CBN - A rádio que toca notícia

CORRUPÇÃO & PROPINA

Lava Jato prende seis no Brasil e emite alertas para Interpol

Segundo a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, as investigações indicam a existência de um esquema em que empresas privadas pagavam propina a funcionários da Petrobras para obter facilidades e melhores preços em operações de compra e venda de petróleo

05/12/18, 12:50

A

Polícia Federal (PF) já cumpriu seis dos 11 mandados de prisão que constam na 57ª da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã de hoje (5). Três dos mandados são contra pessoas que estão no exterior, e foram emitidos alertas para a Interpol incluí-los na lista de procurados. Entre elas está um funcionário da Petrobras que atua em Houston, nos Estados Unidos.

Outro mandado de prisão é contra um funcionário da Petrobras que continua na ativa em um dos edifícios da empresa no Rio de Janeiro. Seu mandado não pôde ser cumprido porque ele se encontra internado há três dias, em um hospital da cidade.

Segundo a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, as investigações indicam a existência de um esquema em que empresas privadas pagavam propina a funcionários da Petrobras para obter facilidades e melhores preços em operações de compra e venda de petróleo. O esquema teria funcionado até meados de 2014, com o envolvimento de funcionários da estatal, mas os investigadores não descartam a hipótese de os crimes terem continuado ou ocorrido em outras áreas da empresa.

O total de propinas que teria sido paga a funcionários da Petrobras entre 2009 e 2014 chega a 31 milhões de dólares, sendo 11 milhões desviados de operações com três grandes empresas estrangeiras que, segundo o MPF, têm faturamento anual maior que o da Petrobras: a Vitol, a Transfigura e Glencore. O procurador da República Athayde Ribeiro Costa, do MPF do Paraná, disse crer que o esquema era de conhecimento de executivos dessas empresas, que comercializam "de modo maciço e recorrente" com a Petrobras.

"A Petrobras vem colaborando com as investigações. Eles prontamente se dispuseram a entregar documentos e materiais em relação aos envolvidos. Isso demonstra que a empresa quer ajudar as autoridades brasileiras a resolver esses crimes", disse o procurador.

A PF e o MPF investigam também se houve omissão dolosa do ex-diretor Paulo Roberto Costa a respeito dos fatos. Costa foi beneficiado por um acordo de colaboração premiada com a Lava Jato, mas era obrigado a revelar todas as informações que dispunha sobre crimes na Petrobras. "Se caracterizada a omissão dolosa, ele perde os benefícios do acordo. Isso será apurado e, se verificado, as medidas serão adotadas", disse o procurador do MPF paranaense.

O delegado Felipe Pace, responsável pela investigação, disse que poucas vezes viu um caso com tantas provas documentais. Ele explicou que a natureza dinâmica e recorrente das operações exigia que os envolvidos trocassem mensagens constantemente, que eles tentavam encobrir usando codinomes e mensagens cifradas que chegavam a conter tabelas com a divisão dos valores a serem recebidos ilegalmente.

"As operações eram em grande frequência. Não tinha como não deixar rastro. Eles precisavam se comunicar, efetuar contato para saber qual valor podiam cobrar".

Os operadores do esquema atuavam aplicando pequenas diferenças nos preços de compra e venda de petróleo e derivado, que chamavam de "delta". Como as operações envolviam volumes altos de combustível em negociações diárias, a alteração de centavos no preço de cada barril chegava a render milhões de dólares em propina no período de um mês.
 
Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
23/04/19, 12:09 | CONFUSÃO - Filho de Bolsonaro ataca vice-presidente por palestra nos EUA
23/04/19, 12:05 | TOMA LÁ DÁ CÁ - Governo Bolsonaro promete ‘verba extra’ para deputado que aprovar Reforma da Previdência
23/04/19, 11:53 | DISCURSO - Se me dessem a mão, chamaria a polícia’, diz Kajuru sobre 4 ministros do STF
23/04/19, 11:50 | SENTENÇA - Coronéis e capitães do Exército são condenados por desvio de R$ 11 milhões
23/04/19, 11:29 | ARTIGO - Governo em autocombustão
23/04/19, 11:25 | ARTIGO - Lula não vai ser solto, porque a Justiça está presa
23/04/19, 10:54 | INTERNACIONAL - Sobe para 11 número de mortos após terromoto nas Filipinas
23/04/19, 10:51 | MOVIMENTO - Após reunião com governo, caminhoneiros descartam grave
23/04/19, 10:39 | MUDANÇAS - CCJ da Câmara deve votar hoje relatório da Reforma da Preidência
22/04/19, 21:23 | JULGAMENTO - Liberdade, prisão domiciliar ou continuar na cadeia: os possíveis desfechos do novo julgamento do ex-presidente Lula
22/04/19, 20:15 | EVENTO - Gilmar Mendes: Lula não deveria ter sido preso após condenação em 2ª instância
22/04/19, 20:07 | POLÊMICA - Verdadeiro dono do sítio de Atibaia pede autorização para vender a propriedade
22/04/19, 20:00 | POLÍTICA - Fernando Henrique Cardoso diz que Bolsonaro tem ideias 'muito atrasadas'
22/04/19, 16:09 | REFORMAS - Governo concorda em retirar pontos da Previdência para fazê-la passar na CCJ
22/04/19, 15:10 | REFORMA - Rodrigo Maia: Comissão só será instalada após fim da censura a dados da reforma da Previdência
22/04/19, 15:01 | REAÇÃO - Funcionalismo público articula para retirar trechos do projeto da Previdência
22/04/19, 14:55 | EDUCAÇÃO - Alunos que tiveram a isenção no Enem negada podem entrar com recurso
22/04/19, 14:45 | POLÍTICIA - É escandaloso como as instituições foram usadas no golpe contra Lula e Dilma, diz Ferrajoli
22/04/19, 14:36 | POLÊMICA - Teixeira critica sigilo sobre a Previdência: falta honestidade em Bolsonaro
22/04/19, 14:28 | REPERCUSSÃO - 'Impressão é que o Brasil é dirigido por um maníaco', diz jornal inglês
22/04/19, 14:02 | PREVIDÊNCIA - Previdência: compare como é a aposentadoria hoje e o que o governo propõe
22/04/19, 13:39 | MEDIDA - Bolsonaro reitera corte em patrocínios culturais da Petrobras
22/04/19, 13:32 | CONFUSÃO - Canal de Bolsonaro remove vídeo em que Olvao critica militares
22/04/19, 13:28 | ESTATÍSTICA - PRF registra queda de 50% no número de mortes durante feriado
22/04/19, 12:30 | ECONOMIA - Projeção de expansão da economia cai pela oitava vez e vai para 1,71%
22/04/19, 12:24 | POLÊMICA - Acordo para votar Previdência na CCJ não terá impacto fiscal
22/04/19, 12:15 | ECONOMIA - Prévia da confiança da indústria sinaliza aumento de 0,4 ponto
22/04/19, 07:54 | TRAGÉDIA - Prefeitura do Rio elabora cronograma para demolições de prédios
22/04/19, 07:51 | SAÚDE - Ministério da Saúde abre hoje segunda fase da vacinação contra gripe
22/04/19, 07:47 | INTERNACIONAL - Número de mortos em ataques no Sri Lanka sobe para 290
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site