CBN - A rádio que toca notícia

POLÊMICA

Bolsonaro ironiza nomeação de amigo como executivo na Petrobras

Apesar de currículo compatível, novo gerente executivo da estatal – que terá salário de cerca de R$ 50 mil – sempre foi chamado de 'grande amigo' pelo próprio presidente

11/01/19, 15:53

O

presidente Jair Bolsonaro usou mais uma vez sua conta no Twitter para, desta vez, ironizar as críticas que recebeu pela indicação de um amigo para um cargo de gerente executivo na Petrobras. “Peço desculpas à (sic) grande parte da imprensa por não estar indicando inimigos para postos em meu governo!”, escreveu o presidente. Na manhã de hoje (11), Bolsonaro anunciou, também pela rede social, que Carlos Victor Guerra Nagem será gerente executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras. Nagem foi apontado por Bolsonaro como um "amigo particular" durante campanhas políticas anteriores, segundo o jornal Folha de S.Paulo.

Ao anunciar a nomeação, o presidente afirmou que "apesar de brilhante currículo, setores da imprensa dizem que é apenas 'amigo de Bolsonaro'." O novo gerente executivo da maior estatal brasileira terá um salário de cerca de R$ 50 mil – a empresa não divulga os vencimentos de seus funcionários. Ele é empregado da companhia há cerca de 11 anos e atualmente está lotado em Curitiba, onde cumpre funções na área de Segurança Corporativa. Ele nunca havia ocupado cargo comissionado na estatal.

Pouco antes da mensagem irônica dirigida à imprensa, o presidente resolveu retirar um trecho de um de seus tuítes sobre o assunto, no qual elogiava a escolha de Nagem. A princípio, ele escreveu: “A seguir o currículo do novo Gerente Executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras: a era do indicado sem capacitação técnica acabou, mesmo que muitos não gostem. Estamos no caminho certo!”.

A postagem foi alterada minutos depois sem a referência à necessidade de “capacitação técnica”, uma das bandeiras de sua campanha eleitoral: “A seguir o currículo do novo Gerente Executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras, mesmo que muitos não gostem, estamos no caminho certo!”.

Mamatas?

A nomeação de Nagem é mais uma que levanta suspeitas de favorecimento a amigos e parentes dos integrantes do alto escalão do novo governo, muitos deles sem a devida qualificação para os cargos indicados.

É o caso de Antônio Mourão, filho do vice-presidente, o general da reserva Hamilton Mourão, promovido a assessor especial da presidência do Banco do Brasil. Ele é funcionário do banco há 18 anos e ocupava um cargo de assessor empresarial cujos salários giram em torno de R$ 12 mil a R$ 14 mil. Com a promoção, fortemente contestada, passará a receber R$ 36 mil.

Na quinta-feira (10), o governo Bolsonaro sofreu sua primeira baixa, ao demitir Alex Carreiro, nomeado para dirigir a Agência de Promoção de Exportações do Brasil (Apex) – ligado ao Ministério das Relações Exteriores –, sem nem mesmo saber falar inglês, como exige o cargo. Ao assumir o posto, Carreiro executou demissões em massa de cargos técnicos e administrativos, promovendo o caos no órgão, responsável por desenvolver políticas de comércio exterior.
 
Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
19/01/19, 09:27 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Coaf aponta que Flávio Bolsonaro recebeu 48 depósitos suspeitos em 1 mês, no total de R$ 96 mil
18/01/19, 17:19 | ESCÂNDALO - As principais contradições da família Bolsonaro no caso Queiroz
18/01/19, 17:09 | SUPREMO - ‘Foro só vale no cargo’, diz Marco Aurélio sobre pedido de Flávio
18/01/19, 17:05 | ESCÂNDALO - Heleno diz que Bolsonaro vê caso Queiroz como ‘assunto do Flávio’
18/01/19, 16:50 | POLÍTICA - Bolsonaro nomeia secretária acusada de improbidade e danos ao erário
18/01/19, 16:16 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Caso Fabrício Queiroz: origens, cronologia dos fatos e personagens
18/01/19, 15:08 | PRÊMIO - Unesco anuncia Rio como primeira Capital Mundial da Arquitetura
18/01/19, 15:05 | EDUCAÇÃO - Aumenta pela primeira vez desde 2011 nota máxima na redação do Enem
18/01/19, 15:02 | DECISÃO - Governo prorroga por um ano Operação Acolhida a venezuelanos
18/01/19, 14:35 | INTERNACIONAL - Apoio de Bolsonaro à oposição venezuelana coloca Brasil em risco de guerra
18/01/19, 14:32 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Para jurista, Bolsonaro ‘passou recibo’ sobre sua relação com caso Queiroz
18/01/19, 14:30 | PRESTAÇÃO DE CONTAS - Em duas campanhas, Onyx recebeu R$ 200 mil de fabricante de armas
18/01/19, 13:35 | PARLAMENTO - Senadores gastaram R$ 21 milhões da Cota Parlamentar em 2018
18/01/19, 13:16 | REPERCUSSÃO - Mourão sobre pedido de Flávio Bolsonaro: 'Vou aguardar esclarecer'
18/01/19, 13:14 | REPERCUSSÃO - Ministro diz que pedidos como o de Flávio Bolsonaro vão para o 'lixo'
17/01/19, 22:02 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Fux diz que “protege” processo ao suspender o caso Queiroz
17/01/19, 21:59 | REPERCUSSÃO - Líderes do MBL criticam Flávio Bolsonaro por caso Queiroz
17/01/19, 21:54 | INTERNACIONAL - Atentado com carro-bomba mata ao menos dez em Bogotá
17/01/19, 21:41 | POLÍTICA - Área militar do governo mostra desconforto com suspensão da investigação do caso Queiroz
17/01/19, 21:21 | POLÊMICA - Ministros do STF ficaram surpresos com pedido de Flávio Bolsonaro
17/01/19, 17:59 | CRIME - Bernardo Mello Franco: Flávio Bolsonaro diz que não é, mas age como investigado
17/01/19, 17:48 | CASO QUEIROZ - 'Eu não quero foro privilegiado', disse Jair Bolsonaro ao lado de Flávio em 2017
17/01/19, 17:40 | POLÊMICA - Desembargadora que atacou Marielle diz que Boulos vai ser 'recebido a bala'
17/01/19, 16:41 | ARTIGO JURÍDICO - Responsabilidade Penal da Pessoa Jurídica
17/01/19, 16:22 | POLÊMICA - Liberação da posse de armas é 'projeto de morte mal-intencionado'
17/01/19, 16:17 | POLÊMICA - Ativistas temem explosão da violência no campo com flexibilização da posse de armas
17/01/19, 16:12 | REPERCUSSÃO - Decreto sobre armas pode elevar feminicídios e suicídios, aponta Sou da Paz
17/01/19, 14:35 | DESCASO - Prefeito de Luzilândia comete crime de improbidade e Receita bloqueia recursos
17/01/19, 13:54 | DESCASO - Deputado defensor da liberação da caça de animais vai comandar órgão de proteção florestal
17/01/19, 13:46 | CRIME - Policiais prendem suspeito de ter participado de ataque a Martha Rocha
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site