CBN - A rádio que toca notícia

REFORMAS

Com fim do Ministério do Trabalho, funcionário vai virar refém do patrão

Em notas, centrais sindicais afirmam que medida anunciada pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, vai aprofundar a precarização do trabalho no país e trabalho escravo ficará sem fiscalização

08/11/18, 12:52

O

anúncio do fim do Ministério do Trabalho a partir do ano que vem, feito pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta-feira (7), é criticado pelas principais centrais sindicais do Brasil. Em notas, as entidades alertam que a ação é uma continuidade da "agenda regressiva" iniciada com Michel Temer, além de ampliar as ameaças aos direitos trabalhistas.

A medida aprofunda ainda mais a precarização do trabalho no país, com graves prejuízos à fiscalização e combate ao trabalho análogo ao escravo e ao trabalho infantil, afirma o presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Adilson Araújo. 

De acordo com o dirigente, a função do ministério, criado há 88 anos, tem valor histórico na regulação das relações entre capital e trabalho, dando protagonismo ao diálogo para dirimir conflitos. "Se com o ministério a luta já é grande contra as arbitrariedades no mundo do trabalho, sem a instituição perde-se, lamentavelmente, o espaço de diálogo social e de criação de políticas públicas de emprego e de suporte ao trabalhador e trabalhadora brasileiros", lamenta Adilson.

Já a Força Sindical diz que os trabalhadores "não podem se calar", já o Ministério do Trabalho foi importante no avanço das relações de trabalho. "Queremos o Ministério do Trabalho e Emprego forte, parceiro e protagonista na luta contra a recessão e pela retomada do crescimento econômico do País, com respeito aos direitos sociais, previdenciários e trabalhistas da classe trabalhadora, geração de empregos, distribuição de renda e inclusão social", afirma Miguel Torres, presidente da Força.

Em vídeo publicado também na quarta-feira, Vagner Freitas, presidente nacional da CUT, critica a ideia do presidente eleito, que mostra desrespeito pelas representações dos trabalhadores. "Não vamos permitir isso", afirma, alertando da necessidade de fortalecer os sindicatos.

Outras centrais também se manifestaram. A União Geral dos Trabalhadores (UGT) classifica o anúncio de Bolsonaro como "má notícia para a classe trabalhadora". Eles também defendem o fortalecimento da pasta, "ao invés de sublocar suas atividades a um futuro ministério que terá um foco totalmente empresarial".

Por sua vez, a Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) se diz decepcionada com a decisão de Bolsonaro, mas acredita que "ainda há tempo para rever decisões que possam resultar em imensuráveis prejuízos aos já fragilizados direitos dos trabalhadores". "Esperamos uma prudente revisão do que está sendo decidido por meio de declarações que, ao nosso entender, se revelam precipitadas", diz José Calixto Ramos, presidente da entidade.
 
Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
25/03/19, 18:47 | ECONOMIA - Guedes: Congresso sabe da importância da reforma da Previdência
25/03/19, 18:44 | CORRUPÇÃO & PROPINA - MPF vai recorrer da decisão que soltou Temer e Moreira e outros seis
25/03/19, 18:41 | MINISTÉRIO PÚBLICO - Dodge proporá que juízes federais tenham atribuição eleitoral
25/03/19, 17:43 | CORRUPÇÃO - Doleiro que teria repassado dinheiro para ex-ministro de Temer é encontrado morto no RS
25/03/19, 17:34 | SUSPEITAS - Por formação de quadrilha, desembargador que soltou Temer ficou afastado por 7 anos
25/03/19, 16:57 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Desembargador manda soltar Temer, Moreira Franco e mais cinco
25/03/19, 15:31 | CRIMES - Jornal britânico diz que família Bolsonaro tem “histórico de associação” com milícias do Rio de Janeiro
25/03/19, 13:26 | POLÍTICA - Molon: Bolsonaro transfere sua incompetência para o Congresso
25/03/19, 13:21 | CRISE - Senado também pode barrar pacote antricrime de Moro
25/03/19, 12:06 | POLÍTICA - PSL está insatisfeito com articulação política de Bolsonaro
25/03/19, 11:35 | ARTIGO - Ou o Brasil acaba com Bolsonaro ou Bolsonaro acaba com o Brasil
25/03/19, 10:32 | OPINIÃO - Recuo diante de Bolsonaro seria o suicídio político de Rodrigo Maia
25/03/19, 10:16 | CRISE - Despenca nas redes sociais aprovação à reforma da Previdência
25/03/19, 09:55 | ARTIGO - Bolsonaro critica a “velha política”, mas pratica a política podre
25/03/19, 09:40 | INVESTIGAÇÃO - Senado cogita impeachment de Gilmar Mendes em vez de CPI
25/03/19, 09:34 | CRISE - Ministro de Bolsonaro critica Olavo de Carvalho: ‘desequilíbrio fica evidente’
25/03/19, 09:30 | BRIGA - Joice chama Kim de ‘oportunista’ e ‘moleque’ após críticas ao PSL
25/03/19, 08:46 | INTERNACIONAL - Maduro diz que assessor de Guaidó preso faz parte de célula terrorista
25/03/19, 08:42 | INTERNACIONAL - Passagem de ciclone por Moçambique deixa pelo menos 446 mortos
25/03/19, 08:39 | INTERNACIONAL - Massacre na tribo Dogon no Mali deixa mais de 130 pessoas mortas
25/03/19, 08:07 | PREMIAÇÃO - Professor queniano é escolhido melhor do mundo, fica com 'Nobel da Educação' e leva prêmio de US$ 1 milhão
25/03/19, 08:00 | POLÍTICA - 'Parece briga de rua, precisa acalmar as bases', diz Mourão sobre Maia x Bolsonaro
25/03/19, 07:54 | REAÇÃO - Presidente do Chile critica Bolsonaro por afirmações 'infelizes' sobre ditaduras
24/03/19, 20:40 | VIOLÊNCIA - Os 5 países que fabricam 75% das armas do mundo (e seus maiores compradores)
24/03/19, 20:26 | POLÍTICA - 100 anos do fascismo: 'O perigo atual é que democracia vire repressão com apoio popular', diz historiador
24/03/19, 19:42 | CRISE - Após polêmica com Moro, Maia exclui pacote anticrime de sua agenda na Câmara
24/03/19, 19:13 | INSTABILIDADE - Líder do governo critica velha política, cita Maia e acirra crise
24/03/19, 19:05 | POLÍTICA - Paulo Guedes vai ao Congresso em missão de paz para tentar salvar Reforma da Previdência
24/03/19, 18:29 | ARTIGO - Visão da Prisão Preventiva
24/03/19, 14:07 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Temer passa fim de semana sem visitas e recebe livro na cela
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site