CBN - A rádio que toca notícia

CRIMINALIDADE

Bandidos invadem a Urca no Rio e desmoralizam os generais da intervenção

Para o advogado Lauro Schuch, também morador do bairro, os casos são fruto do sucateamento na segurança pública: “Estamos presenciando assaltos até durante o dia. A coisa ficou ainda pior com a intervenção, mesmo tendo os militares como vizinhos”

13/04/18, 18:41

C

ercado de um lado pelo mar e do outro pelas montanhas, o bucólico bairro da Urca transformou-se em alvo frequente de assaltantes. Depois de ocorrências de roubos a pedestres e furtos de veículos, um arrastão, na Rua Ramon Franco, na segunda-feira, deixou moradores em pânico. Naquela noite, quatro homens num automóvel fecharam um Mercedez-Benz onde estava um casal, obrigando-os a desembarcar. Dois carros que vinham atrás também foram roubados. 

Além da Rua Ramon Franco, outro endereço apontado pelos moradores como alvo frequente de criminosos é a Rua Cândido Gaffree, perpendicular à Avenida Portugal. A cerca de dez metros dali está o Forte de São João, onde moram o interventor general Walter Braga Netto e o secretário de segurança pública do Rio, o também general Richard Nunes. A onda de violência que invade o bairro revela que o ordenamento na segurança pública, ao qual se propunha a intervenção federal, não foi bem-sucedido nem na vizinhança dos próprios militares.

Na esquina da Avenida Portugal com a Rua Cândido Gaffree, a jornaleira Maria Deusamar, de 60 anos, que trabalha ali há 14, dá a tônica da transformação do cotidiano do lugar: “Temos assaltos aqui diariamente. Antes, não era assim. Hoje em dia, toda hora passa uma pessoa aqui na banca dizendo que foi roubado. É celular, bolsa, carro... Estão levando tudo”, conta. 

A alguns metros dali, na Rua Ramon Franco, a estudante Amancia de Souza, de 40 anos, que mora na Vila Militar, diz que se mudou para o bairro em janeiro, quando, “em uma semana a rua teve oito assaltos”: “Só guardo o celular dentro da roupa. Tenho medo de passar sozinha aqui, mas, às vezes, não tem jeito”. 

No mesmo logradouro, o assessor Celso de Lima, de 44 anos, conta que escapou por pouco do último arrastão, quando ia para a casa da cunhada. “Dei ré no carro quando vi que alguns veículos começaram a voltar na contramão. Já fui assaltado aqui no bairro, e a gente se acostuma a sentir medo. No dia do arrastão, escapei por pouco”, relembra ele que mora na Rua Xavier Sigaud: “Na minha rua, tivemos assaltos nos três últimos sábados. Nem a cabine da polícia inibe os bandidos”. 

Para o advogado Lauro Schuch, também morador do bairro, os casos são fruto do sucateamento na segurança pública: “Estamos presenciando assaltos até durante o dia. A coisa ficou ainda pior com a intervenção, mesmo tendo os militares como vizinhos”. 

O quadro de insegurança no bairro não é à toa. A área de cobertura do 2º Batalhão de Polícia Militar (Botafogo) não está sendo protegida por nenhuma das oito motocicletas destinadas à região. Todas estão paradas por falta de manutenção. Com as viaturas, o cenário não é diferente. Moradores contam que os veículos só saem às ruas quando a população se cotiza para consertá-las.

Comandante do 2º BPM, o tenente-coronel Carlos Henrique, que assumiu a unidade há uma semana, conta que toda a frota está sendo recuperada. “Sem as motos-patrulha, a indicação é fazermos o policiamento de carro. Mas não conseguimos passar em alta velocidade. Estamos com um contrato novo de reforma das viaturas. Três delas já estão voltando às ruas. Depois, outras nove serão consertadas”, promete o oficial. 

Além dos militares que vivem no Forte de São João, onde se localizam a Escola de Educação Física do Exército e a Escola Superior de Guerra do Exército, o bairro conta ainda com o Instituto Militar de Engenharia, a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército e a Escola de Guerra Naval. O bairro é conhecido ainda por abrigar o cantor mais famoso do país, Roberto Carlos, e compositores de talento como o pernambucano Lenine, além de concentrar muitos jovens na popular mureta, vizinha ao forte.

Fonte: JL/JB
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
10/08/18, 14:35 | EVENTO - Em Teresina, Festival Flores de Holambra traz mais de 100 espécies
10/08/18, 14:29 | PROGRAMAÇÃO - Prefeitura lança campanha de aniversário de Teresina: 166 anos
10/08/18, 12:42 | POLÍTICA - Candidatos progressistas querem rever atos de Temer e criar empregos
10/08/18, 12:37 | SUCESSÃO - Afinal, Lula pode ou não participar dos debates eleitorais?
10/08/18, 12:32 | CRIME - Lava Jato no Rio prende corretor acusado de receber propina
10/08/18, 12:24 | OPINIÃO - Professor de Harvard analisa Bolsonaro como grave perigo à democracia
10/08/18, 12:15 | SALÁRIOS - Após STF, Ministério Público aprova aumento de 16% para procuradores
10/08/18, 12:09 | INCIDENTE - Homens morrem depois de confundir inseticida com bebida alcoólica em Teresina
10/08/18, 11:20 | POLÍTICA - Eleição 2018: confira como foi o primeiro debate entre presidenciáveis
10/08/18, 11:14 | ELEIÇÕES 2018 - No debate da Band, Alckmin vira alvo e nanico Daciolo rouba a cena nas redes
09/08/18, 21:34 | ESTATÍSTICA - Com 63.880 vítimas em 2017, Brasil bate recorde de mortes violentas
09/08/18, 17:54 | SALÁRIOS - Lewandowski rebate crítica a reajuste e diz que juízes recuperam milhões
09/08/18, 17:52 | REDES SOCIAIS - Facebook abre registro a candidatos e partidos para publicar anúncios
09/08/18, 17:48 | POLÊMICA - Presidente da Anamatra diz que reajuste do STF é “questão de justiça”
09/08/18, 15:50 | REPERCUSSÃO - Juristas internacionais enviam carta sobre 'caráter desleal' de processo contra Lula
09/08/18, 15:23 | REFORMA - Desmonte da legislação trabalhista aumenta número de acidentes e mortes
09/08/18, 14:58 | POLÊMICA - Política fiscal de austeridade torna país mais desigual e compromete futuro
09/08/18, 13:41 | ARTIGO - Inelegibilidade Material e Inelegibilidade Processual
09/08/18, 10:43 | CRIME - Professor acusado de matar advogada tentou se matar, diz penitenciária
09/08/18, 10:03 | LIBERTADORES - Torcida do Cruzeiro volta a dar espetáculo no Maracanã e empurra time para vitória mais importante do semestre
09/08/18, 09:55 | POLÊMICA - Senado da Argentina rejeita projeto a favor do aborto e gera protestos
09/08/18, 09:48 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Banqueiro paga fiança de R$ 90 milhões para sair da prisão
09/08/18, 09:26 | ARTIGO - Vontade popular
08/08/18, 21:53 | DECISÃO - Luzilândia, Joca Marques e Madeiro receberão tropas federais para as eleições
08/08/18, 21:10 | CRIME - Marido acusado de matar a advogada Tatiane Spitzner vira réu
08/08/18, 20:55 | JUDICIÁRIO - Supremo Tribunal aprova aumento de 16% no salário dos ministro
08/08/18, 20:34 | JUDICIÁRIO - Gilmar Mendes já soltou 37 investigados da Lava Jato no Rio
08/08/18, 20:01 | MOVIMENTO - Greve nos Correios é suspensa após proposta de acordo do TST
08/08/18, 19:50 | CONFERÊNCIA - Entidades de 40 países discutem futuro do trabalho e ameaças a direitos
08/08/18, 19:47 | INJUSTIÇA - Trabalhadores estão perdendo a esperança na democracia, diz dirigente da CSI
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site