CBN - A rádio que toca notícia

ESTUDO

População carcerária feminina no Brasil é uma das maiores do mundo

Segundo a pesquisa, 62% das prisões de mulheres no Brasil estão relacionadas ao tráfico de drogas, enquanto, no caso dos homens, o percentual cai para 26%

07/11/18, 14:40

O
Brasil tem uma das maiores populações carcerárias femininas do mundo, e as prisões relacionadas ao tráfico de drogas correspondem à maior parte delas. Em um estudo divulgado na semana passada, a Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (Dapp/FGV) levantou dados sobre essas prisões e mostrou que, entre 2000 e 2016, a população carcerária feminina aumentou 567%. Se considerados dados atualizados até 2018, o aumento se aproxima de 700%. 

Em 2016, as prisões brasileiras abrigavam 42.355 mulheres. Quando analisada a incidência de prisões para cada 100 mil mulheres, o Brasil chega a 40,6, relação que perde apenas para Estados Unidos (65,7) e Tailândia (60,1). A China tem mais mulheres encarceradas que o Brasil, mas, proporcionalmente, sua taxa é menor. 

Entre os cinco estados com maior encarceramento feminino, quatro estão na região Norte: Amazonas (9,2%), Rondônia (8,2%), Acre (7,1%) e Roraima (6,7%). O Mato Grosso do Sul é o que tem maior percentual de mulheres em relação ao total da população carcerária: 11,3%.

Segundo a pesquisa, 62% das prisões de mulheres no Brasil estão relacionadas ao tráfico de drogas, enquanto, no caso dos homens, o percentual cai para 26%. A pesquisadora Danielle Sanches, responsável pelo levantamento, em entrevista à Rádio Nacional do Rio de Janeiro considerou que penas alternativas poderiam ser opção em muitos casos.

"Grande parte das mulheres encarceradas trabalha na baixa hierarquia do tráfico. Não são grandes gerentes e com alta periculosidade. Penas alternativas poderiam ser pensadas".

O encarceramento das mulheres se dá muitas vezes em presídios mistos, em que há presos e presas. Segundo a pesquisa, entre as penitenciárias brasileiras, 17% são mistas e 7% são exclusivamente femininas. 

O estudo chama atenção para as conclusões do relatório Infopen Mulheres, produzido pelo Departamento Penitenciário Nacional em 2014. Segundo o documento, 90% das unidades mistas e 49% das exclusivamente femininas foram consideradas inadequadas para gestantes encarceradas. As prisões mistas também possuem menos berçários e/ou centros de referências para mulheres (3%) que as as específicas (32%). 

Quando avaliada a existência de creche, as prisões mistas declararam não ter, e as femininas tinham em 5% dos casos. O percentual é considerado baixo, uma vez que 64% das mulheres encarceradas possuem ao menos um filho. 

A pesquisa recomenda que sejam adotadas políticas públicas no sentido de ampliar as unidades prisionais materno-infantis e reestruturar presídios exclusivos para mulheres. O estudo considera recomendável investir em ações focadas para primeira infância focadas em filhos de mulheres encarceradas.

Além disso, as pesquisadoras apontam que é preciso acelerar o julgamento das mulheres em prisão provisória e promover ações que diminuam a inserção de mulheres jovens no tráfico de drogas.
 
Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
16/01/19, 19:25 | VATICANO - Papa pede a bispos que evitem esconder casos de abusos contra crianças
16/01/19, 19:15 | ECONOMIA - Aposentadoria de quem ganha acima do mínimo sobe 3,43%
16/01/19, 19:10 | ECONOMIA - Contribuição previdenciária vai mudar no salário pago em fevereiro
16/01/19, 18:42 | REFORMA - Sem incluir militares, reforma da Previdência perde, diz Paulo Guedes
16/01/19, 18:37 | POLÊMICA - Decreto sobre posse de armas favorece quem tem antecedentes criminais
16/01/19, 18:01 | ESPORTE - Juventus vence o Milan e é campeão da Supercopa da Itália
16/01/19, 13:32 | NOVA REGRA - Presunção de "efetiva necessidade" de posse de arma viola Constituição
16/01/19, 13:27 | EFEITO REBOTE - Comunidade jurídica diverge quanto à eficácia de decreto de armas
16/01/19, 12:41 | VIOLÊNCIA - Após decreto, interesse por armas cresce em lojas, mas preço assusta
16/01/19, 12:35 | ENTREVISTA - Autor do texto, Moro minimiza alteração no decreto de armas
16/01/19, 12:22 | ENTREVISTA - CEARÁ: Moro disse que 'seria apropriado' enquadrar como terrorismo
16/01/19, 11:58 | POLÊMICA - Após flexibilização da posse, bancada da bala no Congressso quer facilitar o porte de armas
16/01/19, 11:55 | SALÁRIO EXTRA - Presidente Bolsonaro recebeu R$ 33,7 mil de auxílio-mudança três dias antes da posse
16/01/19, 11:52 | CRIMINALIDADE - Governo Bolsonaro pretende anistiar 8 milhões de armas irregulares
16/01/19, 10:52 | FESTIVIDADES - Prefeitura de Teresina lança edital para 8º Concurso de Músicas Carnavalescas
16/01/19, 10:49 | EDUCAÇÃO - Estudantes de Teresina conquistam 16 medalhas na Olimpíada de Matemática 2018
16/01/19, 10:44 | EDUCAÇÃO - Prefeito de Teresina e secretário empossam equipes gestoras nas unidades de ensino
15/01/19, 22:28 | POLÍTICA - LULA: 'Era melhor ter armado a população com carteira de trabalho e livros'
15/01/19, 22:25 | POLÊMICA - Armar a população é inconstitucional e mergulhará o país num 'faroeste'
15/01/19, 22:05 | CRIMINALIDADE - Deputada comemora decreto das armas com vídeo em que atira com pistola e fuzil
15/01/19, 21:57 | POLÊMICA - Governador do Maranhão: Decreto de Bolsonaro é uma 'gambiarra jurídica' que vai aumentar mortes por 'conflitos pessoais'
15/01/19, 21:54 | VIOLÊNCIA - "Aposta enganosa", diz O Globo sobre liberar armas para combater violência
15/01/19, 21:51 | CRIME - Cerca de cinco veículos clonados são apreendidos a cada mês no Piauí, diz Polinter
15/01/19, 18:23 | SAÚDE - Cirurgia de Bolsonaro será realizada no dia 28 de janeiro em SP
15/01/19, 18:17 | PREVIDÊNCIA - Bolsonaro e 141 ex-deputados podem se aposentar com R$ 33,7 mil
15/01/19, 18:10 | VIOLÊNCIA - Após 13 dias, Ceará tem primeira madrugada sem ataques
15/01/19, 14:49 | POLÊMICA - Perguntas e respostas sobre o decreto das armas de Bolsonaro
15/01/19, 14:41 | VIOLÊNCIA - Com decreto, pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo
15/01/19, 14:27 | ECONOMIA - Cerca de 62,6 milhões de brasileiros fecharam 2018 com o nome sujo
15/01/19, 13:25 | OPINIÃO PÚBLICA - Pesquisas: 53,2% dos brasileiros querem fim da reeleição presidencial
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site