CBN - A rádio que toca notícia

PROPINA

Inquérito sobre decreto dos portos poupa sigilo bancário de Temer

A consulta aos autos revela que uma série de medidas não foram tomadas pela PGR e pela PF

12/02/18, 11:36
 
P
assados quatro meses da abertura do inquérito sobre um decreto do setor portuário, os sigilos bancário, telefônico e fiscal do presidente Michel Temer, de amigos e empresários foram preservados pelos investigadores -no caso, a Procuradoria Geral da República e a PF (Polícia Federal).

Na última sexta-feira (9), em entrevista à agência Reuters, o diretor-geral da PF, Fernando Segovia, criticou a qualidade das provas obtidas e indicou que o inquérito poderá ser arquivado.

A consulta aos autos, porém, revela que uma série de medidas não foram tomadas pela PGR e pela PF.

A investigação, que procura saber se Temer recebeu vantagem indevida das empresas da área, se concentrou até agora em aspectos formais, como depoimentos de dez investigados -incluindo Temer- que negam qualquer irregularidade na edição do decreto.

O inquérito foi aberto a partir da delação da JBS. Em telefonemas, o ex-assessor presidencial Rodrigo Loures conversou com membros do governo e parlamentares sobre o decreto. Ele queria incluir no texto um grupo de portos que tinham recebido concessões e arrendamentos antes de uma lei de 1993.

No decreto, de maio de 2017, o grupo acabou excluído -um dos pontos usados pela defesa de Temer para pedir arquivamento do caso.

Tanto a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, quanto o delegado da PF que preside o inquérito, Cleyber Malta Lopes, não demonstraram interesse em pedir ao ministro relator no STF, Luís Roberto Barroso, acesso à movimentação bancária do presidente para ver se há ou houve alguma relação com empresas do setor portuário.

PISTAS DE LADO

Pistas também deixaram de ser perseguidas. Em junho passado, a PF apreendeu na Argeplan, empresa do coronel aposentado da PM João Baptista Lima Filho, "um projeto de reforma de imóvel com nome Maristela Temer", filha do presidente, um recibo de pagamento em nome dela e um disco rígido com "diversas informações sobre a reforma no apartamento".

Eventuais pagamentos da Argeplan, que tem contratos com órgãos públicos, à filha de Temer poderia indicar a dissimulação de vantagens indevidas. Nenhum dos documentos, porém, foi até o momento cruzado com o sigilo bancário de Maristela, que também não foi quebrado.

A filha do presidente não aparece como alvo da investigação nem é citada pela PF como alguém que mereça ser ouvido no futuro.

No inquérito há um relatório que sugere quebrar sigilo dos investigados, incluindo Temer, mas o papel foi produzido por um agente e um escrivão da PF, legalmente incapaz de pedir a quebra.

Pelo sistema de foro privilegiado no STF, caberia a Dodge formalizar o pedido a Barroso, o que não havia ocorrido até sexta (9).

Existe a hipótese de os sigilos terem sido quebrados em algum procedimento sigiloso, mas não há nenhuma referência nos autos públicos da investigação.

A PGR informou que, sobre o inquéritos dos portos, toda "manifestação ocorrerá somente nos autos".

A Polícia Federal não havia se manifestado até a conclusão deste texto.

Fonte: JL/Folha
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
06/05/18, 16:28 | VIOLÊNCIA - Mulher é morta a paulada após briga com vizinho em Campo Maior
06/05/18, 16:19 | POLÍTICA - Em 27 anos como deputado, Bolsonaro tem dois projetos aprovados
06/05/18, 16:06 | PROPINA - Entregador diz que levou dinheiro a escritório de amigo de Temer
06/05/18, 16:03 | RECURSOS PÚBLICOS - Michel Temer libera mais de R$ 4 bilhões para estados e municípios
06/05/18, 15:32 | POLÍTICA - Deputados presos do PMDB tentam lançar candidatura de herdeiros
05/05/18, 23:03 | PONTO DE VISTA - Tereza Cruvinel: começou o velório de Temer
05/05/18, 22:58 | PONTO DE VISTA - Emicida: Brasil é uma máquina de moer pobres
05/05/18, 22:44 | PONTO DE VISTA - Eduardo Guimarães: Brasil virou uma esculhambação
05/05/18, 21:47 | BRASILEIRÃO - Vasco supera semana tensa com virada e goleada no América-MG
05/05/18, 21:31 | BRASILEIRÃO - Em jogo movimentado, São Paulo e Atlético-MG empatam no Morumbi
05/05/18, 21:09 | POLÍTICA - Presidente mais rejeitado, Temer pede que militantes saiam às ruas para defender seu “legado”
05/05/18, 14:46 | PROPINA - Extratos confirmam repasses de doleiro a Temer e Cunha
05/05/18, 14:30 | ESPORTE - Após retornar à França, Neymar realiza trabalhos no PSG
05/05/18, 14:14 | PALESTRA - 'Brasil tem sociedade viciada em Estado', diz ministro Barroso, do STF
05/05/18, 14:10 | PESQUISA - 64,3% dos eleitores são favoráveis a mandato para ministros do STF
05/05/18, 14:00 | DEMISSÃO - Correios devem fechar 513 agências e demitir 5,3 mil funcionários nos próximos meses
05/05/18, 13:28 | DECISÃO - STF mandará 29 inquéritos ligados à Odebrecht para julgamento em outras instâncias
04/05/18, 17:37 | CORRUPÇÃO - Lava Jato prende suspeito de ser 'homem da mala' de Geddel
04/05/18, 16:51 | ELEIÇÕES - Alckmin começa campanha pelo Maranhão e Piauí falando sobre renda e seca
04/05/18, 16:45 | TRAGÉDIA - Bombeiros encontram corpo em local de desmoronamento de prédio em SP
04/05/18, 16:39 | JUSTIÇA ELEITORAL - TRE-PI realiza evento para tratar do combate a notícias falsas nas eleições 2018
04/05/18, 16:33 | PROPINA - PGR se manifesta a favor da prorrogação e contra arquivamento de inquérito que investiga Temer
04/05/18, 16:20 | FORO - Toffoli envia às instâncias inferiores seis ações penais e uma investigação
04/05/18, 13:21 | PROPINA - Marco Aurélio estende quebra de sigilo fiscal de Aécio a todo o ano de 2017
04/05/18, 13:16 | ESPORTE - Neymar desembarca em Paris após dois meses de recuperação no Brasil
04/05/18, 12:43 | AGRESSÃO - Delegado da PF quebra som de acampamento pró-Lula em Curitiba
04/05/18, 12:28 | HOSTILIZAÇÃO - Procurador da Lava Jato é hostilizado em voo: “Corrupto”, “Cheiro de Enxofre”
04/05/18, 11:58 | ELEIÇÕES 2018 - Voto impresso estará disponível em 23 mil urnas na eleição de outubro
04/05/18, 11:50 | REPERCUSSÃO - Decisão do Supremo de restringir foro privilegiado provoca reação do Congresso
04/05/18, 11:28 | CRIMES - Ação contra doleiros deve revelar esquema maior que a Lava Jato
« Anterior 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site