CBN - A rádio que toca notícia

PROPINA

Novo laudo do IML reafirma que Maluf pode cumprir pena em presídio

Maluf foi condenado por receber propina em contratos públicos com as empreiteiras Mendes Júnior e OAS quando era prefeito de São Paulo (1993-1996)

09/01/18, 19:50

O

Instituto Médico Legal (IML) do Distrito Federal concluiu um novo laudo no qual afirma que não há impedimentos para que deputado Paulo Maluf (PP-SP) continue preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília. O deputado cumpre pena definitiva de sete anos e nove meses, definida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O novo laudo, entregue ontem (8) à Justiça, foi realizado para responder a 32 novos questionamentos elaborados pelos advogados do parlamentar, que não concordaram com o primeiro laudo realizado pelos peritos, que chegaram à mesma conclusão.

Com base nas informações enviadas, o juiz Bruno Aielo Macacari decidirá se Maluf vai continuar preso ou poderá cumprir prisão domiciliar. Antes da decisão, o magistrado deve colher parecer do Ministério Público e a manifestação da própria defesa. A defesa do deputado, de 86 anos, alega que ele deve cumprir prisão domiciliar porque sofre de câncer de próstata, problemas cardíacos e na coluna, além de hérnia de disco.

“Acostou-se o laudo da perícia médica do IML, com as respostas aos quesitos formulados pela defesa, no qual se concluiu que o sentenciado está acometido de doenças graves, mas sem indicação de que há algum impedimento ao cumprimento da pena privativa de liberdade recolhido no Centro de Detenção Provisória - CDP, desde que assistido pela equipe médica”, diz trecho de uma decisão anexada ao processo.

Maluf foi condenado por receber propina em contratos públicos com as empreiteiras Mendes Júnior e OAS quando era prefeito de São Paulo (1993-1996). Os recursos teriam sido desviados da construção da Avenida Água Espraiada, hoje chamada Avenida Roberto Marinho. O custo total da obra foi cerca de R$ 800 milhões.

As investigações se arrastaram por mais de dez anos, desde a instauração do primeiro inquérito contra o ex-prefeito, ainda na primeira instância da Justiça. Os procuradores do Ministério Público estimaram em US$ 170 milhões a movimentação total de recursos ilícitos. O Supremo assumiu o caso após a eleição de Maluf como deputado federal.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
20/10/18, 18:17 | MOVIMENTO - Mulheres fazem ato pelo país contra Bolsonaro e pela democracia
20/10/18, 17:33 | ENTREVISTA - ‘Sociedade não aceita mais financiar corrupção’, avalia presidente do Ipea
20/10/18, 17:30 | CRIME - WhatsApp confirma que bloqueou conta de Flávio Bolsonaro
20/10/18, 17:20 | VIOLÊNCIA - Morre em Sergipe terceira pessoa esfaqueada: matador grita Bolsonaro!
20/10/18, 17:03 | POLÍTICA - Haddad: 'A elite ficou dois anos procurando candidato e escolheu o que há de pior'
20/10/18, 16:48 | PROPOSTA - Representante do Senado visita rede de atenção à mulher de Teresina e propõe observatório
20/10/18, 14:03 | ARTIGO JURÍDICO - TCO lavrado por policial militar é constitucional
20/10/18, 13:25 | CRIME - Mais de 100 mil contas são banidas do Whatsapp do Brasil por causa de eleições
20/10/18, 12:14 | POLÍTICA - Aliados de Bolsonaro já começaram a brigar pela presidência da Câmara
20/10/18, 11:51 | POLÍTICA - Com PSDB fragilizado, Novo pode eleger seu 1º governador em Minas
20/10/18, 11:47 | CLIMA TENSO - Universidades são ameaçadas de "massacre" por eleitores de Bolsonaro
20/10/18, 11:24 | POLÍTICA - Movimentos realizam manifestação nacional pela democracia neste sábado (20)
20/10/18, 11:15 | POLÍTICA - Mineradora é punida pelo TRT por coagir funcionários a votar em Bolsonaro
19/10/18, 21:28 | CRIME - TSE abre investigação sobre Bolsonaro e mensagens contra Haddad na internet
19/10/18, 21:16 | REPERCUSSÃO - Imprensa internacional destaca 'rede de notícias criminosas' de Bolsonaro
19/10/18, 21:13 | DECLARAÇÃO - 'Me preocupa o que está no horizonte', diz ministro do STF
19/10/18, 21:02 | CRIME - WhatsApp exclui contas com mentiras para prejudicar Haddad
19/10/18, 19:09 | PESQUISA - Vox Populi coloca Bolsonaro e Haddad quase empatados: 53% x 47%
19/10/18, 19:03 | ELEIÇÕES - Prefeitos saem do PSDB após declararem apoio a França
19/10/18, 18:51 | POLÍTICA - Maioria dos eleitores considera debates importantes, aponta Datafolha
19/10/18, 18:38 | POLÊMICA - TSE e PGR foram omissos diante de atos violentos e fake news, diz CNDH
19/10/18, 18:34 | REAÇÃO - Manifestantes criticam propostas de Bolsonaro para meio ambiente
19/10/18, 18:32 | SAÚDE - Estudo relaciona 12% das mortes por câncer de mama ao sedentarismo
18/10/18, 21:56 | ANÁLISE POLÍTICA - É hora de se debruçar sobre a propaganda em rede de Bolsonaro
18/10/18, 21:50 | ELEIÇÕES NO BRASIL - Empresas compram pacotes ilegais de envio de mensagens contra o PT no WhatsApp, diz jornal
18/10/18, 21:15 | CRIME - PDT vai pedir anulação das eleições por fraude de Bolsonaro contra Haddad
18/10/18, 21:08 | CRIME ELEITORAL - Diretor do Datafolha: salto de Bolsonaro nas pesquisas indica fraude
18/10/18, 20:49 | LEVANTAMENTO - Brasil tem 477 grávidas e lactantes no sistema carcerário
18/10/18, 20:47 | POLÍTICA - Bolsonaro não vai participar de debates com Haddad
18/10/18, 20:43 | CRIME - MPE vai apurar suspeita de doações ilegais à campanha de Bolsonaro
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site