CBN - A rádio que toca notícia

CORRUPÇÃO

Gilmar Mendes: “Em um momento houve canonização da Lava Jato”

“Qualquer decisão contra a ação do Moro era considerada antirrepublicana, antipatriótica ou ‘antiqualquercoisa’, o que é uma bobagem”, criticou o ministro do STF

07/07/18, 12:35

D

urante passagem por Londres, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu suas decisões em que revogou prisões ordenadas por juízes de primeira instância da Lava Jato. Além disso, declarou que houve um momento de “canonização” da operação no País, em que qualquer questionamento a ela era considerado “antirrepublicano”, disse, em entrevista à Célia Froufe, do Estado de São Paulo.

O ministro destacou, ainda, que a lei de abuso de autoridade é uma das coisas nas quais o Brasil precisa “pensar” para os próximos anos. “Em um momento houve a canonização da Lava Jato. Então, qualquer decisão contra a ação do (juiz Sergio) Moro era considerada antirrepublicana, antipatriótica ou ‘antiqualquercoisa’, o que é uma bobagem”.

Gilmar está na capital inglesa para participar de um seminário na Universidade de Londres e no qual falou sobre os 30 anos da Constituição brasileira. “A Lava Jato começou a pensar que era uma entidade, quis legislar, mudar habeas corpus e outras coisas. Depois se viu que eles eram suscetíveis a problemas sérios e que a corrupção estava ali perto, como o caso (do ex-procurador Marcello) Miller”, afirmou Gilmar, em referência ao ex-procurador da República que, na semana passada, se tornou réu por supostamente atuar como advogado do Grupo J&F quando ainda integrava o Ministério Público Federal.

O ministro também criticou procedimentos adotados pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal não só na Lava Jato como também na Carne Fraca e Satiagraha – operações em que foi questionado por ter revogado decisões expedidas pela primeira instância. Sobre isso, Gilmar disse estar “muito tranquilo”. “Nunca houve uma decisão minha que não fosse confirmada pela turma ou pelo pleno”.

O magistrado defendeu a reformulação da lei que trata de abuso de autoridade no País. Neste caso, fez referência ao trabalho do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, responsável pela negociação e assinatura de acordos de delação premiada de ex-executivos do Grupo J&F, material que fundamentou duas denúncias contra Michel Temer.

“O doutor Janot, de fato, queria derrubar o presidente para isso? Então foi a primeira tentativa de golpe que se fez em 30 anos vinda não de militares”, disse Gilmar. “Não estou falando que não é para investigar, não. Agora, faça direito”, afirmou. “Isso é também uma coisa na qual precisamos pensar para os próximos 30 anos: lei de abuso de autoridade, responsabilidade”, afirmou.
 
 
Fonte: JL/Revista Fórum
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
13/02/19, 11:55 | REFORMAS - Moro recusa convite para fazer debate público sobre pacote anticrime
13/02/19, 10:19 | TRAGÉDIA - Plenário da Câmara debate tragédia de Brumadinho
13/02/19, 10:16 | ECONOMIA - Volume do comércio varejista fecha 2018 com alta de 2,3%
13/02/19, 10:12 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Réu na Lava Jato, Collor presta depoimento no STF
13/02/19, 09:34 | ECONOMIA - Consumidores pagaram R$ 6,9 bilhões a mais nas contas de luz
13/02/19, 09:30 | POLÊMICA - Ação civil pede o afastamento da ministra Damares Alves
13/02/19, 09:24 | POLÍTICA - Eduardo Bolsonaro nega conflito com Mourão e generais
13/02/19, 08:50 | JUDICIÁRIO - Supremo deve julgar nesta quarta ação para criminalizar homofobia
13/02/19, 08:46 | POLÍTICA - 'O partido que se explique', afirma Mourão sobre 'laranjas' do PSL
13/02/19, 08:40 | POLÍTICA - Bolsonaro aumenta pressão sobre Bebianno por 'laranjas' do PSL
12/02/19, 17:26 | DESCASO - Piauí planeja construir o primeiro porto do estado após 40 anos
12/02/19, 17:18 | PROPOSTA - Marinho: texto da Previdência é ‘bem diferente’ do vazado
12/02/19, 17:11 | POLÍTICA - 'Disso eu não falo', diz general Heleno sobre 'laranjas' do PSL
12/02/19, 15:59 | POLÊMICA - Prefeito de Luzilândia processa internautas por ter sido chamado de 'ladrão' nas redes sociais
12/02/19, 15:37 | POLÍTICA - Aplicativo de acompanhamento do trabalho parlamentar é lançado
12/02/19, 15:25 | VELÓRIO - Corpo de Boechat deixa Museu da Imagem e do Som sob aplausos
12/02/19, 15:04 | REFORMAS - Texto da reforma da Previdência está pronto e aguarda Bolsonaro
12/02/19, 14:56 | NEGOCIAÇÃO - Governo Bolsonaro pode antecipar receita aos estados em troca de apoio à Reforma da Previdência
12/02/19, 11:52 | DELEGACIA - Prefeito de Luzilândia perde o controle emocional e apresenta queixa-crime contra a população
12/02/19, 11:27 | DIEESE - Mais de 11 milhões de jovens sem trabalho e estudo. E sem oportunidades
12/02/19, 11:24 | JULGAMENTO - Mais de 40% de ações trabalhistas foram resolvidas por acordo em 2018
12/02/19, 10:50 | LUTO - Corpo de Boechat deve ser cremado em cerimônia reservada à família
12/02/19, 10:47 | TRAGÉDIA - Defesa Civil conta casas atingidas em Brumadinho; mortos chegam a 165
12/02/19, 10:45 | CRIME - PF deflagra operação para conter tráfico de drogas pelas redes sociais
12/02/19, 08:03 | POLÍTICA - Tasso Jereissati e Kátia Abreu retiram apoio e provocam arquivamento da CPI da Lava Toga
12/02/19, 07:11 | LUTO - Zé Arara – Maior Comprador de Ouro da História de Itaituba morre em Santa Catarina
11/02/19, 20:53 | PROGRAMA - Governador do Maranhão premia policiais que tiram armas das ruas
11/02/19, 20:14 | CRIME DE ÓDIO - Bolsonarista lamenta que 'Mônica Bergamo não estava junto' de Boechat no helicóptero
11/02/19, 20:03 | ACIDENTE - Colegas de bancada contam que Band noticiou ao vivo a morte de Boechat
11/02/19, 19:59 | ACIDENTE - Empresa de acidente de Boechat não podia transportar passageiros
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site