CBN - A rádio que toca notícia

SEGUNDO TURNO

Saiba quais partidos já anunciaram apoio a Bolsonaro ou Haddad no 2º turno

PSDB e Centrão ficam neutros. PTB apoia Bolsonaro. Psol apoia Fernando Haddad. PDT decide nesta 4ª feira

10/10/18, 13:15

O

s candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) foram os mais bem votados no 1º turno da eleição presidencial e disputarão o 2º turno em 28 de outubro.

Até lá, colecionarão apoios de partidos e candidatos nos Estados. O Poder360 compila abaixo quem já se pronunciou sobre a disputa:

Jair Bolsonaro

O candidato ao governo de São Paulo João Doria (PSDB) declarou apoio a Bolsonaro contra Haddad no 2º turno das eleições presidenciais.

Ana Amélia (PP), candidata a vice-presidente de Geraldo Alckmin (PSDB), derrotado no 1º turno, também se aliou ao deputado federal do PSL.

No Rio Grande do Sul, os 2 candidatos que disputam o 2º turno, José Ivo Sartori (MDB) e Eduardo Leite (PSDB), estão com o político do PSL. O governador eleito do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), e os candidatos à reeleição Amazonino Mendes (PDT) e Reinaldo Azambuja (PSDB) também.

PTB

Após consultar os membros da Executiva Nacional, o PTB decidiu apoiar Bolsonaro no 2º turno. A informação foi divulgada em nota nesta 3ª feira (9.out.2018), assinada pelo presidente da sigla, Roberto Jefferson.

“Acreditamos que Jair Bolsonaro trabalhará para que o nosso país volte aos trilhos do desenvolvimento social e econômico, e pela pacificação e união do povo brasileiro”, diz a nota.

Fernando Haddad

PDT

Carlos Lupi, presidente do PDT (Partido Democrático Trabalhista), falou nessa 2ª feira que o partido deve anunciar o que está chamando de “apoio crítico” à candidatura de Fernando Haddad (PT), no 2º turno.

Psol

O Psol também divulgou na 2ª feira nota oficializando apoio ao candidato Fernando Haddad (PT). “O 2º turno é a continuidade da luta contra o fascismo e o golpe. A tarefa central nesse momento é, portanto, derrotar Bolsonaro”, afirma o partido em comunicado assinado pela Executiva Nacional.

PSB

O PSB anunciou apoio a Fernando Haddad em reunião da Executiva Nacional, em Brasília. No entanto, os diretórios de São Paulo, Distrito Federal e Sergipe estão liberados para deliberarem internamente em seus Estados.

“Nesses Estados [SP, DF e Sergipe], estamos dando as condições de conduzir as suas campanhas com maior liberdade, levando em consideração as alianças que foram formadas e que precisam ser formadas para a vitória no 2º turno”, disse o presidente nacional do PSB Carlos Siqueira.

Neutralidade

PSDB

O PSDB decidiu liberar seus filiados e militantes e se manter neutro em relação ao 2º turno. Não vai apoiar Fernando Haddad (PT) nem Jair Bolsonaro (PSL). “Estamos seguindo a mensagem das urnas”, disse Geraldo Alckmin, candidato tucano à Presidência derrotado no 1º turno e presidente do PSDB.

“Nós não nos sentimos representados nem por 1 nem por outro. Isso nós falamos a campanha inteira, só estamos repetindo de forma coerente”, disse.

Alckmin afirmou que o protagonismo no 2º turno será dos candidatos. “Quem quiser apoiar Bolsonaro, quem quiser não apoia ninguém, quem quiser apoiar o Haddad, nós liberamos. Cabe a eles expor suas ideias, suas propostas, tirar as dúvidas do eleitorado”, afirmou.

PP

Assim como o PSDB, o PP (Partido Progressista) decidiu se manter neutro sobre o 2º turno. “O eleitor claramente enviou um recado ao país: quer tomar sua decisão sem que qualquer outro aspecto, que não os candidatos, sejam levados em consideração como critério de escolha”, afirmou o partido em carta assinada pelo presidente da sigla, senador Ciro Nogueira.

PPS

Roberto Freire, presidente nacional do PPS (Partido Popular Socialista), disse ser contra 1 possível apoio do partido a algum dos candidatos à Presidência da República. Na 2ª feira, em postagem no Twitter, Freire disse que não apoia nem Haddad, nem Bolsonaro.

PRB

Após consultar os membros da Executiva Nacional, o PRB decidiu permanecer neutro em relação ao 2º turno das eleições. O partido decidiu liberar os seus membros para apoiar a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) ou de Fernando Haddad (PT). A informação foi divulgada em nota nesta 3ª feira (9.out.2018), assinada pela Executiva Nacional.

DEM

O partido anunciou nesta 4ª feira (10.out.2018) que se manterá neutro e liberará filiados e militantes para apoiar qualquer 1 dos candidatos.

“O nosso propósito é trabalhar por um novo ambiente, onde a nação seja pacificada e os valores nacionais prevaleçam sobre interesses não republicanos que conduziram o Brasil à pior crise econômica, política, social e moral de sua história”, afirmou em nota.

PR

O Partido da República decidiu não declarar apoio a nenhum dos 2 candidatos à Presidência.

Há divisões no partido sobre o apoio. “Em cada Estado, cada parlamentar pode tomar sua decisão, o que achar melhor para seu Estado”, disse o líder do partido na Câmara, José Rocha.
 
Fonte: JL/PODER 360
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
19/10/18, 21:28 | CRIME - TSE abre investigação sobre Bolsonaro e mensagens contra Haddad na internet
19/10/18, 21:16 | REPERCUSSÃO - Imprensa internacional destaca 'rede de notícias criminosas' de Bolsonaro
19/10/18, 21:13 | DECLARAÇÃO - 'Me preocupa o que está no horizonte', diz ministro do STF
19/10/18, 21:02 | CRIME - WhatsApp exclui contas com mentiras para prejudicar Haddad
19/10/18, 19:09 | PESQUISA - Vox Populi coloca Bolsonaro e Haddad quase empatados: 53% x 47%
19/10/18, 19:03 | ELEIÇÕES - Prefeitos saem do PSDB após declararem apoio a França
19/10/18, 18:51 | POLÍTICA - Maioria dos eleitores considera debates importantes, aponta Datafolha
19/10/18, 18:38 | POLÊMICA - TSE e PGR foram omissos diante de atos violentos e fake news, diz CNDH
19/10/18, 18:34 | REAÇÃO - Manifestantes criticam propostas de Bolsonaro para meio ambiente
19/10/18, 18:32 | SAÚDE - Estudo relaciona 12% das mortes por câncer de mama ao sedentarismo
18/10/18, 21:56 | ANÁLISE POLÍTICA - É hora de se debruçar sobre a propaganda em rede de Bolsonaro
18/10/18, 21:50 | ELEIÇÕES NO BRASIL - Empresas compram pacotes ilegais de envio de mensagens contra o PT no WhatsApp, diz jornal
18/10/18, 21:15 | CRIME - PDT vai pedir anulação das eleições por fraude de Bolsonaro contra Haddad
18/10/18, 21:08 | CRIME ELEITORAL - Diretor do Datafolha: salto de Bolsonaro nas pesquisas indica fraude
18/10/18, 20:49 | LEVANTAMENTO - Brasil tem 477 grávidas e lactantes no sistema carcerário
18/10/18, 20:47 | POLÍTICA - Bolsonaro não vai participar de debates com Haddad
18/10/18, 20:43 | CRIME - MPE vai apurar suspeita de doações ilegais à campanha de Bolsonaro
18/10/18, 12:55 | EDUCAÇÃO - Cartões do Enem serão liberados na segunda-feira, dia 22
18/10/18, 12:51 | DIEESE - Pagamento do 13º salário injeta R$ 211,2 bilhões na economia
18/10/18, 12:45 | MOVIMENTO - Com juristas, Haddad chama campanha anti-PT de “tentativa de fraude
18/10/18, 09:44 | FUTEBOL - Cruzeiro 2 x 1 Corinthians: hexacampeão da Copa do Brasil
18/10/18, 09:39 | POLÊMICA - Em casos anteriores, STF suspendeu indiciamento de autoridades pela PF
18/10/18, 08:59 | AGENDA - Dia é de definições para os candidatos à Presidência da República
17/10/18, 19:11 | ECONOMIA - Um em cada três clientes ignora valor da fatura do cartão de crédito
17/10/18, 19:08 | POLÍTICA - Pesquisa constata só 8% de imagens verdadeiras no WhatsApp
17/10/18, 19:04 | BENEFÍCIO - Nascidos em outubro já podem sacar abono do PIS de 2017
17/10/18, 18:47 | JUDICIÁRIO - STF decide que imóveis de programa habitacional não pagam tributos
17/10/18, 16:43 | POLÍTICA - De salto alto, Bolsonaro e filhos já cantam vitória antes da hora
17/10/18, 16:00 | POLÍTICA - Haddad diz que Igreja Universal tem pretensões de governar o país
17/10/18, 15:39 | REAÇÃO - Mais de mil juristas assinam manifesto em apoio a Haddad
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site