CBN - A rádio que toca notícia

TRAGÉDIA

Treze de 16 professores relataram casos de agressão na escola de Suzano

Apesar disso, escola não registrou situação crítica ou alunos armados

17/03/19, 12:47
 
N
a escola estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), 13 de 16 professores afirmaram que houve na escola casos de algum tipo de agressão, física ou verbal, de acordo com os últimos dados da Prova Brasil, aplicada em 2017. Também 13 de 16 docentes disseram que alunos agrediram outros estudantes naquele ano.

Apesar dessas informações, a escola não registrou nenhuma situação crítica. No questionário que respondeu, a direção da escola, naquele ano, considerou pouca a indisciplina dos estudantes e afirmou que a instituição contava com projetos voltados para a temática da violência e bullying no ambiente escolar. 

Professores e direção afirmaram ainda que estudantes não frequentaram a escola com armas de fogo ou com armas brancas. 

A escola apresentou um Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) nos anos finais do ensino fundamental 5,8, ultrapassando a meta para a etapa, que era 5,7 e ficando acima da média do estado de São Paulo, 4,9. O indicador é medido pelo fluxo escolar dos estudantes, ou seja, se eles foram aprovados ou não, e pelo desempenho deles na Prova Brasil, que avalia os alunos em português e matemática. 

"Caso excepcional"

Os dados foram compilados pela organização Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), com o intuito de verificar se seria possível, a partir dos dados coletados em avaliações nacionais prever a tragédia que ocorreu na última quarta-feira (13). Dois atiradores invadiram a escola e atacaram alunos e professores a tiros e golpes de machadinha. Oito pessoas morreram, incluindo o tio de um dos atiradores, atingido antes do ataque à escola, e 11 ficaram feridas. Os dois atiradores - ex-alunos da escola, sendo um adolescente de 17 anos e um rapaz de 25 anos - se mataram após o massacre.

A conclusão do diretor do Iede, Ernesto Martins Faria, é que os dados não sinalizaram que um atentado como esse poderia ocorrer na escola. "Esse caso é muito excepcional, muito fora da curva", diz. 

Em relação às agressões, a escola estadual Professor Raul Brasil reflete a situação enfrentada por muitos docentes no Brasil. "Agressão verbal, mesmo que a gente não deseje, acaba sendo recorrente", afirma. Segundo ele, o fato de o questionário da Prova Brasil reunir em uma mesma questão agressão física e verbal dificulta a análise mais cuidadosa do cenário da escola. 

Dados ajudam no monitoramento

Mesmo que não possam prever tragédias como essa, os dados coletados nacionalmente ou a nível estadual e municipal podem ajudar governos e escolas a planejarem ações. 

Nacionalmente, os dados da Prova Brasil mostram um cenário preocupante: 10.984 diretores, o que equivale a 15,41% dos entrevistados, relataram que alunos frequentaram a escola em 2017 com armas brancas, como facas e canivetes. Outros 1.685 disseram que estudantes foram para a escola com armas de fogo. O número equivale a 2,36% dos entrevistados. 

Além disso, as agressões são muitas. Pouco mais da metade, 50,64% dos diretores (36.056) disseram que houve agressão verbal ou física a alunos, professores ou funcionários e 71,56%, ou 50.988 diretores, afirmaram que houve agressão verbal ou física de alunos a colegas.

"Às vezes, quando pensamos em monitoramento, pensamos só em português e matemática. Mas a gente tem que pensar na lógica de monitoramento para averiguar como é relação professor-aluno, a relação entre alunos, se existe violência. É importante o diretor da escola e a secretaria de educação terem esse acompanhamento", defende Faria. 

Os questionários da Prova Brasil foram respondidos em 2017 por 71,3 mil diretores e 352,5 mil professores em todo o país.
 
Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
21/04/19, 20:26 | POLÊMICA - Plano de privatizações de Guedes esbarra em resistência nos ministérios
21/04/19, 20:23 | POLÍTICA - Parlamento no Brasil quer limitar poder do presidente da República
21/04/19, 20:14 | MUZEMA - Encontrada a última vítima fatal da tragédia dos prédios no Rio
21/04/19, 20:01 | INVESTIGAÇÃO - Documento revela 187 pagamentos da Odebrecht; tem político do Piauí
21/04/19, 19:49 | CARIOCÃO - Festa no Rio! Flamengo vence Vasco outra vez e é campeão carioca de 2019
21/04/19, 19:33 | PAULISTÃO - É tri! Corinthians derrota São Paulo com gol no fim e conquista o Paulistão 2019
21/04/19, 14:20 | ARTIGO - Ouvir a Voz das Ruas
21/04/19, 13:11 | VALOR UNIVERSAL - Professores estrangeiros exaltam Paulo Freire, atacado pelo governo
21/04/19, 13:00 | DISCUSSÃO - Negociações da Previdência reacendem discussões em torno da PEC da Bengala
21/04/19, 12:57 | QUESTIONAMENTO - Ação no Supremo questiona decreto das armas de fogo de Bolsonaro
21/04/19, 11:55 | - Páscoa: Explosões em hotéis e igrejas deixam mortos e feridos no Sri Lanka
21/04/19, 08:17 | POLÍTICA - Bolsonaro incentiva ataques a Mourão e diz que não o terá como vice em 2022
20/04/19, 22:40 | SEMANA SANTA - Brasil tem o maior ovo de Páscoa decorado do mundo
20/04/19, 16:27 | PROTESTO - Engenheiros da Petrobrás mandam carta aberta aos caminhoneiros e pedem união em defesa da empresa
20/04/19, 15:52 | NOVA CONFUSÃO - Áudio atribuído a Onyx sugere que governo estaria intervindo na Petrobras desde março
20/04/19, 15:46 | CRIME - Governador do Rio pode ser punido por ordem
20/04/19, 15:36 | CRIME - Suspeitos de construir prédios que desabaram no Rio estão foragidos
20/04/19, 12:43 | POLÍTICA - Alexandre Frota diz que PSL foi “sacaneado” pelo governo: “Odeio ser enganado”
20/04/19, 12:20 | ACUSAÇÃO - Bolsonarista, ex-professor de Direito da USP pede prisão de Dias Toffoli e Alexandre de Moraes
20/04/19, 12:15 | INUSITADO - Menina se nega a cumprimentar Bolsonaro no Planalto
20/04/19, 09:00 | SAÚDE - Nova etapa da Campanha contra a Gripe começa nesta segunda
20/04/19, 08:56 | INTERNACIONAL - Opositores de Maduro preparam protestos para 1º de maio
20/04/19, 08:49 | INTERNACIONAL - Justiça peruana determina prisão preventiva de ex-presidente
19/04/19, 16:47 | VATICANO - Papa se prostra diante de Jesus adorando o mistério da Santa Cruz
19/04/19, 16:32 | TRAGÉDIA - "O Exército matou meu filho", diz mãe de catador fuzilado por militares
19/04/19, 16:15 | POLÊMICA - Mello Franco: Toffoli tentou erguer um escudo para proteger a si mesmo
19/04/19, 15:48 | ARTIGO - Quando a nobreza se cala
19/04/19, 13:32 | HOMICÍDIO DOLOSO - Justiça do Rio decreta prisão de três pelas mortes em desabamento de prédios
19/04/19, 11:13 | ESPORTE - Concessão do Maracanã passa hoje para o Clube do Flamengo
19/04/19, 11:10 | INTERNACIONAL - Povo francês se une para reconstrução da Catedral de Notre-Dame
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site