CBN - A rádio que toca notícia

SUPREMO

Temer diz que decisão sobre foro privilegiado cabe ao Legislativo

O assunto vai ser debatido pelo plenário do Supremo Tribunal Federal no próximo dia 2 de maio. A retomada do julgamento foi pautada ontem (13) pela presidente da corte, ministra Cármen Lúcia

15/04/18, 09:24

O

presidente da República, Michel Temer disse que cabe ao Legislativo decidir sobre a restrição o foro privilegiado. O presidente se posicionou sobre o tema em Lima, no Peru, onde participou da 8ª Cúpula das Américas.

“Eu sou a favor que o Legislativo decida”, disse Temer ao ser questionado por jornalistas se era favorável à restrição do foro privilegiado, após uma reunião bilateral com o presidente do Chile, Sebastián Piñera.

O assunto vai ser debatido pelo plenário do Supremo Tribunal Federal no próximo dia 2 de maio. A retomada do julgamento foi pautada ontem (13) pela presidente da corte, ministra Cármen Lúcia.

O julgamento da ação que restringe o alcance do foro privilegiado foi interrompido em novembro do ano passado, após um pedido da vista do ministro Dias Tofolli para analisar melhor o tema. O ministro devolveu o processo para a presidente do STF no último dia 27 de março. Cármen Lúcia decidiu incluir o processo na pauta de maio, porque a de abril já estava fechada.

A suspensão ocorreu quando já havia maioria favorável à restrição. Na ocasião, sete ministros votaram a favor do parecer do relator ministro Luís Roberto Barroso. Barroso defendeu que o foro privilegiado para políticos só vale se o crime do qual forem acusados tiver sido cometido no exercício do mandato e se for relacionado ao cargo que ocupam.

Assim, as irregularidades praticadas antes do exercício do mandato não teriam foro privilegiado e ficariam com a Justiça de primeira instância. Acompanharam o entendimento de Barroso os ministros Luiz Fux, Rosa Weber, Edson Fachin, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Cármen Lúcia.

Também favorável à restrição, o ministro Alexandre de Moraes, apresentou um voto parcialmente divergente. Moraes defendeu a limitação do foro apenas para crimes cometidos no mandato, mas propôs que o Supremo analise infrações penais, independentemente de terem relação com o cargo.

Congresso

A palavra final sobre a restrição do foro privilegiado caberá ao Supremo porque o Congresso Nacional está impedido de apreciar propostas que alterem a Constituição, devido à intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro.

Aprovada no Senado em maio do ano passado, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 10/13, que acaba com o foro especial por prerrogativa de função para a maioria das autoridades, tramita na Câmara dos Deputados sob o número 333/17. A proposta saiu da pauta uma vez que a Constituição Federal não pode ser emendada, enquanto durar a intervenção.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
29/07/18, 15:41 | POLÍTICA - Imprensa francesa destaca milhares de pessoas no festival Lula Livre
29/07/18, 15:29 | POLÍTICA - Lula: ‘dinheiro na mão do pobre é que movimenta economia’
28/07/18, 12:47 | POLÍTICA - Em convenção, PTB oficializa apoio à pré-candidatura de Alckmin ao Planalto
28/07/18, 12:40 | VIOLÊNCIA - Fortaleza tem onda de ataque incendiário a ônibus e prédios públicos
28/07/18, 12:05 | FUTEBOL INTERNACIONAL - Transferência de Ronaldo faz preço do ingresso disparar na Itália
28/07/18, 11:58 | DENÚNCIA - Toffoli ganha R$ 100 mil de mesada da mulher, diz site
28/07/18, 11:52 | ELEIÇÕES 2018 - Escolha de vice mobiliza negociações políticas em corrida presidencial
28/07/18, 11:50 | OPINIÃO PÚBLICA - Vida piorou para 70% dos brasileiros no governo Temer/PSDB, diz pesquisa
28/07/18, 10:43 | DENÚNCIA - Mulher de Moro abre empresa com acusado de cobrar milhões por acordo na Lava Jato
27/07/18, 21:30 | EDUCAÇÃO - Brasil tem dificuldade de atrair jovens para a carreira professor
27/07/18, 21:19 | CORRUPÇÃO & PROPINA - MPF denuncia 14 pessoas por desvio de R$ 625 milhões na gestão Alckmin, em SP
27/07/18, 21:09 | IMPUGNAÇÃO - MP vai processar político ficha suja que usar dinheiro público em campanha
27/07/18, 21:04 | EQUÍVOCO - Suspeito vende joias por R$ 200 e chora ao descobrir que valiam R$ 50 mil, em Teresina
27/07/18, 20:59 | ARTIGO - No Brasil, a culpa é da vítima e não do culpado, diz Mario Rosa
27/07/18, 20:51 | DECISÃO - Toffoli rejeita pedidos de liberdade para Eduardo Cunha
27/07/18, 20:48 | JUSTIÇA - Cármen Lúcia diz que é preciso repensar o Poder Judiciário
27/07/18, 20:45 | CORRUPÇÃO - Justiça cassa direitos políticos de Garotinho por 8 anos
27/07/18, 14:46 | POLÍTICA - Siglas do Centrão e do PSDB são rivais em 12 estados
27/07/18, 14:42 | ECONOMIA - Bandeira vermelha vai encarecer a conta de luz em agosto
27/07/18, 14:37 | SAÚDE - Sarampo: sobe para 822 o número de casos no Brasil, diz Ministério
27/07/18, 14:10 | ECONOMIA - OAB e entidades protestam hoje contra cobrança de bagagem despachada
27/07/18, 14:07 | ECONOMIA - CNI: indústria da construção enfrenta dificuldades para se recuperar
27/07/18, 13:52 | POLÊMICA - STF suspende efeitos de ação trabalhista de R$ 17 bi contra Petrobras
27/07/18, 11:54 | VIOLÊNCIA - Polícia de Luzilândia prende casal assassino que foi ao velório da vítima
27/07/18, 11:22 | POLÊMICA - Em pareceres, Ministério Público dá opiniões divergentes sobre os mesmos temas
27/07/18, 11:17 | SEM PROVAS - Sentença contra Lula será estudada como exemplo de má justiça
27/07/18, 11:06 | MOVIMENTO - Festival Lula Livre reúne no Rio gerações e estilos musicais em defesa da democracia
27/07/18, 11:01 | HOMENAGEM - MF Porta-Retratos personalizados traz opções de presentes diferenciados para o Dia dos Pais
27/07/18, 10:55 | JUSTIÇA - Petrobras recorre ao STF para suspender ação trabalhista de R$ 17 bilhões
26/07/18, 20:28 | PROBIDADE - TCU absolve cinco ministros dos governos do PT de irregularidades no Fies
« Anterior 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site