CBN - A rádio que toca notícia

ESTATÍSTICA

Crimes: mais de 3 mil pessoas foram assassinadas em fevereiro no Brasil

Os dados são solicitados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública

15/04/18, 18:46

O

Brasil registrou, em fevereiro deste ano, mais de 3 mil assassinatos violentos. O levantamento não considera os dados de seis estados, que ainda não divulgaram os números. O índice nacional de homicídios foi criado pelo portal G1 e faz um mapeamento do número de mortes violentas mês a mês no país.

De acordo com a reportagem, o número consolidado (3.276) contabiliza todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que, juntos, compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais.

O Monitor da Violência foi desenvolvido pelo G1 , em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os dados são solicitados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

O objetivo da pesquisa é antecipar os dados e possibilitar um diagnóstico em tempo real da violência, além de obrar transparência por parte dos governos.

Os estados que não forneceram os números deram explicações. Na Bahia, a secretaria diz que o setor que trabalha com o fechamento dos dados dos dois meses não determina um prazo para a conclusão e que, quando as informações forem liberadas, serão divulgadas.

A Secretaria do Maranhão informa que os dados consolidados sobre mortes violentas e outros crimes ocorridos no Maranhão em fevereiro têm previsão de divulgação apenas para junho deste ano. “O período obedece ao prazo de três meses legalmente estabelecido pelo Ministério da Justiça, o qual considera as condições de registro de ocorrências disponíveis nas unidades federativas do país, como as dimensões territoriais e oferta de serviço de internet disponíveis nos estados.”

Em Minas Gerais, a secretaria diz que os dados de janeiro e fevereiro de 2018 ainda serão divulgados. A pasta afirma que os números passam por auditagem para "total transparência e confiabilidade". Até o momento, o governo tem apenas os dados de latrocínio (7 em janeiro e 8 em fevereiro)

O órgão responsável pelos dados no Paraná afirma que não possui a informação sobre ambos os meses. “As estatísticas referentes a homicídios, antes da divulgação, passam por quatro ciclos de controle de qualidade. Durante a realização da validação foram encontradas distorções que estão sendo homologadas para, então, ocorrer a divulgação. Foram encontradas distorções nos meses de janeiro e fevereiro. Assim que os dados forem validados, serão prontamente divulgados para a população por meio do site."

Em Rondônia, a secretaria não informa os números de fevereiro; a Polícia Civil diz que ainda aguarda o retorno dos departamentos que concentram as informações

A Secretaria de Tocantins afirmou que as delegacias levam um tempo para informar os números e, por isso, os dados de janeiro e de fevereiro ainda não foram consolidados.

Fonte: JL/Notícas ao Minuto
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
14/04/18, 09:24 | ARTIGO - No crime, o juízo sentenciante e o juízo da execução da pena
14/04/18, 08:27 | MUNDO - GUERRA: Estados Unidos, França e Reino Unido atacam a Síria
14/04/18, 07:54 | CAMPANHA SUJA - Aécio usou robôs e 699 perfis falsos para atacar Dilma em 2014
13/04/18, 18:41 | CRIMINALIDADE - Bandidos invadem a Urca no Rio e desmoralizam os generais da intervenção
13/04/18, 15:59 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Prisão de Lula une PT e Planalto contra prisão em 2ª instância
13/04/18, 15:30 | VIOLÊNCIA - Escola em Teresina cria código de segurança para alunos entrarem na sala de aula e evitar assaltos
13/04/18, 15:27 | PROPINA - Raquel Dodge pede arquivamento de investigação contra deputados do PP
13/04/18, 15:17 | SUPREMO - Cármen Lúcia marca para dia 2 de maio julgamento de foro privilegiado
13/04/18, 15:12 | POLÊMICA - Lei de Cotas terá de ser aplicada também nas Forças Armadas, decide STF
13/04/18, 14:59 | ARTIGO - Empreendedorismo, na visão de Edivan Batista Carvalho
13/04/18, 10:45 | ENTREVISTA - Ciro: “O que guia minhas iniciativas é a obrigação com o Brasil”
13/04/18, 10:36 | DESCRÉDITO - Carta Capital: STF relativiza a constituição e avaliza a arbitrariedade
13/04/18, 10:25 | CRÍTICA - Reinaldo: STF é a maior fonte de insegurança jurídica
13/04/18, 09:48 | LAVA JATO - Lula conduzido coercitivamente; Alckmin prestou depoimento em sigilo
13/04/18, 09:40 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Relembre 15 escândalos envolvendo tucanos que não deram em nada
13/04/18, 09:35 | OSTENTAÇÃO - Delator da Lava Jato dá festas em cobertura de luxo em SP
13/04/18, 09:25 | LEVANTAMENTO - Uber faz corridas de táxis caírem 57% em 2 anos
13/04/18, 08:28 | ECONOMIA - Brasil cai no ranking do comércio global e posição é a pior desde 2003
13/04/18, 08:11 | EXECUÇÃO - Caso Marielle: polícia vai confrontar digitais de possíveis assassinos
13/04/18, 07:59 | ESPORTE - Botafogo ganha de virada e fica na vantagem na Sul-Americana
12/04/18, 17:27 | DEFESA CIVIL - Governo do Estado e Municípios fazem encontro em Luzilândia para definir estratégias das inundações
12/04/18, 17:04 | POLÍTICA - Líderes de partidos de esquerda participam de atos na Europa em favor de Lula
12/04/18, 17:00 | ECONOMIA - Governo propõe salário mínimo de R$ 1.002 para o próximo ano
12/04/18, 16:57 | DECISÃO - Supremo nega pedido de habeas corpus do ex-ministro Palocci
12/04/18, 16:02 | PROPINA - Mulher de coronel pagou em dinheiro vivo obra de filha de Temer, diz fornecedor
12/04/18, 15:57 | ENTREVISTA - “Será a eleição mais importante desde a redemocratização”, diz Alvaro Dias
12/04/18, 15:10 | JUSTIÇA - Anistia Internacional pede que Cúpula das Américas priorize direitos humanos
12/04/18, 15:07 | SAÚDE - Aécio vai a hospital em Brasília para exames médicos e se recupera em casa
12/04/18, 15:04 | EDUCAÇÃO - Base curricular do ensino médio será debatida em audiências públicas
12/04/18, 14:57 | CRIME - PF prende 13 pessoas em operação contra fraudes em institutos de previdência
« Anterior 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site