CBN - A rádio que toca notícia

EDUCAÇÃO

MEC volta atrás e anula mudanças que davam margem a erros em livros

Governo de Bolsonaro havia publicado nova versão de um edital que orienta produção de material escolar; no documento, deixava de exigir referência bibliográfica e permitia propaganda

09/01/19, 22:23

O

governo Jair Bolsonaro (PSL) informou que vai anular a mudança no edital para compra de livros didáticos que havia deixado de exigir das editoras referências bibliográficas e o compromisso com a agenda da não violência contra as mulheres, promoção das culturas quilombolas e dos povos do campo.

Em nota, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, disse que a versão do edital, publicada no segundo dia de governo do Bolsonaro, é de responsabilidade da gestão Michel Temer. A equipe do atual presidente participa de reuniões de transição desde o dia 3 de dezembro.

"O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, decidiu tornar sem efeito o 5º Aviso de Retificação do edital do PNLD 2020, publicado no dia 2 de janeiro, tendo em vista os erros que foram detectados no documento cuja produção foi realizada pela gestão anterior do MEC e enviada ao FNDE em 28 de dezembro de 2018", diz a nota. 

Ainda de acordo com o comunicado, "o MEC reitera o compromisso com a educação de forma igualitária para toda a população brasileira e desmente qualquer informação de que o Governo Bolsonaro ou o ministro Ricardo Vélez decidiram retirar trechos que tratavam sobre correção de erros nas publicações, violência contra a mulher, publicidade e quilombolas de forma proposital".

O presidente Jair Bolsonaro comentou o assunto nas redes sociais. "A referida medida foi feita pelo governo anterior e corrigida por nós", publicou no Twitter.

De acordo com o que a Folha de S. Paulo revelou nesta quarta, o Ministério da Educação havia publicado nesta quarta (9) uma nova versão de um edital que orienta a produção de livros escolares que, entre outros pontos, deixava de exigir das editoras referências bibliográficas que apoiassem a estrutura editorial dos livros, o que, na prática, poderia permitir a aprovação de livros sem qualidade, com erros e ainda visões de mundo particulares.

Além disso, o edital suprimiu trechos, como o compromisso com a agenda da não violência contra as mulheres e a promoção das culturas quilombolas e dos povos do campo.

Para membros do time do presidente, esses seriam temas da esquerda. O primeiro ato do novo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, foi desmontar uma secretaria do MEC responsável por ações de diversidade, como direitos humanos e relações étnico-raciais.

Além disso, o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, publicou no Twitter no último dia 5 que os professores não deveriam ensinar sobre feminismo.

O novo edital de compras de livros didáticos ainda excluía orientação às editoras para que ilustrações retratassem "a diversidade étnica da população brasileira, a pluralidade social e cultural do país". Um trecho que vetava publicidade nos livros didáticos também foi excluído. A publicidade em material didático é vetada por resolução do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente por ser considerada abusiva.

Não estava claro se publicidade tradicional seria autorizada ou apenas o uso de textos publicitários em atividades educacionais. Mas o trecho excluído mencionava uma resolução do Conselho Nacional de Educação que autoriza exceções sem que haja, por exemplo, exposição a uma marca ou empresa.
 
Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
22/03/19, 21:22 | POLÍTICA - Dois assessores de Bolsonaro doaram mais de R$ 100.000 reais a campanhas da família
22/03/19, 20:45 | CRISE - Bolsonaro compara Maia a namorada que separa e pede diálogo
22/03/19, 20:36 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Ministro do Supremo nega liberdade ao ex-ministro Moreira Franco
22/03/19, 17:45 | ARTIGO - Prisão de Temer não merece comemoração e nem solidariedade
22/03/19, 17:23 | ARTIGO - Entregou o coração da Democracia numa bandeja e foi para a cadeia
22/03/19, 16:53 | ECONOMIA - Devedores contumazes da União poderão ter CNPJ cancelado
22/03/19, 16:47 | POLÍTICA - 'Será necessário o uso da força na Venezuela', diz filho de Bolsonaro
22/03/19, 16:42 | POLÍTICA - Isolado, Temer vivia amargurado desde que deixou a presidência
22/03/19, 16:20 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Michel Temer fica em silêncio em depoimento na Políca Federal no Rio
22/03/19, 16:13 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Desembargador nega liminar em habeas corpus e Temer permanece preso
22/03/19, 13:48 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Veja as 10 investigações e acusações contra o ex-presidente Temer
22/03/19, 13:15 | NOMEAÇÕES - Comissionado que não atender critério de idoneidade será exonerado
22/03/19, 13:12 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Associação dos Delegados da PF defende ação na prisão de Temer
22/03/19, 13:10 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Temer, Moreira e coronel Lima prestam depoimento na PF no Rio
22/03/19, 12:51 | EDITORIAL O GLOBO - Prisão do ex-presidente Temer é demonstração de força da Lava-Jato
22/03/19, 11:58 | PREVENÇÃO - Com alerta de temporais, Governo envia mais 20 bombeiros a Parnaíba-PI
22/03/19, 11:48 | MELHOR AMIGO - Cães permanecem ao lado de motorista após acidente e são resgatados
22/03/19, 11:36 | CRIME - Justiça bloqueia bens de investigados por fraude em licitações de obras no Piauí
22/03/19, 11:30 | ARTIGO - As elites racharam e o pacto que lhes deu poder agora corre risco
22/03/19, 11:23 | POLÍTICA - Rodrigo Maia avisa Guedes que está fora da articulação para Reforma da Previdência
22/03/19, 11:05 | POLÍTICA - Maia se irrita com Carlos e ameaça 'abandonar' Previdência
22/03/19, 10:56 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Delação que pode atingir Fux faz STF ligar sinal vermelho
21/03/19, 20:39 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Juiz: Prisão de Temer é para evitar destruição de provas
21/03/19, 20:35 | PRISÃO - Sobre prisão de Temer, Bolsonaro diz: 'Justiça nasceu para todos'
21/03/19, 20:30 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Prisão de Temer deixa a esposa Marcela em estado de choque
21/03/19, 20:17 | QUADRILHA - Coaf detectou tentativa de depósito de R$ 20 milhões em espécie para operador quando Temer ainda era presidente
21/03/19, 17:27 | PRISÃO - Coronel Lima escondeu celulares no sofá quando a PF chegou
21/03/19, 17:21 | LAVA JATO - Temer foi grampeado antes de prisão para identificar endereço
21/03/19, 17:16 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Michel Temer entra com pedido de habeas corpus no TRF-2
21/03/19, 16:08 | POLÍTCA - Prisão de Michel Temer pode ter sido soco no estômago da Reforma da Previdência
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site