CBN - A rádio que toca notícia

ESTATÍSTICA

Crimes: mais de 3 mil pessoas foram assassinadas em fevereiro no Brasil

Os dados são solicitados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública

15/04/18, 18:46

O

Brasil registrou, em fevereiro deste ano, mais de 3 mil assassinatos violentos. O levantamento não considera os dados de seis estados, que ainda não divulgaram os números. O índice nacional de homicídios foi criado pelo portal G1 e faz um mapeamento do número de mortes violentas mês a mês no país.

De acordo com a reportagem, o número consolidado (3.276) contabiliza todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que, juntos, compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais.

O Monitor da Violência foi desenvolvido pelo G1 , em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os dados são solicitados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

O objetivo da pesquisa é antecipar os dados e possibilitar um diagnóstico em tempo real da violência, além de obrar transparência por parte dos governos.

Os estados que não forneceram os números deram explicações. Na Bahia, a secretaria diz que o setor que trabalha com o fechamento dos dados dos dois meses não determina um prazo para a conclusão e que, quando as informações forem liberadas, serão divulgadas.

A Secretaria do Maranhão informa que os dados consolidados sobre mortes violentas e outros crimes ocorridos no Maranhão em fevereiro têm previsão de divulgação apenas para junho deste ano. “O período obedece ao prazo de três meses legalmente estabelecido pelo Ministério da Justiça, o qual considera as condições de registro de ocorrências disponíveis nas unidades federativas do país, como as dimensões territoriais e oferta de serviço de internet disponíveis nos estados.”

Em Minas Gerais, a secretaria diz que os dados de janeiro e fevereiro de 2018 ainda serão divulgados. A pasta afirma que os números passam por auditagem para "total transparência e confiabilidade". Até o momento, o governo tem apenas os dados de latrocínio (7 em janeiro e 8 em fevereiro)

O órgão responsável pelos dados no Paraná afirma que não possui a informação sobre ambos os meses. “As estatísticas referentes a homicídios, antes da divulgação, passam por quatro ciclos de controle de qualidade. Durante a realização da validação foram encontradas distorções que estão sendo homologadas para, então, ocorrer a divulgação. Foram encontradas distorções nos meses de janeiro e fevereiro. Assim que os dados forem validados, serão prontamente divulgados para a população por meio do site."

Em Rondônia, a secretaria não informa os números de fevereiro; a Polícia Civil diz que ainda aguarda o retorno dos departamentos que concentram as informações

A Secretaria de Tocantins afirmou que as delegacias levam um tempo para informar os números e, por isso, os dados de janeiro e de fevereiro ainda não foram consolidados.

Fonte: JL/Notícas ao Minuto
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
05/12/18, 21:37 | POLÍTICA - Onyx terá de deixar governo se for comprovada ‘ilicitude’, diz Mourão
05/12/18, 21:03 | ARTIGO - O legítimo pecado da impaciência
05/12/18, 18:25 | LUTO - Reis, príncipes, presidentes e ex-presidentes se despedem de Bush
05/12/18, 17:52 | EDUCAÇÃO - MPF quer que estudantes possam recorrer das notas do Enem
05/12/18, 17:48 | DISCURSO - Bolsonaro quer votar reforma da Previdência no primeiro semestre
05/12/18, 17:41 | ARTIGO JURÍDICO - Resistência injustificada no Processo Civil
05/12/18, 16:42 | TRANSIÇÃO - Bolsonaro reitera que alvos de denúncias comprovadas serão afastados
05/12/18, 16:29 | POLÊMICA - Médica que vaiou cubanos chefiará Mais Médicos em 2019
05/12/18, 16:26 | PARLAMENTO - Deputados aprovam quatro projetos que ampliam proteção e direito à saúde das mulheres
05/12/18, 16:10 | RELATÓRIO - Mundo tem que reduzir consumo de carne para alimentar 10 bi em 2050
05/12/18, 16:04 | POLÍTICA - Huck diz não ser hora de oposição a Bolsonaro em evento com eleitos
05/12/18, 12:56 | ECONOMIA - Extrema pobreza aumenta e chega a 15,2 milhões de pessoas
05/12/18, 12:50 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Lava Jato prende seis no Brasil e emite alertas para Interpol
05/12/18, 12:39 | CRIMES - Lava Jato investiga pagamento de propinas de US$ 31 milhões
04/12/18, 17:08 | INVESTIGAÇÃO - Moro diz que quer ‘eliminar vestígios de corrupção nos sindicatos’
04/12/18, 17:00 | EDUCAÇÃO - CNE aprova nova base nacional curricular para o ensino médio
04/12/18, 16:47 | LEVANTAMENTO - De 154 réus, Lula teve o julgamento mais severo no TRF-4, demonstra revista da Rede Globo
04/12/18, 16:42 | CONFUSÃO - Advogado diz a Lewandowski ter vergonha de STF e é retido pela PF
04/12/18, 16:35 | CRIME - STF abre processo preliminar contra Onyx Lorenzoni por caixa dois
04/12/18, 16:29 | TRANSIÇÃO - Moro indica candidato derrotado do PSDB para segurança pública
04/12/18, 13:38 | DADOS - Em dois anos, chacinas no Brasil deixam 849 pessoas mortas
04/12/18, 13:34 | POLÍTICA - Filho de Bolsonaro rejeita Rodrigo Maia e Renan Calheiros
04/12/18, 13:30 | POLÊMICA - CNJ regulamentará auxílio-moradia para juízes em casos específicos
04/12/18, 13:15 | INVESTIGAÇÃO - Operação da Polícia Federal combate fraudes bancárias eletrônicas
04/12/18, 13:12 | POLÊMICA - Lewandowski quer cumprimento de decisão para Lula dar entrevistas
04/12/18, 13:08 | SUPREMO - Fachin autoriza abertura de processo sobre caixa dois para Lorenzoni
03/12/18, 23:56 | INVESTIGAÇÃO - Temer, Padilha e Moreira prarticaram crime de corrupção, diz Raquel Dodge
03/12/18, 22:03 | LAVA JATO - Sérgio Cabral é condenado pela 9ª vez e penas já soma quase 200 anos de prisão
03/12/18, 15:17 | POLÍTICA - Ministro de Temer defende cautela na segurança da posse de Bolsonaro
03/12/18, 15:12 | ECONOMIA - Crediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site