CBN - A rádio que toca notícia

POLÍTICA

Temer deu bilhões a grandes empresas, mas veta apoio a microempresário

Governo federal vetou a proposta que permite o refinanciamento de dívidas de micro e pequenas empresas inscritas no Simples Nacional

08/01/18, 17:42

E

ntre as justificativas apresentadas: o fato que a medida não apresentou um estudo mostrando seu impacto nas contas públicas e sua previsão de compensação, fará com que o governo desrespeite a Lei de Responsabilidade Fiscal e pode estimular empresas a não pagarem impostos à espera de um parcelamento governamental.

A informação foi confirmada pelo presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, que se reuniu com Temer. A ideia, segundo ele, é buscar resolver o problema do impacto econômico e, depois, pedir para o Congresso derrubar o veto.

Sensato o pacote de justificativas, não? Então, porque o mesmo não foi aplicada para barrar a concessão de bilhões em emendas parlamentares quando Michel Temer precisava de votos no Congresso Nacional a fim de livrar o seu pescoço da guilhotina da Lava Jato nas duas denúncias criminais apresentadas contra ele pela Procuradoria-Geral da República?

Qual era o paradeiro da responsabilidade fiscal quando Temer prometeu à bancada ruralista tanto a redução da alíquota da contribuição paga por produtores para custeio da aposentadoria rural, quanto os descontos nas multas e juros de valores atrasados ao Funrural? Uma ajudinha bilionária em nome da rejeição às denúncias criminais contra ele na Câmara.

Onde estava a preocupação sobre o estímulo a calotes seguidos de demandas por novos parcelamento no momento em que parlamentares-empresários aprovaram perdões bilionários em juros e multas, beneficiando a si mesmos e a grandes empresas devedoras do governo? Vale lembrar que a sanção da medida provisória ocorreu logo antes da votação da segunda denúncia contra Temer.

Por que não foi externada a preocupação de que as ações de Temer e de sua cúpula de governo para sobreviver diante das denúncias não arrombaria contas públicas, rasgaria a Lei de Responsabilidade Fiscal e estimularia grandes empresas a não pagarem impostos à espera de um parcelamento governamental?

O correto seria não premiar nenhum devedor. Mas uma vez que isso aconteceu, que se garanta isonomia. Agora, o projeto polêmico volta ao Congresso. E não há pressa. Afinal, as denúncias criminais foram, por hora, engavetadas e a votação da Reforma da Previdência – quando volta o tomaladacá – deve ocorrer em fevereiro.

É interessante que micro e pequenos empresários, por vezes e inadvertidamente, colocam-se ao lado dos grandes empresários e do mercado financeiro ao concordar com reformas e mudanças na lei. O dono de uma pequena lanchonete que teve coragem de empreender e segue se equilibrando com muito suor não percebe que, do ponto de vista do Estado, está mais próximo dos seus empregados do que das corporações.

Não se nega a importância de garantir saídas para as pendências das empresas com a União. Mas quem teve poder de barganha com um Michel Temer no cadafalso aproveitou o momento político conturbado para salvar o próprio rabo e o de seus patrocinadores. Quem não tinha, foi para o fim da fila.

Parte do grande empresariado já trabalha com a lógica de sonegar e esperar esses programas periódicos de refinanciamento de dívidas. Para que pagar impostos em dia? A lei é para otários, ou seja, pessoas físicas e pequenos empresários. O que o governo federal reafirma com isso é bem simples: paga imposto em dia quem é empresário burro ou trabalhador.

Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
09/01/18, 10:41 | DECISÃO - AGU recorre de decisão que suspende posse de Cristiane Brasil
09/01/18, 10:09 | APOSENTADOS & PENSIONISTAS - Reajuste anual do INSS será o menor da era Plano Real
09/01/18, 10:05 | ECONOMIA - Energia deve ficar entre 10% e 15% mais cara neste ano
09/01/18, 09:55 | CRISE PRISIONAL - Cármen Lúcia foi avisada que havia armas e explosivos em presídio de GO
09/01/18, 09:28 | POLÍTICA - Maia traça agenda com aliados para viabilizar candidatura ao Planalto
09/01/18, 09:23 | ESPORTE - Neymar é o jogador mais valioso do mundo, diz estudo
08/01/18, 20:07 | POLÊMICA - Justiça Federal suspende posse de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho
08/01/18, 18:54 | POLÊMICA - Advogados tentam barrar posse de Cristiane Brasil no Trabalho
08/01/18, 18:50 | DEMISSÃO - Corrupção foi a causa de 66% das expulsões de servidores em 2017
08/01/18, 18:40 | POLÊMICA - Temer é convidado por Sílvio Santos a “explicar” as reformas pro povo no SBT
08/01/18, 18:35 | DEPOIMENTO - Amigo de Temer diz à PF que presidente tem um andar inteiro em prédio de luxo em SP
08/01/18, 18:29 | CORPORAÇÃO - PM-PI inicia formação de novos policiais militares
08/01/18, 18:25 | VIOLÊNCIA - Comerciante toma arma de fogo da mão de assaltante em Teresina
08/01/18, 18:19 | MUNDO - Incêndio deixa ao menos 2 feridos na Trump Tower em Nova York
08/01/18, 18:14 | ECONOMIA - Temer liberou quase R$ 10,7 bilhões em emendas em 2017
08/01/18, 18:06 | POLÍTICA - Confira 10 temas polêmicos que devem dominar pauta do Congresso em 2018
08/01/18, 17:42 | POLÍTICA - Temer deu bilhões a grandes empresas, mas veta apoio a microempresário
08/01/18, 12:31 | ECONOMIA - Em meio à crise, comércio de Teresina fecha 2017 com saldo positivo
08/01/18, 12:24 | POLÊMICA - PM-PI suspende portaria que permitia exclusividade em investigação
08/01/18, 11:29 | POLÍTICA - Na TV, Huck diz que trabalha na política para trazer novos candidatos
08/01/18, 11:24 | PESQUISA - Datafolha: apoio à pena de morte bate recorde entre os brasileiros
08/01/18, 11:20 | POLÍTICA - Temer pode perder mais 17 ministros e ser o recordista de baixas pré-eleições
08/01/18, 11:12 | COTAS - Pagamento do PIS/Pasep para trabalhadores com mais de 60 anos começa dia 24
08/01/18, 11:09 | CRISE PRISIONAL - Cármen Lúcia inspeciona presídios em Goiás onde ocorreram rebeliões
07/01/18, 19:36 | POLÊMICA - Alvos da Lava Jato não têm luxo, só podem pagar advogados, diz 'mãe dos presos'
07/01/18, 19:19 | FESTA - Blocos fazem 'abertura não oficial do carnaval de rua' no Centro do Rio
07/01/18, 19:05 | ELEIÇÕES - Cunha da cadeia, comandará campanha da filha, que Moro deixou de lado
07/01/18, 18:55 | DENÚNCIA - Emendas parlamentares pagaram shows de Wesley Safadão e duplas sertanejas
07/01/18, 18:53 | POLÍTICA - Presidenciáveis mudam discurso e defendem posições que antes criticavam
07/01/18, 18:40 | VATICANO - Papa defende amamentação em público: 'Linguagem de amor'
« Anterior 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 | 301 - 330 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site