CBN - A rádio que toca notícia

TRAGÉDIA

Moradores de condomínio no Rio onde prédios caíram relatam domínio de milicianos

Criminosos que passaram a dominar a região ignoraram projeto de construções e ergueram edifícios. Pessoa ouvida pelo G1 disse ter pago R$ 300 por 'escritura que não vale nada' e que 'documento' foi assinado na associação de moradores da comunidade

13/04/19, 15:42

 
C
ondenados a viver sob o silêncio imposto por milicianos, moradores da Muzema, comunidade da Zona Oeste do Rio, contaram ao G1 como era viver na época em que não havia ameaças do grupo criminoso e raros eram os prédios erguidos na região.

A equipe de reportagem ouviu alguns deles nesta sexta-feira (12), dia em que dois edifícios construídos ilegalmente no Condomínio Figueira do Itanhangá desabaram pela manhã.

O desabamento matou ao menos 7 pessoas e deixou 10 feridos. Até a noite de sexta, ao menos 13 vítimas eram consideradas desaparecidas.

Ao G1, os moradores confirmaram que o local é dominado por milicianos que hoje estão presos.

Alguns dos principais nomes que estão atrás das grades são: Ronald Paulo Alves Pereira, major da Polícia Militar; Maurício Silva da Costa, tenente reformado; e Adriano Magalhães da Nóbrega, ex-capitão do Batalhão de Operações Especiais.

Todos foram presos em janeiro deste ano na Operação Intocáveis, do Ministério Público do Rio.

As pessoas ouvidas evitaram citar nomes, mas afirmaram que, embora presos, os acusados por formação de milícia mantêm o domínio do local através de homens considerados um "segundo escalão" do grupo criminoso.

Promessa de vida melhor

Com certo saudosismo, alguns dos moradores disseram ao G1 que chegaram ao Figueira com a promessa de viver em um local regularizado. Por alguns anos, de fato, para eles o condomínio era um achado no Rio.

No início, contou um morador, o que existia na região eram três grandes glebas (terrenos). Para duas delas, a pessoa contou que havia um projeto com um padrão específico para a construção de imóveis.

A terceira gleba – que fica exatamente no local onde os prédios desabaram – era bastante arborizada e teria começado a ser desmatada a mando dos milicianos, há cerca de 15 anos.

Desde então, o modelo determinado de casas e prédios baixos deixou de ser seguido em nome da ganância dos criminosos.

Um dos moradores lembrou já ter havido outras chuvas torrenciais na região, mas a preservação da mata original garantia a estabilidade do terreno. Ele disse não recordar de outros desabamentos na região. Isso só ocorreu, segundo ele, após a chegada do que chama de "grupo paralelo".

No condomínio, os apartamentos vendidos pelo grupo criminoso podem custar até R$ 120 mil. Quando estão apenas "no tijolo", sem reboco ou qualquer acabamento, o preço mínimo é de R$ 45 mil.

Os edifícios que desabaram nesta sexta eram, segundo os moradores, construções recentes, erguidas entre 2017 e 2018.

Embora considere deixar o condomínio, o morador lamentou que parte da população carioca esteja encurralada entre viver próximo a traficantes ou milicianos. Grande parte dos que hoje vivem na Muzema, disse, saíram da Rocinha ou Cidade de Deus.

Compra e venda

Um outro morador denunciou que o "modelo de negócios" dos milicianos funciona com o aval da associação de moradores local.

Ele, que quer se mudar do condomínio, disse que o dinheiro pago pelo imóvel foi depositado diretamente na conta do proprietário e o "documento", uma falsa escritura, assinado na sede da associação.

Embora não tenha valor legal, pelo papel são cobrados R$ 300. Para vender o imóvel, o morador já sabe que também terá que pagar uma taxa aos milicianos.
 
Fonte: JL/Globo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
21/04/19, 20:26 | POLÊMICA - Plano de privatizações de Guedes esbarra em resistência nos ministérios
21/04/19, 20:23 | POLÍTICA - Parlamento no Brasil quer limitar poder do presidente da República
21/04/19, 20:14 | MUZEMA - Encontrada a última vítima fatal da tragédia dos prédios no Rio
21/04/19, 20:01 | INVESTIGAÇÃO - Documento revela 187 pagamentos da Odebrecht; tem político do Piauí
21/04/19, 19:49 | CARIOCÃO - Festa no Rio! Flamengo vence Vasco outra vez e é campeão carioca de 2019
21/04/19, 19:33 | PAULISTÃO - É tri! Corinthians derrota São Paulo com gol no fim e conquista o Paulistão 2019
21/04/19, 14:20 | ARTIGO - Ouvir a Voz das Ruas
21/04/19, 13:11 | VALOR UNIVERSAL - Professores estrangeiros exaltam Paulo Freire, atacado pelo governo
21/04/19, 13:00 | DISCUSSÃO - Negociações da Previdência reacendem discussões em torno da PEC da Bengala
21/04/19, 12:57 | QUESTIONAMENTO - Ação no Supremo questiona decreto das armas de fogo de Bolsonaro
21/04/19, 11:55 | - Páscoa: Explosões em hotéis e igrejas deixam mortos e feridos no Sri Lanka
21/04/19, 08:17 | POLÍTICA - Bolsonaro incentiva ataques a Mourão e diz que não o terá como vice em 2022
20/04/19, 22:40 | SEMANA SANTA - Brasil tem o maior ovo de Páscoa decorado do mundo
20/04/19, 16:27 | PROTESTO - Engenheiros da Petrobrás mandam carta aberta aos caminhoneiros e pedem união em defesa da empresa
20/04/19, 15:52 | NOVA CONFUSÃO - Áudio atribuído a Onyx sugere que governo estaria intervindo na Petrobras desde março
20/04/19, 15:46 | CRIME - Governador do Rio pode ser punido por ordem
20/04/19, 15:36 | CRIME - Suspeitos de construir prédios que desabaram no Rio estão foragidos
20/04/19, 12:43 | POLÍTICA - Alexandre Frota diz que PSL foi “sacaneado” pelo governo: “Odeio ser enganado”
20/04/19, 12:20 | ACUSAÇÃO - Bolsonarista, ex-professor de Direito da USP pede prisão de Dias Toffoli e Alexandre de Moraes
20/04/19, 12:15 | INUSITADO - Menina se nega a cumprimentar Bolsonaro no Planalto
20/04/19, 09:00 | SAÚDE - Nova etapa da Campanha contra a Gripe começa nesta segunda
20/04/19, 08:56 | INTERNACIONAL - Opositores de Maduro preparam protestos para 1º de maio
20/04/19, 08:49 | INTERNACIONAL - Justiça peruana determina prisão preventiva de ex-presidente
19/04/19, 16:47 | VATICANO - Papa se prostra diante de Jesus adorando o mistério da Santa Cruz
19/04/19, 16:32 | TRAGÉDIA - "O Exército matou meu filho", diz mãe de catador fuzilado por militares
19/04/19, 16:15 | POLÊMICA - Mello Franco: Toffoli tentou erguer um escudo para proteger a si mesmo
19/04/19, 15:48 | ARTIGO - Quando a nobreza se cala
19/04/19, 13:32 | HOMICÍDIO DOLOSO - Justiça do Rio decreta prisão de três pelas mortes em desabamento de prédios
19/04/19, 11:13 | ESPORTE - Concessão do Maracanã passa hoje para o Clube do Flamengo
19/04/19, 11:10 | INTERNACIONAL - Povo francês se une para reconstrução da Catedral de Notre-Dame
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site