CBN - A rádio que toca notícia

PROPINA

Inquérito sobre decreto dos portos poupa sigilo bancário de Temer

A consulta aos autos revela que uma série de medidas não foram tomadas pela PGR e pela PF

12/02/18, 11:36
 
P
assados quatro meses da abertura do inquérito sobre um decreto do setor portuário, os sigilos bancário, telefônico e fiscal do presidente Michel Temer, de amigos e empresários foram preservados pelos investigadores -no caso, a Procuradoria Geral da República e a PF (Polícia Federal).

Na última sexta-feira (9), em entrevista à agência Reuters, o diretor-geral da PF, Fernando Segovia, criticou a qualidade das provas obtidas e indicou que o inquérito poderá ser arquivado.

A consulta aos autos, porém, revela que uma série de medidas não foram tomadas pela PGR e pela PF.

A investigação, que procura saber se Temer recebeu vantagem indevida das empresas da área, se concentrou até agora em aspectos formais, como depoimentos de dez investigados -incluindo Temer- que negam qualquer irregularidade na edição do decreto.

O inquérito foi aberto a partir da delação da JBS. Em telefonemas, o ex-assessor presidencial Rodrigo Loures conversou com membros do governo e parlamentares sobre o decreto. Ele queria incluir no texto um grupo de portos que tinham recebido concessões e arrendamentos antes de uma lei de 1993.

No decreto, de maio de 2017, o grupo acabou excluído -um dos pontos usados pela defesa de Temer para pedir arquivamento do caso.

Tanto a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, quanto o delegado da PF que preside o inquérito, Cleyber Malta Lopes, não demonstraram interesse em pedir ao ministro relator no STF, Luís Roberto Barroso, acesso à movimentação bancária do presidente para ver se há ou houve alguma relação com empresas do setor portuário.

PISTAS DE LADO

Pistas também deixaram de ser perseguidas. Em junho passado, a PF apreendeu na Argeplan, empresa do coronel aposentado da PM João Baptista Lima Filho, "um projeto de reforma de imóvel com nome Maristela Temer", filha do presidente, um recibo de pagamento em nome dela e um disco rígido com "diversas informações sobre a reforma no apartamento".

Eventuais pagamentos da Argeplan, que tem contratos com órgãos públicos, à filha de Temer poderia indicar a dissimulação de vantagens indevidas. Nenhum dos documentos, porém, foi até o momento cruzado com o sigilo bancário de Maristela, que também não foi quebrado.

A filha do presidente não aparece como alvo da investigação nem é citada pela PF como alguém que mereça ser ouvido no futuro.

No inquérito há um relatório que sugere quebrar sigilo dos investigados, incluindo Temer, mas o papel foi produzido por um agente e um escrivão da PF, legalmente incapaz de pedir a quebra.

Pelo sistema de foro privilegiado no STF, caberia a Dodge formalizar o pedido a Barroso, o que não havia ocorrido até sexta (9).

Existe a hipótese de os sigilos terem sido quebrados em algum procedimento sigiloso, mas não há nenhuma referência nos autos públicos da investigação.

A PGR informou que, sobre o inquéritos dos portos, toda "manifestação ocorrerá somente nos autos".

A Polícia Federal não havia se manifestado até a conclusão deste texto.

Fonte: JL/Folha
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
23/05/18, 19:10 | PROTESTO - Representante dos caminhoneiros: governo Temer foi irresponsável
23/05/18, 19:00 | MOVIMENTO - Sem combustível, maior empresa de alimentos paralisa 13 fábricas
23/05/18, 16:20 | POLÍTICA - Em sabatina, Alckmin tenta se afastar de tucanos com problemas na Justiça
23/05/18, 16:16 | CORRUPÇÃO - Ex-governador de MG, Azeredo se entrega à polícia em Belo Horizonte
23/05/18, 14:37 | CONFLITO - Prefeito de Luzilândia invade Joca Marques e pratica conflito institucional e crime de responsabilidade
23/05/18, 14:17 | INVESTIGAÇÃO - Aretha disse em mensagem que tentou denunciar ex à polícia
23/05/18, 14:13 | MOVIMENTO - Caminhoneiros do PI protestam contra aumento dos combustíveis
23/05/18, 13:42 | MOVIMENTO - Greve dos caminhoneiros faz Correios suspenderem envio de Sedex
23/05/18, 13:39 | ECONOMIA - Entenda a composição do preço da gasolina e do diesel no Brasil
23/05/18, 13:32 | POLÊMICA - Prefeitos cobram compensação por perda de arrecadação com fim da Cide
23/05/18, 12:27 | POLÍTICA - 'Não vou sair do partido e ninguém me tira', afirma Eunício
23/05/18, 12:25 | SUPREMO - Fachin autoriza visita da comissão externa da Câmara a Lula
23/05/18, 10:50 | CORRUPÇÃO - Eduardo Azeredo é considerado foragido, diz Polícia Civil
23/05/18, 08:09 | INFRAESTRUTURA - Governo corta verba, e pesquisa que mede desemprego e desalento está ameaçada
23/05/18, 07:54 | AVALIAÇÃO - Reforma compromete mercado de trabalho e a própria economia, diz professor
23/05/18, 07:35 | POLÊMICA - Acordo entre Maia e oposição derruba privatização da Eletrobras e derrota Temer
22/05/18, 20:16 | MOVIMENTO - Caminhoneiros fecham PI-247 durante protesto contra alta do diesel
22/05/18, 20:07 | DISCURSO - ‘Brasil está dividido entre honestos e ladrões da República’, diz Alvaro Dias
22/05/18, 19:59 | GREVE - Protesto de caminhoneiros deixa aeroporto de Brasília sem combustível; três voos foram cancelados
22/05/18, 19:53 | MANUAL - "A escravidão exigia um instituto jurídico para manter milhões subjugados"
22/05/18, 19:07 | EQUÍVOCO - Prefeito Ronaldo Gomes perde o controle administrativo de Luzilândia
22/05/18, 14:59 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Desembargadores rejeitam recurso e determinam prisão imediata do tucano Eduardo Azeredo
22/05/18, 13:29 | POLÍTICA - 'Prisões de Lula e Dirceu mostram que golpe não acabou e é contínuo'
22/05/18, 13:14 | PROTESTOS - Caminhoneiros: Minas é o Estado com mais interdições em estradas
22/05/18, 12:43 | ELEIÇÕES 2018 - Henrique Meirelles será o candidato do MDB, diz Jucá
22/05/18, 10:48 | PESQUISA - Corrupção interessa mais ao brasileiro do que Copa do Mundo
22/05/18, 10:36 | CORRUPÇÃO - Ex-tesoureiro do PP se entrega à polícia e começa a cumprir pena da Lava Jato na Papuda
22/05/18, 10:12 | MUNDO - Michelle e Barack Obama fecham acordo milionário com a Netflix
22/05/18, 08:10 | POLÍTICA - Lula prepara pré-candidatura à Presidência da República para o dia 27
22/05/18, 07:53 | ARTIGO - É preciso aprofundar os fundamentos sobre presunção de inocência
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site