CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Relator de investigação sobre Temer no STF intima Segovia a explicar declarações

Para Luís Roberto Barroso, comentários sobre inquérito podem caracterizar infração penal. À Reuters, diretor da PF disse que tendência é recomendar arquivamento de inquérito contra Temer

10/02/18, 15:58

O

ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), intimou o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, a explicar declarações dadas em entrevista sobre investigação sobre o presidente Michel Temer.

Em entrevista à agência Reuters, Segovia disse que a tendência na PF é recomendar o arquivamento da investigação, na qual Temer é suspeito de beneficiar a empresa Rodrimar em um decreto que renovou concessões no Porto de Santos.

Entenda
 
À TV Globo, Segovia disse, por telefone, que vai comparecer ao gabinete do minstro Barroso, levando a transcrição da entrevista à Reuters, e vai dizer que suas declarações foram mal interpretadas pela imprensa.

Ele disse que não tem, nem teve, a intenção de interferir na investigação ou no trabalho do delegado. Em carta a servidores da PF, Segovia negou ter dito que o inquérito será arquivado e disse que a equipe responsável pelo caso tem "toda a autonomia e isenção".

Para Barroso, no entanto, a conduta de Segovia na entrevista “é manifestamente imprópria e pode, em tese, caracterizar infração administrativa e até mesmo penal”.

O ministro entendeu que na entrevista o diretor da PF ameaçou o delegado responsável pelo caso, “que deve ter autonomia para desenvolver o seu trabalho com isenção e livre de pressões”.

Considerou também que a investigação ainda tem diversas diligências pendentes, “razão pela qual não devem ser objeto de comentários públicos” e que, como relator do caso, ainda não recebeu relatório final” do delegado Cleyber Malta Lopes nem parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR), que conduz a investigação.

Barroso determinou, na intimação, que, além de prestar esclarecimentos, Segovia deverá se abster de novas manifestações sobre o caso.

Delegados reagem

Delegados do grupo de inquéritos da Lava Jato reagiram à fala de Segovia. Em troca de mensagens em grupo de whatsapp, investigadores disseram que as declarações de Segovia são manifestação pessoal e de responsabilidade dele.

A mensagem diz, ainda, que ninguém da equipe de investigação foi consultado ou referendou essa manifestação.

"Ninguém da equipe de investigação foi consultado ou referenda essa manifestação, inclusive pelo fato de que em três de anos de Lava Jato no STF nunca houve uma antecipação ou presunção de resultado de investigação pela imprensa", diz a mensagem.

Fonte: JL/G1
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
03/06/18, 14:26 | ESPORTE - Brasil vence Croácia por 2 x 0 com gols de Neymar e Firmino
03/06/18, 13:49 | ARTIGO - Caminho que falta
03/06/18, 10:29 | ARTIGO - Financiamento eleitoral no Brasil
03/06/18, 10:25 | CRISE - Acuado, governo Temer arquiva privatização da Eletrobras
03/06/18, 07:23 | BRASILEIRÃO - Botafogo bate Vasco em São Januário e ganha a 1ª fora de casa
03/06/18, 07:15 | CORRUPÇÃO - Ex-secretário executivo do governo Temer se entrega à PF
03/06/18, 07:07 | POLÍTICA - Henrique Meirelles rejeita ‘rótulo’ de candidato do governo Temer
02/06/18, 17:30 | CRISE - Correios fazem mutirão de entregas de encomendas após greve dos caminhoneiros no PI
02/06/18, 17:28 | CRIMINALIDADE - Família é feita refém dentro de residência durante assalto em José de Freitas-PI
02/06/18, 13:45 | INVESTIGAÇÃO - PF aponta envolvimento de senadores e deputados em esquema de fraudes no Ministério do Trabalho
02/06/18, 13:31 | CRISE - Petrobras volta a elevar preço da gasolina dois dias após greve
02/06/18, 13:27 | ESPORTE - CR7 quer mais de R$ 300 milhões por ano para ficar no Real
02/06/18, 13:24 | HISTÓRIA - Ditadura abafou apuração de corrupção, revelam documentos
02/06/18, 10:41 | CRIME - PF prende policial civil suspeito de facilitar sumiço de provas no Piauí
02/06/18, 10:13 | PARLAMENTO - Governo envia ao Congresso projeto para privatizar distribuidoras da Eletrobras
02/06/18, 09:53 | INVESTIGAÇÃO - PT teme prisão ”em breve” de Dilma Rousseff
02/06/18, 09:49 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Justiça condena Cunha a mais 24 anos de prisão por fraude na Caixa
02/06/18, 09:41 | MOVIMENTO - URGENTE: Greve de caminhoneiros deve voltar na segunda-feira
02/06/18, 08:23 | CRISE - Temer acolhe indicação de Monteiro e diz que política de preços não muda
02/06/18, 08:17 | BASTIDORES - Saída de Parente pode ter se dado por interferência de Moreira Franco
02/06/18, 08:13 | POLÊMICA - 'Demissão de Parente é um golpe no golpe', diz coordenador da FUP
01/06/18, 17:43 | CRISE - Federação dos petroleiros e oposição comemoram saída de Parente; governistas evitam comentar
01/06/18, 17:29 | REPERCUSSÃO - Novo premiê espanhol disse que Lula era uma referência global
01/06/18, 17:18 | FUTEBOL - CBF apresenta numeração das camisas da seleção para a Copa 2018
01/06/18, 17:07 | JUDICIÁRIO - Gilmar Mendes manda soltar outro corrupto do Rio de Janeiro
01/06/18, 17:00 | ARTIGO - Teoria da Interpretação Constitucional
01/06/18, 16:55 | PONTO DE VISTA - Você precisa ser empurrado ao abismo!
01/06/18, 13:43 | COPA DO MUNDO - Parreira sobre a Seleção: 'Temos o melhor ataque do mundo'
01/06/18, 13:16 | GREVE - Petroleiros suspendem greve; Petrobras informa que refinarias operam
01/06/18, 13:06 | CRISE - Posto que não baixar preço do diesel pode ser multado e interditado
« Anterior 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 | 331 - 360 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site