CBN - A rádio que toca notícia

JUDICIÁRIO

Cármen Lúcia garante pensão por morte às filhas de servidores públicos

Pelo entendimento firmado com a decisão de Fachin, o regime para a concessão do benefício deve ser aquele vigente no momento da morte do servidor

11/07/18, 16:35

A

presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, determinou hoje (11) a retomada do pagamento de pensão por morte a duas filhas de servidores federais. O caso chegou ao STF após o Tribunal de Contas da União (TCU) determinar a suspensão do pagamento.

Ao decidir a questão, Cármen Lúcia entendeu que o pagamento deve ser retomado porque uma decisão anterior do ministro Edson Fachin, assinada em maio, derrubou o entendimento do TCU que determinava a revisão e o cancelamento de pensões por morte concedidas a filhas de servidores civis maiores de 21 anos que tenham outras fontes de renda.

“Seu indeferimento poderia conduzir à ineficácia da medida se a providência viesse a ser deferida somente no julgamento de mérito por ter a pensão natureza alimentar, com gravosas consequências do não recebimento pelas impetrantes”, decidiu a ministra.

Pelo entendimento firmado com a decisão de Fachin, o regime para a concessão do benefício deve ser aquele vigente no momento da morte do servidor. “Assim, enquanto a titular da pensão permanece solteira e não ocupa cargo permanente, independentemente da análise da dependência econômica, porque não é condição essencial prevista em lei, tem ela incorporado ao seu patrimônio jurídico o direito à manutenção dos pagamentos da pensão”, afirmou Fachin.

A Lei 3.373/1958 estipulava que “a filha solteira, maior de 21 anos, só perderá a pensão temporária quando ocupante de cargo público permanente”. A norma foi revogada, entretanto, pela Lei 8.112/1990, mas se estima que cerca de 50 mil pensionistas ainda recebam o benefício.

A nova lei não inclui filhas maiores de 21 anos no rol de dependentes habilitados a receber pensão. Com base nessa nova legislação e após uma varredura em mais de 100 órgãos públicos, o TCU identificou 19.520 benefícios com indícios de irregularidade.

Segundo o Tribunal de Contas, a revisão de pensões irregulares poderia proporcionar uma economia de até R$ 2,2 bilhões aos cofres públicos num período de quatro anos.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
03/12/18, 13:25 | TRANSIÇÃO - Onix: Cargos de 2º e 3º escalões serão de técnicos e políticos
03/12/18, 12:59 | TRANSIÇÃO - Onix: Ministério do Trabalho será dividido entre 3 outras pastas
03/12/18, 08:57 | MOVIMENTO - Governadores do Norte e Nordeste vão a Brasília para garantir verbas
02/12/18, 21:08 | POLÍTICA - Bancada evangélica enfrenta racha após decepções com Bolsonaro
02/12/18, 20:59 | POLÊMICA - Drauzio Varella:'ficam falando da formação dos cubanos, mas não falam da dos brasileiros'
02/12/18, 20:50 | PROCESSO DISCIPLINAR - CNJ deve julgar no dia 11 de dezembro procedimentos contra Moro
02/12/18, 20:32 | ESPORTE - Fim do Brasileirão: veja a classificação final dos times na competição
02/12/18, 20:24 | ESPORTE - Bolsonaro acompanha vitória do Palmeiras e entrega taça de campeão
02/12/18, 14:27 | INUSITADO - A cidade gaúcha que virou capital das calcinhas e dos sutiãs
02/12/18, 14:23 | EVENTO - G20 diz que Organização Mundial do Comércio precisa de reforma
02/12/18, 14:13 | MUNDO - Começa hoje conferência sobre mudanças climáticas na Polônia
02/12/18, 13:26 | ENTREVISTA - Papa Francisco está preocupado que
02/12/18, 13:13 | INVESTIGAÇÃO - Depois da Lava Jato, brasileiros tiram R$ 9 bi de bancos suíços
02/12/18, 13:01 | REFORMAS - Moro quer saber origem dos R$ 174,5 bilhões repatriados
02/12/18, 12:58 | FIM DE ANO - Carioca pode ver até janeiro maior árvore de Natal flutuante do mundo
02/12/18, 12:37 | ARTIGO JURÍDICO - O indulto e sua extinção constitucional
01/12/18, 22:38 | INTERNACIONAL - Putin, Macron, Merkel e Gorbachev lamentam morte de Bush
01/12/18, 22:36 | POLÍTICA - “Eu sou réu no Supremo Tribunal Federal, e daí?”, diz Bolsonaro sobre investigação contra Paulo Guedes
01/12/18, 22:18 | PROTESTOS - Em passeata, estudantes e professores pedem por mais segurança em Teresina
01/12/18, 22:14 | MUNDO - Protestos deste sábado na França têm menos gente e mais violência
01/12/18, 22:07 | FRAUDE - Bolsonaro tem acordo com Moro para afastar alvos de denúncias robustas
01/12/18, 15:02 | POLÍTICA - Deputada mais votada da Câmara diz ter recebido “cesta com cabeça de porco”
01/12/18, 14:54 | FORMAÇÃO - Profissionalizar Teresina qualificou mais de 2 mil trabalhadores
01/12/18, 14:49 | SAÚDE - Centro especializado faz mais de 7 mil atendimentos a diabéticos em 2018
01/12/18, 14:35 | FRAUDE - PF abre inquérito para investigar ministro de Bolsonaro
01/12/18, 14:24 | SAÚDE - OMS: 37 milhões de pessoas vivem com HIV em todo o mundo
30/11/18, 18:34 | ECONOMIA - Pesquisa diz que 40% dos micro e pequenos empresários querem investir
30/11/18, 18:31 | ECONOMIA - Economistas defendem inserção de idosos no mercado de trabalho
30/11/18, 18:26 | ARTIGO - Reforma Tributária e punição aos Municípios
30/11/18, 16:28 | ECONOMIA - Conta de luz terá bandeira verde em dezembro, sem cobrança extra
« Anterior 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site