CBN - A rádio que toca notícia

ADMINISTRAÇÃO

Ministério descredencia mais de 4 mil equipes de saúde da família

Portaria assinada pelo ministro Gilberto Occhi descredencia mais de 4 mil equipes do Programa Saúde da Família (PSF) "por não cumprimento de prazo estabelecido na Política de Atenção Básica"

06/07/18, 17:50

O

Diário Oficial da União publicou no dia 21 de junho a portaria nº 1.717, de 12 de junho de 2018, do Ministério da Saúde. Assinada pelo ministro Gilberto Occhi, a medida descredencia mais de 4 mil equipes do Programa Saúde da Família (PSF) "por não cumprimento de prazo estabelecido na Política de Atenção Básica". Os relatos foram publicados no Viomundo.

O médico sanitarista Hêider Pinto, que coordenou a Atenção Básica e o Programa Mais Médicos no governo Dilma Rousseff, diz como funcionava o credenciamento:

"O gestor municipal que pretendia implantar novas equipes (expandir cobertura de atenção básica, portanto) solicitava ao Ministério da Saúde, o credenciamento. Esse credenciamento só ocorria quando o MS publicava uma portaria determinando a quantidade de equipes credenciadas para cada município. Essa portaria funcionava como uma autorização orçamentária para implantação", afirma. "Suponhamos que o município x ou y tinha três equipes credenciadas. Assim que ele decidisse implantar o PSF e três equipes de saúde da família começassem a atuar, o gestor recebia os recursos para o custeio delas, até 3. Esse gestor não tinha prazo para implantar. Poderia fazê-lo em dois meses ou 2 anos, por exemplo", acrescentou.

De acordo com o médico, "como estamos em tempos de ajuste fiscal, a área de gestão financeira do Ministério da Saúde fazia a conta não só do serviço implantado – são as equipes que já estão atuando e recebem recursos repassados pelo Ministério da Saúde –, mas também do credenciado e não implantado".

Pinto diz, no entanto, que o descredenciamento não significará redução de cobertura da população, "porque os descredenciamentos são de equipes credenciadas e não implantadas. Então, elas não existem de fato, não atendem ninguém".

Fonte: JL/247
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
06/02/19, 13:53 | DECISÃO - Heleno delega à Abin poder para decretar sigilo de documentos
06/02/19, 12:45 | POLÍTICA - MDB terá posto secundário no comando do Senado após derrota de Renan
06/02/19, 12:31 | CRIME - Chega à PGR investigação criminal contra Flávio Bolsonaro que apura lavangem de dinheiro e falsidade ideológica
06/02/19, 12:26 | EDUCAÇÃO - Prouni 2019 divulga resultado da primeira chamada
06/02/19, 12:16 | FESTIVIDADES - Amor ao carnaval e determinação impulsionam escolas mirins no Rio
06/02/19, 12:12 | POLÍTICA - Governadores do Nordeste definem prioridades que vão ao Congresso
06/02/19, 12:01 | CARNAVAL - Sem dinheiro e com risco de não desfilar, musas recorrem até a pintura corporal
06/02/19, 10:40 | REFORMA - Reforma da Previdência pode dificultar acesso ao valor integral da aposentadoria
05/02/19, 19:54 | CONTRASENSO - Como deputado federal, Bolsonaro votou contra mudanças na Previdência que hoje defende como presidente
05/02/19, 18:55 | POLÍTICA - Governo pode ter até 350 deputados na base, diz Maia
05/02/19, 18:47 | ESTUDOS - Estudos revelam desafios sobre saúde mental após desastres ambientais
05/02/19, 18:42 | POLÊMICA - Governo quer mandar reforma da Previdência para Congresso em breve
05/02/19, 18:24 | TRAGÉDIA - STJ manda soltar presos por rompimento da barragem em Brumadinho
05/02/19, 18:21 | POLÍTICA - Maia: Câmara pode aprovar reforma da Previdência até maio
05/02/19, 18:16 | VIOLÊNCIA - Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
05/02/19, 13:06 | SAÚDE - Estado de saúde de Bolsonaro piora de novo e alta médica é adiada
05/02/19, 12:59 | INTERNACIONAL - Incêndio em apartamento deixa 10 mortos em Paris; autoridades falam em ato criminoso
05/02/19, 12:53 | POLÍTICA - Mulheres ficam fora das lideranças da Câmara mesmo com número recorde de deputadas
05/02/19, 12:48 | ECONOMIA - Desalento e informalidade devem aumentar no governo Bolsonaro, prevê Dieese
05/02/19, 12:38 | PREVIDÊNCIA - Com nova Previdência, idosos de baixa renda vão receber menos que um salário mínimo
05/02/19, 11:27 | INVESTIGAÇÃO - Se for verdadeira, é grave, diz Mourão sobre esquema de ministro
05/02/19, 11:18 | DENÚNCIA - Governo Bolsonaro: ministro é quem deve responder sobre esquema
05/02/19, 11:09 | PESQUISA - 63,4% da população considera a Vale culpada em Brumadinho
05/02/19, 10:52 | REFORMAS - Ministros voltam a se reunir para avaliar ações e prioridades
05/02/19, 10:46 | ANTICRIME - Proposta de Moro pode elevar letalidade, dizem especialistas
05/02/19, 10:36 | PREVIDÊNCIA - 40 anos de contribuição para se ter 100% da aposentadoria
05/02/19, 08:59 | POJETO DE LEI - Pacote anticrime: veja como a lei é hoje e o que pode mudar
05/02/19, 08:52 | TRAGÉDIA - Brumadinho: buscas por vítimas entram no 12º dia; 134 mortos
05/02/19, 08:48 | REFORMAS - Previdência: regra de transição, idade mínima. Veja o que muda com a proposta
04/02/19, 22:12 | PROJETO DE LEI - Para advogados, projeto de lei anticrime de Moro cria 'licença para matar'
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site