “Qual o futuro que essas crianças vão ter? Uma criança que trabalha não tem a mesma concentração e energia que precisa para estudar. Só o fato de o Estado não garantir educação pública de qualidade para todos já é uma agressão. Quando aliado à iniciação precoce ao trabalho, você condena essas crianças”, afirmou.

A consequência é a falta de competência e qualificação necessárias para inserção no mercado de trabalho e, provavelmente, aposentadoria precoce devido às sequelas adquiridas, ligadas às atividades de risco.

Houve aumento, nos últimos anos, no número de crianças de 5 a 9 anos trabalhando na agricultura, uma das piores formas de trabalho infantil, segundo Tânia Dornellas. “Embora o número absoluto de trabalho infantil seja no meio urbano. Do ponto de vista relativo, nas áreas rurais há menor concentração, mas é onde elas mais trabalham”, disse.

A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) mostra que, em 2015, havia 2,7 milhões de crianças e adolescentes trabalhando irregularmente. 

O objetivo da campanha é chamar a atenção de órgãos públicos, empresas, organizações civis e da sociedade em geral para o problema e fomentar ações que contribuam para o combate a prática, especialmente as de maior impacto para meninos e meninas. As ações da campanha ocorrem de forma descentralizada em vários locais do país.

Dados

Brasil não cumpriu o compromisso da Convenção 182,T da OIT, de erradicar todas as piores formas de trabalho infantil até 2016. O compromisso foi revisto e a meta agora é de erradicar todas as formas da prática até 2025, conforme preveem os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. “Dificilmente vamos atingir a meta”, disse a assessora. "O Estado precisa se voltar para um projeto político que privilegie a inclusão social e reforce a educação de qualidade."

“O que percebemos,nos últimos anos, com a crise política e econômica em que o país entrou, foi um impacto, em toda a sociedade, sobretudo nas famílias em vulnerabilidade social. E uma das causas para o trabalho infantil é a desigualdade social e a pobreza. Mas o que temos visto, com o próprio redirecionamento das políticas públicas, é um enfoque maior no resgate econômico do que na inclusão social”, afirmou.

De acordo com o Sistema Nacional de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde, foram registradas 236 mortes de meninos e meninas em atividades perigosas entre 2007 e 2017. O sistema recebeu, no mesmo período, notificações de 40 mil acidentes de pessoas de 5 a 17 anos. Deste total, mais de 24 mil foram graves, resultando em fraturas ou membros amputados.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
29/07/18, 19:51 | BRASILEIRÃO - Flamengo goleia o Sport no Maracanã e segue na liderança do Brasileiro
29/07/18, 19:44 | ELEIÇÕES 2018 - Corrida de presidenciáveis pelos vices vira missão quase tão difícil quanto ganhar a eleição
29/07/18, 19:40 | ECONOMIA - Brasileiros têm cerca de US$ 500 bi declarados em investimentos no exterior
29/07/18, 19:22 | PAUTA - Congresso de saúde coletiva defende política de redução de agrotóxicos
29/07/18, 19:16 | DIREITOS HUMANOS - Manifestação pede fim da violência contra mulheres negras no Rio
29/07/18, 19:08 | POLÍTICA - 'Wellington Dias prostituiu a Assembleia', disse Mão Santa ao deputado Themístocles Filho
29/07/18, 15:54 | POLÍTICA - Sidney Rezende: mídia insana barra cobertura do festival Lula Livre
29/07/18, 15:41 | POLÍTICA - Imprensa francesa destaca milhares de pessoas no festival Lula Livre
29/07/18, 15:29 | POLÍTICA - Lula: ‘dinheiro na mão do pobre é que movimenta economia’
28/07/18, 12:47 | POLÍTICA - Em convenção, PTB oficializa apoio à pré-candidatura de Alckmin ao Planalto
28/07/18, 12:40 | VIOLÊNCIA - Fortaleza tem onda de ataque incendiário a ônibus e prédios públicos
28/07/18, 12:05 | FUTEBOL INTERNACIONAL - Transferência de Ronaldo faz preço do ingresso disparar na Itália
28/07/18, 11:58 | DENÚNCIA - Toffoli ganha R$ 100 mil de mesada da mulher, diz site
28/07/18, 11:52 | ELEIÇÕES 2018 - Escolha de vice mobiliza negociações políticas em corrida presidencial
28/07/18, 11:50 | OPINIÃO PÚBLICA - Vida piorou para 70% dos brasileiros no governo Temer/PSDB, diz pesquisa
28/07/18, 10:43 | DENÚNCIA - Mulher de Moro abre empresa com acusado de cobrar milhões por acordo na Lava Jato
27/07/18, 21:30 | EDUCAÇÃO - Brasil tem dificuldade de atrair jovens para a carreira professor
27/07/18, 21:19 | CORRUPÇÃO & PROPINA - MPF denuncia 14 pessoas por desvio de R$ 625 milhões na gestão Alckmin, em SP
27/07/18, 21:09 | IMPUGNAÇÃO - MP vai processar político ficha suja que usar dinheiro público em campanha
27/07/18, 21:04 | EQUÍVOCO - Suspeito vende joias por R$ 200 e chora ao descobrir que valiam R$ 50 mil, em Teresina
27/07/18, 20:59 | ARTIGO - No Brasil, a culpa é da vítima e não do culpado, diz Mario Rosa
27/07/18, 20:51 | DECISÃO - Toffoli rejeita pedidos de liberdade para Eduardo Cunha
27/07/18, 20:48 | JUSTIÇA - Cármen Lúcia diz que é preciso repensar o Poder Judiciário
27/07/18, 20:45 | CORRUPÇÃO - Justiça cassa direitos políticos de Garotinho por 8 anos
27/07/18, 14:46 | POLÍTICA - Siglas do Centrão e do PSDB são rivais em 12 estados
27/07/18, 14:42 | ECONOMIA - Bandeira vermelha vai encarecer a conta de luz em agosto
27/07/18, 14:37 | SAÚDE - Sarampo: sobe para 822 o número de casos no Brasil, diz Ministério
27/07/18, 14:10 | ECONOMIA - OAB e entidades protestam hoje contra cobrança de bagagem despachada
27/07/18, 14:07 | ECONOMIA - CNI: indústria da construção enfrenta dificuldades para se recuperar
27/07/18, 13:52 | POLÊMICA - STF suspende efeitos de ação trabalhista de R$ 17 bi contra Petrobras
« Anterior 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site