CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Advogados pedem prisão de Moro e de delegado da PF no Paraná

Segundo o grupo de advogados, o juiz Sérgio Moro não poderia se pronunciar sobre a prisão de Lula por estar em férias e, portanto, “sem jurisdição em sua própria vara”. A decisão teria sido igualmente descumprida pelo delegado por uma suposta determinação de Sérgio Moro

08/07/18, 19:45

O

Coletivo Advogadas e Advogadas pela Democracia pediu hoje (8) ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região a prisão do juiz federal Sérgio Moro e do delegado da Polícia Federal no Paraná Roberval Drex pelos crimes de desobediência e contra a administração da Justiça.

A ação é direcionada ao desembargador plantonista do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Rogério Favreto. No início deste domingo, o desembargador mandou soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,mas até o momento a decisão não foi cumprida e Lula continua preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Segundo o grupo de advogados, o juiz Sérgio Moro não poderia se pronunciar sobre a prisão de Lula por estar em férias e, portanto, “sem jurisdição em sua própria vara”. A decisão teria sido igualmente descumprida pelo delegado por uma suposta determinação de Sérgio Moro.

Recurso

Um advogado de Fortaleza, Rodrigo Magalhães Nóbrega, recorreu ao presidente do TFR4, desembargador Thompson Flores, para que revogue a decisão de soltar o ex-presidente. Na alegação do advogado, o habeas corpus não poderia ter sido concedido a Lula durante o plantão judiciário. Além disso, ele alega que a decisão pode gerar insegurança jurídica.

“Diversos prejuízos poderão ser causados não apenas aos processos que envolvam o apenado, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, mas a todos os processos de cunho semelhante, promovendo grave insegurança jurídica”, argumenta.

Até o momento, não há decisão em nenhuma das duas ações.

Entenda o caso

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que determinou a execução provisória da pena de 12 anos de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP), após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.

Na manhã de hoje (8), o desembargador federal Rogério Favreto, do TRF-4, concedeu habeas corpus ao ex-presidente. A decisão deveria ser cumprida em regime de urgência, ainda neste domingo, e por não se tratar de dia útil, seria dispensado o exame de corpo de delito, caso fosse de interesse do próprio Lula.

No entanto, após a decisão, Moro argumentou que Favreto não teria competência para mandar soltar o ex-presidente. Logo em seguida, o Ministério Público Federal também se posicionou de forma contrária à soltura.

Em nota, a assessoria de imprensa da Justiça Federal no Paraná disse que o juiz Sergio Moro informou que está de férias de 2 a 31 de julho. Mas, ao ter sido citado como autoridade coatora no habeas corpus, entendeu ser possível despachar no processo.

Também em nota, a Procuradoria-Geral da República afirmou que está atuando em conjunto com o Ministério Público Federal na 4ª Região e confirmou a posição da instituição em favor da manutenção da prisão de Lula até o trânsito em julgado da ação.

O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirmou que o ex-presidente estava muito cético com a possibilidade de ser solto neste domingo. "Estive agora com o presidente Lula [na Superintendência da Policia Federal, em Curitiba]. Desde que lhe dei a notícia, sempre demonstrou ceticismo quanto ao cumprimento da decisão judicial", disse em entrevista. Damous é advogado e foi incluído na equipe de defesa do ex-presidente.

Após as decisões conflitantes, Rogério Favreto voltou a determinar a soltura do ex-presidente. No entanto, até o momento, Lula permanece preso na Superintendência da PF em Curitiba.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
13/02/19, 11:55 | REFORMAS - Moro recusa convite para fazer debate público sobre pacote anticrime
13/02/19, 10:19 | TRAGÉDIA - Plenário da Câmara debate tragédia de Brumadinho
13/02/19, 10:16 | ECONOMIA - Volume do comércio varejista fecha 2018 com alta de 2,3%
13/02/19, 10:12 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Réu na Lava Jato, Collor presta depoimento no STF
13/02/19, 09:34 | ECONOMIA - Consumidores pagaram R$ 6,9 bilhões a mais nas contas de luz
13/02/19, 09:30 | POLÊMICA - Ação civil pede o afastamento da ministra Damares Alves
13/02/19, 09:24 | POLÍTICA - Eduardo Bolsonaro nega conflito com Mourão e generais
13/02/19, 08:50 | JUDICIÁRIO - Supremo deve julgar nesta quarta ação para criminalizar homofobia
13/02/19, 08:46 | POLÍTICA - 'O partido que se explique', afirma Mourão sobre 'laranjas' do PSL
13/02/19, 08:40 | POLÍTICA - Bolsonaro aumenta pressão sobre Bebianno por 'laranjas' do PSL
12/02/19, 17:26 | DESCASO - Piauí planeja construir o primeiro porto do estado após 40 anos
12/02/19, 17:18 | PROPOSTA - Marinho: texto da Previdência é ‘bem diferente’ do vazado
12/02/19, 17:11 | POLÍTICA - 'Disso eu não falo', diz general Heleno sobre 'laranjas' do PSL
12/02/19, 15:59 | POLÊMICA - Prefeito de Luzilândia processa internautas por ter sido chamado de 'ladrão' nas redes sociais
12/02/19, 15:37 | POLÍTICA - Aplicativo de acompanhamento do trabalho parlamentar é lançado
12/02/19, 15:25 | VELÓRIO - Corpo de Boechat deixa Museu da Imagem e do Som sob aplausos
12/02/19, 15:04 | REFORMAS - Texto da reforma da Previdência está pronto e aguarda Bolsonaro
12/02/19, 14:56 | NEGOCIAÇÃO - Governo Bolsonaro pode antecipar receita aos estados em troca de apoio à Reforma da Previdência
12/02/19, 11:52 | DELEGACIA - Prefeito de Luzilândia perde o controle emocional e apresenta queixa-crime contra a população
12/02/19, 11:27 | DIEESE - Mais de 11 milhões de jovens sem trabalho e estudo. E sem oportunidades
12/02/19, 11:24 | JULGAMENTO - Mais de 40% de ações trabalhistas foram resolvidas por acordo em 2018
12/02/19, 10:50 | LUTO - Corpo de Boechat deve ser cremado em cerimônia reservada à família
12/02/19, 10:47 | TRAGÉDIA - Defesa Civil conta casas atingidas em Brumadinho; mortos chegam a 165
12/02/19, 10:45 | CRIME - PF deflagra operação para conter tráfico de drogas pelas redes sociais
12/02/19, 08:03 | POLÍTICA - Tasso Jereissati e Kátia Abreu retiram apoio e provocam arquivamento da CPI da Lava Toga
12/02/19, 07:11 | LUTO - Zé Arara – Maior Comprador de Ouro da História de Itaituba morre em Santa Catarina
11/02/19, 20:53 | PROGRAMA - Governador do Maranhão premia policiais que tiram armas das ruas
11/02/19, 20:14 | CRIME DE ÓDIO - Bolsonarista lamenta que 'Mônica Bergamo não estava junto' de Boechat no helicóptero
11/02/19, 20:03 | ACIDENTE - Colegas de bancada contam que Band noticiou ao vivo a morte de Boechat
11/02/19, 19:59 | ACIDENTE - Empresa de acidente de Boechat não podia transportar passageiros
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site