CBN - A rádio que toca notícia

DESVIO

Bolsonaro e Moro ignoram crime e nomeiam ministro envolvido

Deputado federal mais votado em Minas, o ministro patrocinou um esquema de candidaturas laranjas no estado

07/02/19, 15:22

U

m ato assinado em conjunto com o ministro Sergio Moro (Justiça), o presidente Jair Bolsonaro voltou a nomear Marcelo Álvaro Antônio para o cargo de ministro do Turismo. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (7).

Deputado federal mais votado em Minas, o ministro patrocinou um esquema de candidaturas laranjas no estado que direcionou verbas públicas de campanha para empresas ligadas ao seu gabinete na Câmara. O caso foi revelado pela Folha de S.Paulo na última segunda-feira (4).

No mesmo dia da revelação do caso, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, afirmou que o caso deve ser investigado. Segundo ele, se os órgãos de investigação confirmarem a existência da irregularidade em relação ao ministro, trata-se de uma denúncia grave. Bolsonaro foi eleito sob a promessa de combater qualquer tipo de desvio na máquina pública.

Álvaro Antônio havia sido exonerado nesta quarta-feira (6) do cargo na Esplanada para tomar posse como deputado federal, cargo para o qual foi eleito em outubro pelo PSL de Minas.

Inicialmente sem explicações, sua saída gerou desconfianças sobre se teria relação com o esquema de candidaturas laranjas. Após a divulgação de sua exoneração, o ministro foi às redes sociais explicar que se tratava de decisão temporária para assumir mandato na Câmara e que retornaria no dia seguinte.

Nesta quarta-feira, Álvaro Antônio foi ao plenário da Câmara em cadeira de rodas, permaneceu apenas o tempo necessário para que fosse cumprido o protocolo da posse e depois deixou a Casa. Ele disse que realizou uma cirurgia na perna.

No período eleitoral, após indicação do PSL de Minas, presidido à época pelo próprio ministro, o comando nacional do partido de Bolsonaro repassou R$ 279 mil a quatro candidatas do estado.

Apesar de figurarem entre os 20 candidatos do PSL no país que mais receberam dinheiro público, essas quatro mulheres tiveram desempenho insignificante. Juntas, receberam pouco mais de 2.000 votos, em um indicativo de candidaturas de fachada, em que há simulação de alguns atos reais de campanha, mas não empenho efetivo na busca de votos.

Sobre o teor da reportagem da Folha de S.Paulo, o ministro Marcelo Álvaro Antônio afirmou, por meio da assessoria, que "a distribuição do fundo partidário do PSL de Minas Gerais cumpriu rigorosamente o que determina a lei" e que "refuta veementemente a suposição com base em premissas falsas de que houve simulação de campanha com laranjas no partido."

A reportagem da Folha de S.Paulo visitou as cidades de Ipatinga, Governador Valadares, Timóteo e Coronel Fabriciano, na região do Vale do Rio Doce, leste de Minas Gerais, e investigou as informações prestadas por elas à Justiça Eleitoral.

Dos R$ 279 mil repassados pelo PSL, ao menos R$ 85 mil foram parar oficialmente na conta de quatro empresas que são de assessores, parentes ou sócios de assessores do hoje ministro de Bolsonaro.

Esse é o caso, por exemplo, de Lilian Bernardino, candidata a deputada estadual em Governador Valadares. Ela é próxima a Haissander Souza de Paula, que foi assessor do gabinete parlamentar de Álvaro Antônio de dezembro de 2017 ao início deste ano, quando o deputado assumiu o Ministério do Turismo. Haissander hoje é secretário parlamentar do suplente de Álvaro Antônio na Câmara, Gustavo Mitre, do PHS.

Lilian recebeu da direção do PSL R$ 65 mil de recursos públicos, declarou ter gasto todo esse valor e obteve apenas 196 votos. No mesmo dia ou poucos dias depois de ter recebido as verbas, ela repassou boa parte para quatro empresas que têm ligações com o ministro do Turismo.

Um total de R$ 14,9 mil foi para duas empresas de comunicação de um irmão de Roberto Silva Soares, conhecido como Robertinho Soares, que foi assessor do gabinete de Álvaro Antônio e coordenou sua campanha no vale do Rio Doce. Outros R$ 10 mil foram direcionados para uma gráfica de uma sócia do irmão de Robertinho.

Houve também pagamento de R$ 11 mil à empresa de Mateus Von Rondon Martins, de Belo Horizonte, responsável pela divulgação do mandato de Álvaro Antônio e hoje assessor especial do Ministério do Turismo.

Lilian declarou gasto de R$ 2.500 com o secretário do PSL em Ipatinga, Edmilson Luiz Alves, que, segundo o que informou a candidata à Justiça Eleitoral, fez atividades de militância e mobilização de rua para a campanha.

À Folha de S.Paulo, Edmilson, que coordenou o comitê de campanha do PSL na região, disse nunca ter visto a candidata.

"Em Valadares eu não acompanhei ninguém", afirmou, dizendo que jamais assinou recibo eleitoral de serviços para Lilian. "Não, não conheço essa Lilian não. Nem o telefone dela eu tenho."

Um dia após a Folha de S.Paulo procurar ouvir os envolvidos, Edmilson ligou de novo dizendo ter se lembrado do trabalho. Segundo ele, sua tarefa consistiu em intermediar a contratação para Lilian de uma empresa de disparo de mensagens de WhatsApp.

Ele não soube explicar por que o nome dele, e não da suposta empresa, aparece na prestação. Também se comprometeu a passar o nome e o contato dessa empresa, mas não fez isso até a conclusão desta reportagem.

A reportagem da Folha de S.Paulo procurou Lilian por telefone e em endereços de Valadares em que teria morado, mas não conseguiu contato.
 
Fonte: JL/Folha de S. Paulo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
26/04/19, 00:34 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Procuradora pede condenação de Collor a 22 anos e 8 meses de prisão
26/04/19, 00:17 | EDUCAÇÃO - Ministro da Educação diz que vai reduzir investimentos em filosofia e sociologia
26/04/19, 00:12 | INUSITADO - Bolsonaro alerta para amputações de pênis no Brasil por falta de água e sabão
25/04/19, 23:38 | CRIMINALIDADE - Operação das polícias civis prende mais de 3,2 mil em apenas um dia
25/04/19, 23:35 | EDUCAÇÃO - Maioria dos alunos gosta de estudar português e matemática
25/04/19, 21:37 | TRANSPARÊNCIA - Bolsonaro retira sigilo bancário de operações com recursos públicos
25/04/19, 16:25 | ECONOMIA - Secretário diz que reforma não vai zerar o déficit da Previdência
25/04/19, 16:22 | ECONOMIA - Equipe econômica quer aprovação integral da reforma da Previdência
25/04/19, 16:20 | FINANÇAS - Bolsonaro diz que Câmara é soberana para alterar Previdência
25/04/19, 16:10 | DENÚNCIA - O preço da Reforma da Previdência: R$ 10 milhões por deputado
25/04/19, 14:55 | SAÚDE - Sarampo: 21 milhões de crianças deixam de ser vacinadas todos os anos
25/04/19, 14:49 | POLÊMICA - Deputado diz que reforma da Previdência precisa ser
25/04/19, 14:41 | CÂMARA DOS DEPUTADOS - Comissão discute proposta de emenda que torna o Fundeb permanente
25/04/19, 14:39 | DESOBEDIÊNCIA - PF joga para inviabilizar entrevista de Lula, por Helena Chagas
25/04/19, 14:21 | PARLAMENTO - Câmara instala comissão que vai analisar Reforma da Previdência
25/04/19, 14:16 | IMBRÓGLIO - Ex-primeiro-ministro português chama Moro de "indigno" e "medíocre"
25/04/19, 13:55 | ARTIGO - Lula – Penas e Progressão
25/04/19, 11:05 | POLÍTICA - Mourão terá reunião com governador do PI; nova crise com Bolsonaros
25/04/19, 10:59 | POLÍTICA - Carlos Bolsonaro parte para o ataque direto ao vice-presidente Mourão
25/04/19, 10:36 | IMBRÓGLIO - Moro chama José Sócrates de criminoso e causa mal-estar em Portugal
25/04/19, 10:30 | ARTIGO - As pérolas do julgamento de Lula e o estado de exceção
25/04/19, 10:12 | ARTIGO - Caso Lula: nunca vi tantos erros praticados pelo nosso sistema de justiça criminal
25/04/19, 10:09 | PARLAMENTO - Líder do partido de Bolsonaro no Senado nomeia ex-PM condenado por tortura como assessor
25/04/19, 09:57 | VIOLÊNCIA - Governador do Rio: criminosos que mataram oficial da PM estão identificados
24/04/19, 16:54 | CONFUSÃO - Governador do DF dá vexame supostamente bêbado e é advertido em voo da TAP
24/04/19, 16:50 | POLÍTICA - Moro cita ex-primeiro-ministro, que rebate: 'ativista político disfarçado de juiz'
24/04/19, 16:43 | POLÍTICA - Ex-presidente Lula será entrevistado por Florestan e Mônica Bergamo na sexta-feira
24/04/19, 16:15 | DENÚNCIA - Governo Bolsonaro oferece R$ 40 milhões a cada deputado para comprar voto na Reforma da Previdência
24/04/19, 15:23 | ACUSAÇÃO - "Virou uma instituição, um partido político", diz Gilmar Mendes sobre Lava Jato
24/04/19, 15:19 | CONTESTAÇÃO - Ministro do STF diz ter "dúvidas" sobre condenação do ex-presidente Lula
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site