CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Para ministros do TST, pontos da lei trabalhista só valem em contrato novo

Na interpretação de uma comissão do Tribunal Superior do Trabalho, a legislação que entrou em vigor em novembro do ano passado não pode retirar direitos adquiridos

09/01/18, 16:27

U

ma comissão de ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST) avalia que alguns pontos da reforma trabalhista, em vigor desde o dia 11 de novembro, valem apenas para novos contratos de emprego. O parecer, que ainda será votado no plenário do Tribunal, é contrário ao entendimento do governo, que defende a mudança para todos os trabalhadores.

Os ministros argumentam que a reforma não pode retirar direitos adquiridos. Entre os pontos que, na interpretação deles, devem valer apenas para contratos novos ou repactuados a partir do dia 11 de novembro, estão: o fim do pagamento pelo tempo de deslocamento entre a casa e a empresa; e a proibição de incorporar gratificações e diárias de viagem ao salário.

O parecer faz parte da proposta de revisão de 34 súmulas do Tribunal. As súmulas são interpretações sobre temas específicos, que servem para uniformizar o entendimento dos juízes.

O Estadão/Broadcast obteve parte da proposta elaborada pela Comissão de Jurisprudência do TST, onde foram sugeridas mudanças em oito súmulas. O projeto já foi distribuído aos 28 ministros da Casa, que começarão a discutir o texto no dia 6 de fevereiro.

A proposta obtida pela reportagem defende que o Tribunal deve aplicar a nova lei trabalhista apenas em contratos assinados após o dia 11 de novembro, em processos relacionados ao deslocamento entre a casa e o trabalho, às gratificações e às diárias de férias incorporadas ao salário. Se o contrato for anterior à nova lei, fica aberta a possibilidade para que o funcionário cobre da empresa na Justiça. O mesmo vale para a regra que permite a um não empregado representar a empresa na Justiça, o chamado “preposto”: só vale nas ações ajuizadas após 11 de novembro.

Composta por três ministros, a Comissão argumenta que a reforma deve ser aplicada imediatamente “desde que não afete o direito adquirido do empregado ou do empregador”. A interpretação é que há “direito adquirido dos atuais empregados” pela “sistemática da lei velha” para casos em que a nova legislação pode suprimir benefícios previstos em contrato anterior à mudança.

Para valer, esse entendimento precisa da aprovação de 18 ministros – dois terços do plenário. Súmulas do TST não têm efeito vinculante como em alguns casos do Supremo Tribunal Federal (STF). Ou seja, não obriga as demais instâncias a adotar o entendimento. O mundo jurídico, porém, encara uma súmula como um posicionamento sedimentado e que, por isso, influencia parte dos juízes.

Polêmica. O entendimento proposto pelo TST é oposto ao defendido pelo governo. Procurado, o Ministério do Trabalho reafirmou que a reforma vale para todos os contratos e cita como argumento a Medida Provisória 808. Assinado em novembro, o texto afirma que a reforma “se aplica, na integralidade, aos contratos de trabalho vigentes”. “Ou seja, vale tanto para os novos contratos, quanto para os que já estavam vigentes”, defende o Ministério.

Fonte: JL/Estadão
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
19/02/19, 12:01 | LEVANTAMENTO - Com risco 'iminente' de rompimento, Caldeirão poderá inundar Piripiri-PI
19/02/19, 11:55 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Lava Jato tira caso Paulo Preto das mãos de Gilmar Mendes
19/02/19, 11:29 | REFORMAS - Sérgio Moro vai ao Congresso entregar Projeto de Lei Anticrime
19/02/19, 11:25 | FRAUDE - Polícia Federal prende presidente da CNI, Robson Andrade
19/02/19, 11:21 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Tucano Paulo Preto é preso em nova fase da Lava Jato
19/02/19, 08:20 | INFRAESTRUTURA - Entrega da Praça do Tancredo Neves será nesta sexta em Teresina
19/02/19, 08:16 | EDUCAÇÃO - Homem volta a estudar aos 45 anos e é aprovado no vestibular
19/02/19, 08:06 | SAÚDE - UPA do Satélite de Teresina inicia atendimento à população
18/02/19, 18:37 | CRISE - Porta-voz anuncia decisão de Bolsonaro de demitir Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral
18/02/19, 15:32 | ESPORTE - Figo rasga elogios a Vinicius Junior: 'talentoso e fantástico'
18/02/19, 15:25 | ESPORTE - Conmebol muda datas da Libertadores por amistosos das seleções
18/02/19, 15:22 | IMBRÓGLIO - 'De hoje não passa', diz Mourão sobre demissão de Bebianno
18/02/19, 14:59 | POLÍTICA - Eduardo Bolsonaro nega articulação para migrar para novo partido
18/02/19, 14:55 | POLÍTICA - Bolsonaro tenta agenda positiva para abafar crise do governo
18/02/19, 14:52 | POLÍTICA - Planalto deixará pacote anti-corrupção de Moro em 'banho-maria'
18/02/19, 13:08 | ANÁLISE - Mônica Bergamo: Bebianno diz que recebe ameaças depois de ter telefone divulgado
18/02/19, 13:05 | PREVIDÊNCIA - "Sociedade deve se envolver no debate sobre Reforma da Previdência", diz especialista
18/02/19, 12:09 | MOVIMENTO - Assembleia Nacional na Praça da Sé prepara resistência à reforma da Previdência
18/02/19, 12:05 | REFORMAS - Reforma da Previdência e pacote anticrime chegam ao Congresso em meio a crise no governo
18/02/19, 11:47 | TESOURO - Piauí e mais 16 Estados ultrapassaram o limite de alerta de gastos com pessoal em 2018
18/02/19, 10:48 | DISCUSSÃO - Governadores debatem nesta semana Reforma da Previdência
18/02/19, 10:44 | JUSTIÇA - CNJ pede explicações a juízes por falta de audiências de custódia
18/02/19, 10:41 | INTERNACIONAL - Delegação parlamentar europeia é impedida de ingressar na Venezuela
18/02/19, 10:16 | CHUVAS - Corpo de Bombeiros atua no resgate de famílias em Parnaíba
18/02/19, 10:13 | EDUCAÇÃO - Governador abre ano letivo das escolas estaduais e mostra avanços
18/02/19, 10:10 | SAÚDE - Hemopi se mobiliza para garantir sangue no Carnaval do PI
18/02/19, 09:56 | INTERNACIONAL - Vaticano discute nesta semana abusos cometidos por religiosos
18/02/19, 09:52 | BENEFÍCIO - Nascidos em março e abril começam a receber abono salarial do PIS 2017
18/02/19, 09:48 | REFORMA - Reforma da Previdência será enviada ao Congresso na quarta
17/02/19, 20:15 | POLÊMICA - Empresário próximo a Bolsonaro vê ‘com maus olhos’ influência de filhos
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site