CBN - A rádio que toca notícia

REAÇÃO

'Reforma' trabalhista será alvo de disputa nas ruas e nos tribunais

Para representantes de trabalhadores e especialistas em direito, em debate no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, país já provou que é possível criar empregos sem reduzir direitos

13/11/17, 21:53

A

nova legislação trabalhistas sancionada pelo governo Temer, que entrou em vigor no último sábado (11), não está consolidada, e será alvo de disputa jurídica, nos tribunais do trabalho e instâncias superiores, e política, nas ruas, nas fábricas e nas eleições do ano que vem. Essas foram as impressões compartilhadas por especialistas do direito, sindicalistas e políticos, em debate promovido pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, realizado nesta segunda-feira (13), em São Bernardo do Campo. 

As mudanças na legislação, segundo os debatedores, foram feitas sem que os trabalhadores fossem consultados, e atendem, portanto, somente aos interesses da classe patronal, que pretende enfraquecer os sindicatos durante as negociações e criar obstáculos para o acesso à Justiça do Trabalho. O debate sobre o dia seguinte à reforma trabalhista também foi acompanhado de perto pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que defende a realização de um referendo revogatório sobre essa e outras medidas do governo Temer. 

Ao contrário do discurso oficial do governo, que alega que as novas regras estimularão a criação de novas vagas de emprego, os participantes foram unânimes em dizer que o que, de fato, vai aumentar com a reforma trabalhista é a precarização das relações do trabalho e a queda dos rendimentos gerais dos salários. 

Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, o efeito geral é que, se essa nova legislação não for revogada, todos os trabalhadores com o atual modelo de contratação serão demitidos, e recontratados de maneira precarizada, na forma de terceirizado, autônomo ou intermitente. 

Ele também criticou o dispositivo que consta da nova lei que considera que as negociações coletivas terão prevalência sobre a legislação, até mesmo quando retirarem direitos. Segundo Freitas, negociação sem a presença do sindicato, como legítimo representante dos trabalhadores, não pode ser considerada com uma negociação coletiva. "Não há negociação coletiva sem um sindicato forte", ressaltou. 

Vagner defendeu a união de sindicatos em macro-setores, que reúna todo um determinado seguimento de trabalhadores, para, assim, terem maior poder de negociação e menores custos de manutenção de estruturas de assistência jurídica, por exemplo. 

Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
19/06/18, 12:00 | EDUCAÇÃO - ProUni oferece 174 mil vagas; inscrições começam dia 26
19/06/18, 11:46 | COPA - Japão conta com expulsão relâmpago, vence Colômbia e se vinga de goleada em 2014
19/06/18, 11:38 | COMBUSTÍVEIS - Desconto prometido no diesel ainda não chegou às bombas
18/06/18, 21:57 | ESPORTE - Inglaterra, Bélgica e Suécia estreiam na Copa da Rússia com vitória
18/06/18, 21:54 | JUDICIÁRIO - STF recebe ação contra uso de prisão preventiva para obter delações
18/06/18, 21:51 | INVESTIGAÇÕES - PGR pede prorrogação de inquéritos sobre Aécio Neves no STF
18/06/18, 17:07 | ESPORTE - Inglaterra sofre, mas vence a Tunísia na estreia da Copa: 2 X 1
18/06/18, 16:42 | ELEIÇÕES - Ciro defende novo projeto industrial e promete gasolina a R$ 3
18/06/18, 16:29 | POLÊMICA - Barroso: proibição de condução coercitiva atrapalha juízes corajosos
18/06/18, 13:57 | COPA - Bélgica sofre no primeiro tempo, mas deslancha no segundo e bate o Panamá
18/06/18, 13:38 | POLÍTICA - Chico Buarque, Martinho da Vila e outros artistas convocam festival por Lula no Rio
18/06/18, 13:27 | POLÍTICA - Direita vive momento inédito de 'salve-se quem puder'
18/06/18, 12:34 | INVESTIGAÇÃO - Polícia encontra chocolates e pendrives na cela de Geddel e Luiz Estevão; ex-senador joga dispositivo na privada
18/06/18, 12:16 | COPA DO MUNDO - Suécia vence Coreia do Sul com pênalti marcado com auxílio do VAR
18/06/18, 11:05 | BENEFÍCIO - Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia
18/06/18, 10:57 | ESPORTE - Brasil não é mais o Deus soberano do futebol, afirma Silvio Luiz
18/06/18, 10:54 | EDUCAÇÃO - Resultado do Sisu pode ser consultado pela internet
18/06/18, 10:40 | MUNDO - Cunhado do Rei da Espanha é preso por corrupção
18/06/18, 10:33 | POLÍTICA - 'A presidência foi roubada de Lula', diz Maradona na Rússia
17/06/18, 19:45 | COPA DO MUNDO - Moradores do bairro de Gabriel Jesus comemoram participação do jogador
17/06/18, 19:41 | DECEPÇÃO - No Rio, torcedores culpam juiz e apagão de Neymar pelo empate
17/06/18, 19:17 | ESPORTE - Para Tite, ansiedade atrapalhou jogadores do Brasil
17/06/18, 18:45 | FUTEBOL - Brasil dececpciona na estréia da Copa e empata com a Suiça
17/06/18, 14:05 | COPA - Arriba! México vence a Alemanha e cala os atuais campeões em Moscou
17/06/18, 13:54 | FUTEBOL - Brasil x Suíça: Neymar pode igualar feitos de Pelé, Zico, Romário, Sócrates e Leônidas
17/06/18, 13:39 | VIOLÊNCIA - Brasil perde 285 bilhões com crime; investimentos em segurança não mostram eficácia
17/06/18, 13:22 | PESQUISA - 62% de jovens entre 16 e 24 anos desejam morar em outro país, diz Datafolha
17/06/18, 13:15 | POLÍTICA - Impopular e isolado, governo Temer sinaliza fim prematuro
17/06/18, 12:46 | ESPORTE - Secar a Argentina na Copa não é pecado, diz padre brasileiro
17/06/18, 12:37 | ESPORTE - Sérvia vence a Costa Rica por 1 x 0 em jogo da Copa do Mundo
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site