CBN - A rádio que toca notícia

POLÍTICA

Temer deu bilhões a grandes empresas, mas veta apoio a microempresário

Governo federal vetou a proposta que permite o refinanciamento de dívidas de micro e pequenas empresas inscritas no Simples Nacional

08/01/18, 17:42

E

ntre as justificativas apresentadas: o fato que a medida não apresentou um estudo mostrando seu impacto nas contas públicas e sua previsão de compensação, fará com que o governo desrespeite a Lei de Responsabilidade Fiscal e pode estimular empresas a não pagarem impostos à espera de um parcelamento governamental.

A informação foi confirmada pelo presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, que se reuniu com Temer. A ideia, segundo ele, é buscar resolver o problema do impacto econômico e, depois, pedir para o Congresso derrubar o veto.

Sensato o pacote de justificativas, não? Então, porque o mesmo não foi aplicada para barrar a concessão de bilhões em emendas parlamentares quando Michel Temer precisava de votos no Congresso Nacional a fim de livrar o seu pescoço da guilhotina da Lava Jato nas duas denúncias criminais apresentadas contra ele pela Procuradoria-Geral da República?

Qual era o paradeiro da responsabilidade fiscal quando Temer prometeu à bancada ruralista tanto a redução da alíquota da contribuição paga por produtores para custeio da aposentadoria rural, quanto os descontos nas multas e juros de valores atrasados ao Funrural? Uma ajudinha bilionária em nome da rejeição às denúncias criminais contra ele na Câmara.

Onde estava a preocupação sobre o estímulo a calotes seguidos de demandas por novos parcelamento no momento em que parlamentares-empresários aprovaram perdões bilionários em juros e multas, beneficiando a si mesmos e a grandes empresas devedoras do governo? Vale lembrar que a sanção da medida provisória ocorreu logo antes da votação da segunda denúncia contra Temer.

Por que não foi externada a preocupação de que as ações de Temer e de sua cúpula de governo para sobreviver diante das denúncias não arrombaria contas públicas, rasgaria a Lei de Responsabilidade Fiscal e estimularia grandes empresas a não pagarem impostos à espera de um parcelamento governamental?

O correto seria não premiar nenhum devedor. Mas uma vez que isso aconteceu, que se garanta isonomia. Agora, o projeto polêmico volta ao Congresso. E não há pressa. Afinal, as denúncias criminais foram, por hora, engavetadas e a votação da Reforma da Previdência – quando volta o tomaladacá – deve ocorrer em fevereiro.

É interessante que micro e pequenos empresários, por vezes e inadvertidamente, colocam-se ao lado dos grandes empresários e do mercado financeiro ao concordar com reformas e mudanças na lei. O dono de uma pequena lanchonete que teve coragem de empreender e segue se equilibrando com muito suor não percebe que, do ponto de vista do Estado, está mais próximo dos seus empregados do que das corporações.

Não se nega a importância de garantir saídas para as pendências das empresas com a União. Mas quem teve poder de barganha com um Michel Temer no cadafalso aproveitou o momento político conturbado para salvar o próprio rabo e o de seus patrocinadores. Quem não tinha, foi para o fim da fila.

Parte do grande empresariado já trabalha com a lógica de sonegar e esperar esses programas periódicos de refinanciamento de dívidas. Para que pagar impostos em dia? A lei é para otários, ou seja, pessoas físicas e pequenos empresários. O que o governo federal reafirma com isso é bem simples: paga imposto em dia quem é empresário burro ou trabalhador.

Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
10/10/18, 09:35 | ELEIÇÕES 2018 - PF investiga crimes eleitorais praticados por apoiadores de Bolsonaro
09/10/18, 19:03 | POLÍTICA - Em reunião, Alckmin interrompe Doria e insinua que ele é traidor e falso
09/10/18, 18:39 | POLÍTICA - Partidos perdem direito ao Fundo Partidário e ao horário gratuito
09/10/18, 18:34 | CRIME - Publicitário ofende nordestinos e esquece que seu chefe é baiano
09/10/18, 17:45 | POLÍTICA - Mourão rebate Bolsonaro: tenho minhas opiniões
09/10/18, 14:15 | EDUCAÇÃO - Ensino superior a distância é ferramenta de inclusão, defende ministro
09/10/18, 14:07 | CONGRESSO NACIONAL - Herdeiros de famílias políticas estão entre os mais votados para a Câmara dos Deputados
09/10/18, 13:48 | POLÍTICA - Comando da campanha de Haddad quer Ciro Gomes ‘como protagonista’
09/10/18, 13:46 | SEGUNDO TURNO - Bolsonaro quer conversar com Alvaro Dias, Daciolo e Partido Novo
09/10/18, 13:42 | COOPERAÇÃO - CNJ assina acordo com ministérios para fazer biometria de presos
09/10/18, 13:38 | POLÍTICA - Haddad diz que ataques por divergência de opinião ameaçam a democracia
09/10/18, 13:31 | TRAGÉDIA - Criança pede ajuda em rodovia após família morrer em acidente
09/10/18, 09:57 | POLÍTICA - Cientista político dispara: FHC expressa falência moral do PSDB
09/10/18, 09:51 | ELEIÇÕES - Quatro amigas de Marielle são eleitas deputadas no Rio de Janeiro
09/10/18, 09:40 | ELEIÇÕES - Ciro Gomes chama Fernando Haddad de 'presidente' em telefonema
09/10/18, 08:57 | FISCALIZAÇÃO - Eleições: Missão da OEA elogia segurança de urnas eletrônicas
09/10/18, 08:53 | POLÍTICA - Roraima elege primeira mulher indígena para deputada federal
09/10/18, 08:49 | ELEIÇÕES 2018 - PSB, PSDB, Rede, DC e PPL devem anunciar hoje apoio no segundo turno
09/10/18, 08:35 | POLÍTICA - São Paulo elege palhaço, general, príncipe e ator pornô
09/10/18, 08:31 | POLÍTICA - Briga entre apoiadores e críticos de Bolsonaro deixa um ferido em SP
09/10/18, 08:27 | ELEIÇÕES 2018 - Quase metade da Câmara dos Deputados será de milionários
09/10/18, 08:20 | LEVANTAMENTO - Brasileiro é o povo que mais acredita em notícias falsas, diz pesquisa
08/10/18, 23:44 | POLÍTICA - Eleitor recusou parte da elite da política tradicional, diz cientista
08/10/18, 22:48 | ENTREVISTA - Haddad diz que não vai propor nova constituinte e aprovará reformas por emenda
08/10/18, 22:36 | CLIMA DE ÓDIO - Irmã de Marielle é agredida, com a filha, por eleitores do presidenciável Jair Bolsonaro
08/10/18, 22:29 | CLIMA DE ÓDIO - Gritavam: 'É comunista!' Jovem é agredido por eleitores de Jair Bolsonaro em Teresina
08/10/18, 19:38 | LEVANTAMENTO - Taxa de renovação da Câmara dos Deputados foi a maior em 20 anos
08/10/18, 19:12 | CLIMA DE ÓDIO - Mulher é espancada em Maceió após dizer que não votaria em Bolsonaro
08/10/18, 18:56 | POLÍTICA - Alckmin é o tucano com pior desempenho em disputas pela Presidência
08/10/18, 18:42 | CORRUPTOS - Mais de 30 corruptos e propineiros alvos da Lava Jato se elegem
« Anterior 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site