CBN - A rádio que toca notícia

ESTATÍSTICA

Crimes: mais de 3 mil pessoas foram assassinadas em fevereiro no Brasil

Os dados são solicitados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública

15/04/18, 18:46

O

Brasil registrou, em fevereiro deste ano, mais de 3 mil assassinatos violentos. O levantamento não considera os dados de seis estados, que ainda não divulgaram os números. O índice nacional de homicídios foi criado pelo portal G1 e faz um mapeamento do número de mortes violentas mês a mês no país.

De acordo com a reportagem, o número consolidado (3.276) contabiliza todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que, juntos, compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais.

O Monitor da Violência foi desenvolvido pelo G1 , em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os dados são solicitados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

O objetivo da pesquisa é antecipar os dados e possibilitar um diagnóstico em tempo real da violência, além de obrar transparência por parte dos governos.

Os estados que não forneceram os números deram explicações. Na Bahia, a secretaria diz que o setor que trabalha com o fechamento dos dados dos dois meses não determina um prazo para a conclusão e que, quando as informações forem liberadas, serão divulgadas.

A Secretaria do Maranhão informa que os dados consolidados sobre mortes violentas e outros crimes ocorridos no Maranhão em fevereiro têm previsão de divulgação apenas para junho deste ano. “O período obedece ao prazo de três meses legalmente estabelecido pelo Ministério da Justiça, o qual considera as condições de registro de ocorrências disponíveis nas unidades federativas do país, como as dimensões territoriais e oferta de serviço de internet disponíveis nos estados.”

Em Minas Gerais, a secretaria diz que os dados de janeiro e fevereiro de 2018 ainda serão divulgados. A pasta afirma que os números passam por auditagem para "total transparência e confiabilidade". Até o momento, o governo tem apenas os dados de latrocínio (7 em janeiro e 8 em fevereiro)

O órgão responsável pelos dados no Paraná afirma que não possui a informação sobre ambos os meses. “As estatísticas referentes a homicídios, antes da divulgação, passam por quatro ciclos de controle de qualidade. Durante a realização da validação foram encontradas distorções que estão sendo homologadas para, então, ocorrer a divulgação. Foram encontradas distorções nos meses de janeiro e fevereiro. Assim que os dados forem validados, serão prontamente divulgados para a população por meio do site."

Em Rondônia, a secretaria não informa os números de fevereiro; a Polícia Civil diz que ainda aguarda o retorno dos departamentos que concentram as informações

A Secretaria de Tocantins afirmou que as delegacias levam um tempo para informar os números e, por isso, os dados de janeiro e de fevereiro ainda não foram consolidados.

Fonte: JL/Notícas ao Minuto
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
15/09/18, 19:31 | MOVIMENTO - Homens também se unem no Facebook contra Bolsonaro
15/09/18, 19:16 | ENCONTRO - Para líderes e intelectuais, eleição no Brasil é decisiva para América Latina e o mundo
15/09/18, 19:10 | ELEIÇÕES 2018 - Collor contrata R$ 1,2 milhão para campanha antes de desistir de candidatura
15/09/18, 19:05 | ELEIÇÕES 2018 - TSE divulga arrecadação dos candidatos à Presidência da República
15/09/18, 18:59 | POLÊMICA - Coordenador da Lava Jato critica Gilmar Mendes por soltar Beto Richa
15/09/18, 18:55 | ELEIÇÕES - Facebook e Google faturam mais de R$ 6 milhões em 1 mês de campanha eleitoral
15/09/18, 18:35 | ARTIGO - Emoção até o final na 'eleição retrô'
15/09/18, 18:27 | ARTIGO - Em eleição, arrependimento não mata. Mas, desmoraliza!
15/09/18, 13:49 | MOVIMENTO - Mulheres marcham em Brasília contra onda de feminicídios no DF
15/09/18, 13:45 | SAÚDE - Campanha estimula jovens a se consultarem com urologistas
15/09/18, 13:40 | SAÚDE - Mais de 82% dos atendimentos cardiológicos são de emergência
15/09/18, 10:42 | ELEIÇÕES - 'Ponto' analisa mudanças nos cenários com candidatura Haddad
15/09/18, 10:36 | ELEIÇÕES 2018 - 'Mulher, seu voto não tem preço' estimula candidaturas femininas
15/09/18, 10:33 | SOCIAL - Organização propõe 10 ações contra as desigualdades no Brasil
15/09/18, 10:10 | ELEIÇÕES - Coligação do PSDB quer ataque pesado a Bolsonaro na TV
15/09/18, 10:07 | VATICANO - 'Não é possível mafioso acreditar em Deus', diz Papa Francisco
15/09/18, 10:00 | POLÍTICA - Mercado financeiro já trabalha para traçar cenários sem Bolsonaro
15/09/18, 08:48 | ENTREVISTA - O SANGUE FRIO DE HADDAD NO JN
15/09/18, 08:22 | SABATINA - Haddad diz que 'sabotagem' a Dilma foi maior que erros na economia
15/09/18, 08:12 | SABATINA - 'A Rede Globo condena por antecipação’, afirma Haddad no JN
15/09/18, 07:51 | ELEIÇÕES 2018 - No Rio, Haddad interrompe canto em seu nome e exalta legado de Lula
14/09/18, 21:39 | PESQUISA - Haddad foi o que mais cresceu em quatro dias: 9% para 13%
14/09/18, 21:19 | LAVA JATO - Gilmar envia inquérito sobre Aécio e Anastasia para Justiça Eleitoral
14/09/18, 21:16 | PROPINA - Ministro Gilmar Mendes manda soltar ex-governador do PSDB
14/09/18, 21:00 | PESQUISA - DATAFOLHA: Bolsonaro tem 26%; Haddad e Ciro empatados com 13%
14/09/18, 17:37 | INFRAESTRUTURA - Lixões continuam a crescer no Brasil, mostra levantamento
14/09/18, 17:34 | JULGAMENTO - STF tem maioria contra recurso de Lula em julgamento virtual
14/09/18, 17:32 | ECONOMIA - Orçamento do Luz para Todos em 2019 será de R$ 1,07 bilhão
14/09/18, 16:49 | ENCONTRO - Brasil acolhe mais de 30 mil imigrantes crianças e adolescentes
14/09/18, 16:28 | ONU MULHERES - Pesquisa mostra que 81% dos brasileiros querem mais igualdade na política
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site