CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Lei de Cotas terá de ser aplicada também nas Forças Armadas, decide STF

Para Barroso, a aplicação das cotas em concursos públicos possibilita a construção de uma burocracia representativa, mais atenta aos problemas e particularidades dos diferentes segmentos sociais

13/04/18, 15:12

O

Supremo Tribunal Federal confirmou a validade da Lei de Cotas, que reserva aos negros 20% das vagas oferecidas em concursos públicos, para as Forças Armadas. Em decisão tomada nessa quinta-feira (12), os ministros eliminaram a dúvida que persistia sobre o assunto ao analisar um questionamento da ONG Educafro.

A Lei de Cotas foi declarada constitucional em junho de 2017, mas ponderações dos ministros Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes sobre uma atipicidade das carreiras militares suscitaram a discussão se a norma deveria ser aplicada pelas Forças Armadas. Até agora, apenas a Marinha vinha reservando vagas para afrodescendentes.
 
A decisão foi unânime. Todos os ministros acompanharam o voto do relator, Luís Roberto Barroso. “Não há particularidade inerente às atribuições exercidas nas Forças Armadas que possa justificar, por qualquer razão, um tratamento diferenciado daquele dado por toda a Administração direta e indireta à aplicação das cotas”, concluiu o relator. “Trata-se também de superar o racismo estrutural e institucional existente na nossa sociedade e de garantir a igualdade material entre os cidadãos”, ressaltou.

Para Barroso, a aplicação das cotas em concursos públicos possibilita a construção de uma burocracia representativa, mais atenta aos problemas e particularidades dos diferentes segmentos sociais. A Lei de Cotas é aplicada para o preenchimento de cargos efetivos e empregos públicos na administração pública federal direta e indireta, nos Três Poderes.

No julgamento do ano passado, Gilmar Mendes levantou dúvidas sobre a aplicação da lei em todos os concursos públicos, inclusive nas Forças Armadas.

“A mim me preocupa essa questão da abrangência da Lei em relação a todos os Poderes e todos os âmbitos. Certamente tem repercussão, já foi falado aqui, no âmbito do Judiciário, mas a mim me parece que seria razoável que se discutisse se o que se estabelece numa lei geral se transpusesse para o âmbito do Judiciário, ou mesmo do Ministério Público, ou de outros órgãos. Fico a pensar, por exemplo, nos concursos de Forças Armadas, que têm  singularidades e tudo mais. Eu gostaria apenas de fazer um pouco essa reserva em relação a esse tipo de tema, porque me parece que há um certo expansionismo que tem implicações em todo esse contexto”, disse o ministro.

A mesma preocupação também foi manifestada pelo ministro Alexandre de Moraes, que citou que, em relação às Forças Armadas, há um dispositivo que prevê uma lei específica. “Diz o inciso X: ‘Art. 142 – […] A – a lei disporá sobre o ingresso nas Forças Armadas, os limites de idade, a estabilidade e outras condições de transferência […]. Então, há possibilidade dessa análise mais detalhada”, ponderou.

Ao pedir o esclarecimento desse ponto da decisão inicial sobre a constitucionalidade da Lei de Cotas, a Educafro ressaltou que não havia por que diferenciar os militares dos demais servidores.

“Não é demais explicitar que os militares brasileiros também prestam serviço público e se submetem a um regime jurídico igualmente público, de caráter estatutário, ainda que diverso daquele a que estão sujeitos os servidores de natureza civil. Do mesmo modo, os concursos para ingresso nas Forças Armadas são, a rigor, concursos para provimento de cargos efetivos no âmbito da União”, alegou a entidade.

Fonte: JL/Congrasso e Foco
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
25/05/18, 13:58 | ECONOMIA - Falta de combustível pode afetar abastecimento de caixas eletrônicos
25/05/18, 13:55 | GREVE - "Não vamos encerrar o movimento tão cedo", diz presidente da Abcam
25/05/18, 13:29 | DECISÃO - Temer decide colocar Exército contra caminhoneiros
25/05/18, 13:25 | CRISE - Caos de Temer e Parente já paralisa hospitais
25/05/18, 13:13 | CRIME - SUPREMO SOLTA MATADOR DE MISSIONÁRIA
25/05/18, 13:08 | CRISE - Aliados de Temer não hesitaram em jogá-lo ao mar
25/05/18, 11:40 | CRISE - MAPAS DO CAOS NO BRASIL
24/05/18, 21:32 | LAVA JATO - Gilmar solta mais dois corruptos
24/05/18, 20:56 | CRISE - Caminhoneiros abandonam reunião com governo e devem manter paralisação
24/05/18, 20:49 | REAÇÃO - Tucano convoca senadores para propor demissão de Parente
24/05/18, 20:41 | OPINIÃO - Tereza Cruvinel: greve pode ser instrumento para adiar eleições
24/05/18, 20:13 | ESPORTE - Seleção Brasileira faz primeiro treino coletivo na Granja Comary
24/05/18, 20:08 | POLÊMICA - Em áudio vazado, ministros do STF criticam greve de caminhoneiros
24/05/18, 20:04 | CRISE - Divididos, caminhoneiros não chegam a acordo com governo
24/05/18, 15:42 | CRIME DE RESPONSABILIDADE - Tribunal de Contas do PI notifica Luzilândia e mais 161 municípios que ultrapassaram limites fiscais de gastos
24/05/18, 15:06 | MOVIMENTO - Liderança de caminhoneiros: protesto só para quando isenção virar lei
24/05/18, 15:00 | CRISE - Jungmann não descarta uso das Forças Armadas se greve não for suspensa
24/05/18, 14:49 | POLÊMICA - Cássio Cunha Lima sugere demissão de presidente da Petrobras
24/05/18, 14:12 | REIVINDICAÇÃO - Servidores de Teresina realizam audiência com vereadores para reivindicar reajuste salarial
24/05/18, 13:44 | PROTESTOS - Wellington Dias: Decisão de Temer de acabar com a Cide é
24/05/18, 13:39 | SOCIAL - Cortes no Bolsa Família e outros podem matar a mais 20 mil crianças no Brasil
24/05/18, 13:08 | PROTESTOS - Greve dos caminhoneiros desbastece Ceasa e afeta aeroporto de Teresina
24/05/18, 13:03 | PROTESTOS - Sem combustível, frotas de ônibus são reduzidas em várias cidades
24/05/18, 12:29 | ELEIÇÕES - Senadores do MDB atacam candidatura de Meirelles
24/05/18, 12:21 | MOVIMENTO - Há 330 pontos de rodovias interditados em 23 Estados
24/05/18, 12:17 | ELEIÇÕES 2018 - TSE aprova regras para distribuição do fundo que vai financiar campanhas
24/05/18, 11:58 | REFORMA E AMPLIAÇÃO - Alderico Tavares comandará reforma de R$ 5 milhões no Hospital de Luzilândia
24/05/18, 11:45 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Gilmar Mendes prorroga por mais 60 dias investigação contra Aécio e Anastasia
23/05/18, 19:30 | DESASTRE ECONÔMICO - Protesto de caminhoneiros afeta fornecimento e gasolina chega a R$ 8,99 no Recife
23/05/18, 19:23 | DECISÃO - Gilmar Mendes manda soltar mais dois corruptos em fraudes no Rio
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site