CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Apenas 15% dos juízes federais abrem mão de auxílio-moradia, mostra levantamento

Também é pequeno o número de integrantes do Judiciário que optam por não receber o dinheiro, pago inclusive para quem mora em casa própria

10/02/18, 15:41

L

evantamento do jornal O Globo mostra que apenas 15% dos juízes e desembargadores federais abrem mão do auxílio-moradia. Dos 2.203 magistrados dos Tribunais Regionais Federais (TRFs), apenas 331 não receberam o benefício em dezembro. A Justiça Federal gastou R$ 8,2 milhões com esse tipo de verba apenas no período.

Também é pequeno o número de integrantes do Judiciário que optam por não receber o dinheiro, pago inclusive para quem mora em casa própria. No Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, por exemplo, só 6 dos 874 juízes e desembargadores ativos do órgão recusaram o auxílio-moradia no último mês de 2017. O TJ do Rio gastou R$ 3,8 milhões com o benefício em dezembro.

O juiz Carlos Roberto Gomes de Oliveira Paula, do Tribunal de Justiça do Maranhão, disse ao Globo que abriu mão do extra de R$ 4,7 mil em novembro após ser cobrado pelo próprio filho. “O meu filho falava: ‘pai, tem muita gente que não tem um papelão para entrar debaixo, tem gente que não tem um prato de comida e a gente recebe auxílio-moradia, auxílio-alimentação’. Eu não sabia responder, porque é verdade”, disse o juiz. Ele também pretende devolver todo o auxílio que já havia recebido.

“Não tem argumento para justificar os penduricalhos. Não existe. Eu demorei para tomar coragem, mas a população tem razão: nós não precisaríamos e não precisamos disso”, completou Carlos Roberto.

O juiz Gerivaldo Alves Neivas, de Coité (BA), considera o benefício “injustificável”. “A magistratura não é caminho para ficar rico. É vocação. Mais do que um valor, trata-se de uma questão ética e moral. Não vale a pena enfrentar uma luta dessa por algo que não engrandece a magistratura, sobretudo nessa conjuntura horrível que passa o país”, declarou ao Globo.
 
Fortuna

O contribuinte brasileiro vai bancar este ano mais de R$ 2 bilhões com o pagamento do auxílio-moradia a autoridades e funcionários de alto escalão, cuja remuneração pode passar dos R$ 30 mil. Para ter uma ideia, com o valor do benefício seria possível construir mais de 43 mil casas populares, ao custo de R$ 50 mil cada, ou conceder Bolsa Família para 11 milhões de pessoas.

Essas são as despesas previstas com o benefício para os três poderes, o Ministério Público e a Defensoria Pública, no âmbito federal, e para conselheiros dos tribunais de contas de estados e municípios, juízes, procuradores, promotores e defensores públicos estaduais. O total gasto em todo o país com o auxílio-moradia é ainda maior. Não estão computadas na conta as despesas dos estados com representantes do Legislativo e do Executivo locais.

Os dados são de levantamento da Consultoria Legislativa do Senado. O orçamento federal para este ano reserva R$ 832 milhões para bancar o conforto de autoridades e servidores sem que precisem mexer no bolso, ou engordar seus contracheques. Em média, a verba varia de R$ 4 mil a R$ 4,5 mil por mês. O estudo não inclui os gastos dos governos estaduais.

Justiça

A Justiça do Trabalho, com R$ 197,7 milhões, o Ministério das Relações Exteriores, com R$ 188,5 milhões, e o Ministério Público da União, com R$ 124,1 milhões, puxam a lista das instituições com mais verba para o auxílio-moradia em 2018. Para bancar o benefício de seus integrantes, o Ministério da Defesa terá R$ 115,9 milhões e a Justiça Federal, R$ 107,4 milhões. No caso do Itamaraty estão incluídas as despesas com os diplomatas, dentro e fora do país.

Como mostrou o Congresso em Foco, o governo federal já tirou dos cofres públicos R$ 3,5 bilhões entre 2010 e 2017 para pagar o auxílio-moradia a autoridades e funcionários dos três poderes. A conta explodiu nos últimos sete anos: de R$ 75,9 milhões, em 2010, para R$ 814,2 milhões em 2017.

Fonte: JL/Congresso em Foco
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
08/08/18, 16:39 | ELEIÇÕES 2018 - Lula lidera no estado de São Paulo, diz pesquisa CNT/MDA
08/08/18, 16:32 | POLÍTICA - Disputa pela Presidência vai ser mais uma vez entre PT e PSDB, diz cientista político
08/08/18, 16:19 | PARLAMENTO - Manifestantes acompanham discussão sobre aborto na Argentina
08/08/18, 16:12 | LAVA JATO - PGR recorre de habeas corpus concedido a Eduardo Cunha pelo Supremo
08/08/18, 15:44 | JUDICIÁRIO - Dias Toffoli é eleito presidente do Supremo com mandato até 2020
07/08/18, 17:42 | EDUCAÇÃO - Pesquisa indica que tema da educação atrai mais interesse de leitores
07/08/18, 17:40 | JUSTIÇA - Cármen Lúcia destaca efetividade da Justiça nos casos de feminicídio
07/08/18, 17:34 | ESTATÍSTICA - Denúncias de violência contra a mulher chegam a 73 mil, em 2018
07/08/18, 14:05 | SUCESSÃO - Haddad: sem perseguição judicial, Lula poderia vencer no primeiro turno
07/08/18, 14:02 | MOVIMENTO - Metalúrgicos lutam para impedir retirada de direitos das mulheres
07/08/18, 13:55 | LEGISLAÇÃO - Evento comemora no Rio os 12 anos da Lei Maria da Penha
07/08/18, 13:35 | JUDICIÁRIO - Sem data para votação, STF encerra debate sobre descriminalizar aborto
07/08/18, 13:29 | ELEIÇÕES 2018 - Partidos receberão R$ 1,7 bi do Fundo Eleitoral para as campanhas
07/08/18, 13:26 | POLÍTICA - Eleição presidencial terá o maior número de candidatos em 29 anos
07/08/18, 13:20 | JUDICIÁRIO - Ministro Dias Toffoli diz que debates acalorados são da essência da democracia
07/08/18, 11:16 | EVENTO - Mulheres vestem-se de ‘aias’ e pedem descriminalização do aborto
06/08/18, 21:58 | TRABAHO - No governo Temer, Brasil volta a ter fila enorme à procura de emprego
06/08/18, 21:09 | EDUCAÇÃO - Alunos de Escolas da Prefeitura de Teresina medalhistas de matemática recebem premiação nacional
06/08/18, 20:51 | OPINIÃO PÚBLICA - Como 'candidato de Lula', Haddad aparece na segunda posição, aponta pesquisa
06/08/18, 20:35 | ELEIÇÕES 2018 - Cinco presidenciáveis apresentam propostas em sabatina do setor da construção civil
06/08/18, 20:25 | JUDICIÁRIO - TRF-4 nega pedido de Lula para participar de debate na Band
06/08/18, 20:14 | CRIME - Jovem pede abraço de despedida e dá 13 facadas em ex-namorada
06/08/18, 19:56 | LAVA JATO - Em depoimento, Joesley volta a afirmar que pagou propina a Temer
06/08/18, 19:52 | EDUCAÇÃO - Novo modelo do Enem poderá ser apresentado este ano
06/08/18, 19:50 | INVESTIGAÇÃO - Polícia Federal conclui inquérito do acidente que matou Eduardo Campos
06/08/18, 13:01 | POLÊMICA - PT vai à Justiça para garantir que Lula participe de debate
06/08/18, 12:22 | OPINIÃO PÚBLICA - Pesquisa diz que 84% dos eleitores usam imprensa para se informar
06/08/18, 12:19 | DESCASO - Temer corta verba de combate ao trabalho escravo; 369 mil são afetados
06/08/18, 12:09 | PROCESSO - STF pode julgar esta semana pedido de liberdade de Lula
06/08/18, 12:02 | AUDIÊNCIA PÚBLICA - Cármen Lúcia pede respeito em sessão sobre descriminalização do aborto
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site